Bike na Europa 

Choose the Language ↓ Escolha o Idioma

EnglishFrenchGermanSpainItalianDutch
RussianPortugueseJapaneseKoreanArabicChinese Simplified
 
 

Porque a bike é o principal meio de transporte nos países desenvolvidos, cultura e comportamento da bicicleta na Europa Blog da Ana Cassiano anacassiano.com.br

Quando comecei escrever esse texto, minha única intenção era falar sobre o Dress Code: "Que roupa usar para andar de bicicleta na Europa" (Sim acredite, essa dúvida existe!) e à princípio pode parecer bem fútil.

Mas sinceramente acho que a dúvida é outra. O que realmente causa a indagação não é "O que vestir", e sim "Por que vestir" aquelas roupas "chics" que os europeus usam para andar de bicicleta? E o conforto, não conta? E os equipamentos de segurança? Por que a grande maioria não usa?

Olhando por esse lado então, a coisa deixa de ser fútil e vira uma questão cultural. E é aqui que eu entro, tentando esclarecer essa história, baseando-me em fatos reais hahahaha, ou seja, na minha própria vivência, já que moro aqui esses anos todos.  

Por que não nos causa espanto algum ver uma mulher aqui passando de bicicleta usando saia, meia fina e salto alto? Por que é tão comum por aqui ver homens de terno, gravata e sapatos lustrados, equilibrando seus laptops cheios de prática em suas bikes indo para o trabalho? Buscando entender o porquê dessas coisas, percebi que tem uma certa lógica o fato dos europeus "vestirem o que vestem" enquanto andam de bicicleta. 

         Holanda.

 

Uma questão cultural

Aqui na Europa, as pessoas usam a bicicleta pra tudo! Para trabalhar, para ir p à escola (para levar ou buscar o filho na escola também), vão ao supermercado, festas... tudo tuuudo é de bike! Faça chuva, faça sol, neve, rajadas de vento, frio, furacão, tsunami.... tudo!

            Olha nossas bikes como ficavam no inverno! E a gente usava mesmo assim!

          Foto: Site "Elas no Pedal"

 

Eles usam a bike até pra viajar!!! É só ver na internet quantos roteiros desse tipo que existem!

              Foto: "Vontade de viajar.com"

 

              Foto: Site "Viajadora.com"

 

É claro que os europeus usam a bicicleta para passear e praticar esporte também. Mas como pedalam tanto, acho que nem consideram o que fazem como espoooorte espoooorte mesmo. 

Andar de bicicleta já está tão acoplado ao estilo de vida das pessoas aqui, que elas nem percebem que estão praticando esporte. E isso que é o bom, fazer esporte sem perceber, rs. Por isso, não saem de casa usando "roupa de esporte"... É como ir na garagem e pegar um carro.

             Foto: Site "Amsterdam com crianças"

 

            Foto: Site "The city fix"

 

O europeu tem um jeito característico de se vestir quando anda de bike. Capacetes e coletes refletivos não são itens obrigatórios, eles são apenas acessórios opcionais. Quem quiser usar, usa. Mas no dia a dia, essas parafernálias de ciclista não são muito comuns por aqui.  

             Foto: Site Monica Linz

 

           Foto: Site "Cultura da bicicleta na Europa"

 

É claro que se vc pratica o ciclismo como esporte, aí sim vai precisar das roupas e equipamentos adequados. 

Caso contrário, a roupa pode ser um pouco mais “natural”. O conforto é importante sim, mas também não precisa sair poraí feito o perú da Sadia hahahaha, brincadeira... 

E por que os europeus não usam os equipamentos de segurança no dia a dia? Talvez a resposta seja porque andar de bike aqui é mais seguro e acontecem poucos acidentes. Mas vejam, eu não estou dizendo que os equipamentos não são importantes! Pelo amor de deus não me entendam mal. Estou apenas tentando entender porque eles não se preocupam tanto com isso.

