Curiosidades sobre a Holanda e Países Baixos

Choose the Language ↓ Escolha o Idioma

EnglishFrenchGermanSpainItalianDutch
RussianPortugueseJapaneseKoreanArabicChinese Simplified
 
 

 

Não dá para visitar a Holanda e os Países Baixos sem entender o que são Diques, Pôlderes, qual a origem dos canais, dos moinhos de vento e dos tamancos de madeira. Uma coisa está totalmente relacionada à outra, e aqui nesse post vou explicar tudo pra você entender. Então vamo lá!

 

Canais

A história dos canais começou em Amsterdam. 

No século 17, os Países Baixos se tornou o país mais rico do mundo, com hegemonia sobre o resto da Europa. Nessa época, Amsterdam virou um poderoso centro financeiro e seu porto se tornou muito importante. 

Com todo esse desenvolvimento, Amsterdam começou a atrair muitas pessoas em busca de oportunidades. A população havia crescido demais e a cidade foi ficando sem espaço para tanta gente. 

Foi quando surgiu a brilhante obra de engenharia! 

As terras que antes eram ocupadas pelo mar, começaram a serem drenadas através de canais. A água passou a ser bombeada de volta para o oceano e com isso, “terras firme” foram aparecendo. Assim, novos bairros foram sendo planejados e construídos. 

        Vista aérea de Amsterdam, foto Wikipédia.

 

A construção dos canais foi uma obra tão incrível, que eles foram considerados Patrimônio Histórico da Humanidade pela UNESCO. 

 

Diques

Para que o mar não voltasse a ocupar seu antigo espaço, foram construídos Diques/Barragens para contê-lo. E isso não foi só em Amsterdam não, foi no litoral do país inteiro! 

Existem vários diques nos Países Baixos, mas um em especial merece destaque. Em 1932, foi construído o maior dique do mundo, o Afsluitdijk. Ele fica no norte da Holanda e tem 32 quilômetros! É tão grande que funciona até como estrada. Pode-se atravessar de carro, de bike ou até mesmo à pé. 

          O dique Afsluitdijk à noite.

 

Pôlderes

Atualmente, grande parte dos Países Baixos constitui-se de pôlderes, que são as terras abaixo do nível do mar (os antigos leitos oceânicos) que são protegidas pelos diques para não serem alagadas novamente. 

        Toda essa área verde são Pôlderes.

 

Para se ter uma noção, Amsterdam fica junto ao dique Afsluitdijk que falei acima. Amsterdam está a 8 metros abaixo do nível do mar!!! Se não fossem os diques, hummmm..... 

O controle do nível das águas faz parte da história dos Países Baixos. Por isso que desenvolveram técnicas tão perfeitas.

 

Moinhos de Vento

Para bombear a água de volta para o oceano, ao longo dos canais foram construídos vários moinhos de vento, aproveitando que os Países Baixos ficam em uma região de ventos muito fortes. 

          Os moinhos empurram a água das terras mais baixas de volta para o mar.

 

Os moinhos têm largas pás que captam os ventos e fazem girar uma roda de madeira que movimenta a água com muita força, mudando o sentido da correnteza.

Hoje em dia, o bombeamento da água é feito inteiramente por bombas elétricas. Por isso que em Amsterdam não vemos mais moinhos. Os que permaneceram no tempo estão nos arredores, nas cidades ao redor. 

Ainda existem muitos moinhos de vento tradicionais espalhados pelos Países Baixos, mas hoje em dia são utilizados para moagem de grãos, e não mais para o bombeamento das águas. Estes moinhos são muito antigos, catalogados e até tombados pelo patrimônio histórico. 

Os moinhos modernos são chamados de “Turbinas de Vento”. São eles que geram a eletricidade para o país. 

o que são Diques, Pôlderes, qual a origem dos canais, dos moinhos de vento e dos tamancos de madeira.

Já que os moinhos antigos foram substituídos por bombas elétricas, e a eletricidade vem das "Turbinas de Vento", então de certo modo, continua sendo dos moinhos o papel de bombear a água para o oceano, não é mesmo? Mesmo que indiretamente.

 

Tamancos de Madeira

Os tamancos são chamados de KLOMPEN porque fazem o barulho "clomp clomp" quando são usados. kkkkk Ownn que bonitinho! 

Os primeiros tamancos apareceram no século 13 e eram utilizados nas regiões pantanosas para isolar os pés do frio e da umidade. Eram fáceis de limpar por causa da lama dos terrenos alagados, então foram logo aderidos pela população que vivia nessas regiões. 

Os tamancos são geralmente feitos de álamo ou salgueiro, que são madeiras fáceis de talhar. São madeiras leves, apesar dos tamancos parecerem pesados. Mas não são!

Os tamancos pintadinhos que a gente vê são só para turistas, porque os originais são rústicos, na madeira pura. Antigamente, as mulheres tinham o costume de ir à missa com tamanquinhos pintados, mas no dia à dia, não é usado pintá-los não. 

Até hoje os tamancos são usados pelos holandeses, principalmente pelos que vivem no campo. Não que os terrenos sejam alagados, mas por pura tradição. Mesmo nas cidades, muitas pessoas ainda tem um Klompen em casa, apesar de não usarem tanto como no campo.

       Meu marido usando o Klompen original de um amigo holandês que nós temos.

 

A Holanda não é um país!

Você sabe qual a diferença entre Holanda, Países Baixos, Holland e Netherland? Para entender clique AQUI

 

Leia também:

Cidades e passeios pela Holanda e Países Baixos

Ana Cassiano

Morei na Alemanha por 8 anos. Já visitei vários países de continentes diferentes. Sou Guia de Turismo em São Paulo, Escritora de Viagens e Colaboradora de Sites de Turismo.

MMorei na Alemanha por 8 anos. Já visitei vários países de continentes diferentes. Sou Guia de Turismo em São Paulo, Escritora de Viagens e Colaboradora de Sites de Turismo.orei na Alemanha por 8 anos. Já visitei vários países de continentes diferentes. Sou Guia de Turismo em São Paulo, Escritora de Viagens e Colaboradora de Sites de Turismo.