               Eu e minha filha na França.

 

 

Regras de trânsito rigorosas

Aqui na Europa, as regras de trânsito são muito rigorosas quando o assunto é pedestre e ciclista. 

Quando vim morar na Alemanha, achei uma grande besteira ter que estudar tudo de novo para tirar uma carteira de motorista que fosse válida na Europa, afinal eu já tinha a minha do Brasil há 20 anos!!! (* A carteira de motorista brasileira só vale aqui por 6 meses.) 

Mas depois que tirei a carteira de motorista da comunidade européia, entendi (e aprendi) muuuitas coisas, principalmente as 1 milhão de regras que favorecem pedestres e ciclistas, coisa que no Brasil isso passa longe. As situações em que pessoas e bikes têm prioridade, são infinitamente maiores que as dos carros. 

Aqui na Europa, o ciclista pedala relativamente tranquilo. Nessa foto abaixo por exemplo, o ônibus parou para a ciclista passar. Nas regras de trânsito daqui nada tem mais prioridade que pedestre e ciclista, NADA!

Quando acontece algum acidente envolvendo ciclista ou pedestre, nossa... sai até na manchete do jornal! E o motorista tá ferrado mesmo, porque aqui a lei se aplica e é cumprida. 

Então, devido ao melhor preparo dos motoristas, devido a maior cautela que eles dirigem e ao número interminável de ciclovias que temos na Europa, posso afirmar que andar de bicicleta aqui é bem seguro sim. É claro que acidentes acontecem, mas são poucos em relação ao número de ciclistas nas ruas, e na grande maioria das vezes eles nem são tão graves.

            Nós em Zurique na Suíça.

 

Leis de trânsito desde o jardim de infância

Na Europa, o uso da bicicleta começa desce cedo. As crianças ainda pequenas ganham dos pais a sua bicicletinha, que são geralmente de madeira e não têm nem corrente! A meninada pedala com o pé no chão mesmo hahahaha, é uma graça! O importante nessa fase é lidar com o equilíbrio, o que elimina o uso das "rodinhas" qdo elas estiverem mais velhas. 

                    Foto: Site "Bicicleta de madeira"

 

E já na escola, as crianças aprendem as regras de trânsito e como andar de bicicleta com segurança. Afinal, é muito importante que os ciclistas saibam o seu papel nas ruas, seus direitos e deveres, e os cuidados que devem ser tomados consigo e com os outros. A criança já cresce educada dessa maneira.

              Minha filha com 4 anos indo para a escola na Alemanha.

 

Como eu moro na Alemanha, vou dar um exemplo daqui, mas acho que deve ser uma regra para todos os países da Europa. Quando meu filho tinha 11 anos ele passou por isso. Os policiais vão nas escolas, tudo agendado direitinho e com bastante antescedência, dão uma palestra para as crianças ensinando como elas devem se comportar no trânsito (e até na floresta!), estejam elas de bicicleta ou à pé mesmo. Eles usam uma linguagem de criança, bem lúdica. 

          Foto do blog "Borboleta em voo"

 

Depois marcam o dia da prova! SIM, as crianças passam por um teste de rua, tudo auxiliado pelos policiais (que até fecham o trânsito ao redor da escola), para provarem que aprenderam mesmo o que foi ensinado. 

Quem faz tudo certinho, ganha um certificado. Mas quem comete um errinho sequer, tem que repetir o teste num outro dia de prova. Dessa maneira, formam-se adultos mais conscientes e responsáveis no trânsito, e este por consequência, se torna mais seguro.

         Esse é o certificado do meu filho Pedro.

 

           Foto: Site "Green Style"

 

Um dia, meu filho chegou em casa impressionado me contando que ele foi atravessar a rua num lugar que não tinha faixa de pedestre. Quando viu um carro vindo, levantou o braço direito e o carro parou para ele passar. Coisa que ele também tinha aprendido na escola! 

 

Na Europa, faça como os europeus!

         Nós no parque em Mannheim.

 

E em relação ao meu filho, tenho outro fato interessante para contar... Nós brasileiros, que não temos na nossa cultura uma relação tão forte com a bicicleta assim, não estamos acostumados a ver nosso filho ir para a escola de bike todos os dias, num inverno rigoroso de temperaturas negativas, carregando mochila, lanche e tudo mais, saindo bem cedo de uma manhã escura e ainda por cima nevando!!! Ahhhhh eu não aguentei de dó e ofereci levá-lo de carro. Lógico que ele aceitou na hora né, mesmo porque ele é brasileiro também! rs. E foi assim a semana toda. 

Quando chegou na sexta feira, ele pediu para eu parar o carro na esquina anterior, longe do portão de entrada, porque ele não queria ser visto chegando de carro na escola! Ele estava com vergonhaaaa! hahahahaha. Nos dias anteriores, os amigos da escola perceberam a situação e tiraram o maior sarro da cara dele hahahaha, afinal de contas aquilo era uma coisa de outro mundo! COMO ASSIM IR DE CARRO PRA ESCOLA!!!! hahahahaha. 

É cultural gente, não tem jeito. Ele teve que se acoplar ao esquema! Isso se chama Integração! É o que eu sempre digo, na Alemanha viva como os alemães! E pra dizer a verdade, ele não morreu não! Sobreviveu e conviveu até bem demais com esse e outros costumes daqui. 

Hoje meu filho não solta a "magrela" dele por nada! Ele já cresceu, está na universidade, tem até o próprio carro, mas a bike tá lá com ele até hoje, em pleno uso!!!

            Meu filho indo para a Universidade em Sttutgat.

 

A explicação de tudo!

Essa "fissura" européia por bicicletas não surgiu do nada. Tudo tem uma explicação. E eu vou te citar algumas: 

  • Estacionar nas ruas do centro é caro. 
  • As ruas são estreitas e dá muito trânsito. 
  • De carro, o tempo que se gasta pode ser grande demais. 
  • Tem o lance do preço do combustível, da poluição e da questão ambiental, que europeu leva bastante à sério. 
  • Além disso, vc pode pegar metrô ou trem com a sua bike junto (tem um vagão reservado para elas!) 
  • Aqui as ruas são mais planas, é fácil pedalar e já vimos que é bastante seguro também. 

Então, como se vê, são vários os motivos que fazem os europeus optarem pela bicicleta.

           Meu marido chegando do trabalho.

 

          A vice-presidente da Smart Annette Winkler com a sua E-bike. (Observe a roupa dela. Elegante e até de salto alto!)

 

Então, depois de analisar tudo isso, acho que dá pra entender um pouco do tema "Com que roupa", afinal escrevi esse texto pra isso. O clima aqui é mais frio, as pessoas não transpiram como no Brasil. É só jogar um casacão por cima e sair pedalando por aí. Assim fica fácil ser elegante né! 

 

** OBS: As fotos desse post que não possuem créditos, foram batidas por mim mesma. 

 

De Bike na Holanda

Quando estive na Holanda, fiz um passeio de bike incrível pelos moinhos de vento e campos de tulipas

Para ler sobre esse meu passeio de bike na Holanda clique AQUI

Ana Cassiano

Morei na Alemanha por 8 anos. Já visitei vários países de continentes diferentes. Sou Guia de Turismo em São Paulo, Escritora de Viagens e Colaboradora de Sites de Turismo.

MMorei na Alemanha por 8 anos. Já visitei vários países de continentes diferentes. Sou Guia de Turismo em São Paulo, Escritora de Viagens e Colaboradora de Sites de Turismo.orei na Alemanha por 8 anos. Já visitei vários países de continentes diferentes. Sou Guia de Turismo em São Paulo, Escritora de Viagens e Colaboradora de Sites de Turismo.