Carnaval na Alemanha Helau! Ahoi!

Choose the Language ↓ Escolha o Idioma

EnglishFrenchGermanSpainItalianDutch
RussianPortugueseJapaneseKoreanArabicChinese Simplified
 
 

 

Quando moramos fora do Brasil, é inevitável comparar o nosso carnaval com o carnaval dos outros países. É claro que senti saudade, mas aprendi a respeitar o que vem de outras culturas.

Descobri que não é só no Brasil que existe carnaval (eu achava que era!) e que essa festa é cultural e comemora-se no mundo todo. Cada lugar à sua maneira. 

Como é o Carnaval da Alemanha? Ana Cassiano Histórias de Viagens Nosso 1º carnaval na Alemanha.

 

Independente do lugar onde você passe o carnaval, o mais importante é entender que no mundo não existe "o certo e o errado", nem "o melhor ou o pior", existem apenas "as diferenças". E encarando dessa forma, fica mais fácil entender, respeitar e se divertir bastante com essa festa maravilhosa, cheia de riquezas culturais.

E para a minha grande surpresa, os alemães festejam muito o carnaval! Adoramos enquanto moramos lá. A gente participava de tudo.

 

Os Desfiles

No domingo e na terça-feira de carnaval, as cidades param para ver os desfiles. As "escolas de samba" da Alemanha são na verdade as associações de bairros ou clubes, que desfilam com muito orgulho suas fantasias e carros alegóricos. 

Cada "escola" que desfila tem sua própria banda ("bateria") que tocam marchinhas de carnaval ou fanfarras. Nada de samba obviamente.

Não há um campeonato. Ninguém ganha, ninguém perde. Cada bloco desfila por livre e espontânea vontade, por puro prazer. Ninguém lucra com isso. Não rola mares de dinheiro por trás. É por pura diversão. Mas eles levam tudo muito à sério. Os desfiles são impecáveis, tanto de organização quanto de beleza.

Os desfiles acontecem na rua principal de cada cidade. O povo vai todo pra rua para assistir, mesmo num frio de rachar.

 

Bloco dos Brasileiros

Teve um ano que nós - "os brasileiros de Mannheim" - também tivemos nossa própria Ala.

 

Uma Festa Lúdica

Não estou criticando o carnaval do Brasil (que aliás gosto muito), mas não podemos negar que a festa brasileira tem de certa forma um apelo sexual um tanto quanto exacerbado. Todo mundo quer se sentir sexy, olhado, desejado. Corpos à mostra por causa do calor, bronzeados pelas praias, todo mundo se sentindo bonito! E isso é cultural nosso, porque no Brasil o fevereiro é quente e as nossas relações sociais são mais abertas e extrovertidas. 

E o lado bom de vivenciar um outro tipo de carnaval, é que percebemos o quanto é possível fazer uma festa lúdica, inocente e divertida ao mesmo tempo. 

Ninguém se importa com que os outros vão pensar de você. Ninguém é julgado pela fantasia que escolheu usar. As pessoas só querem se divertir e pronto.

Na Alemanha, o carnaval é frequentado por pessoas de todas as idades, desde crianças até pessoas de 90 anos! Mas todos agem como crianças, independendo da idade.

 

Balas e guloseimas

Quando a gente ouve gritos de Helau!!! ou Ahoi!!! corre porque lá vem doce! Hahahaha. Eles vêm do alto dos carros alegóricos que ficam cheios de gente lá de cima arremessando as guloseimas para as pessoas na rua. 

Mas é muuuuita bala mesmo! Praticamente chove chicletes, pirulitos, bolachas, marias-moles, todo tipo de doce. E o povo voa em cima como se fosse  tesouro, como se o mundo fosse acabar amanhã. 

Nos dias de desfile, os alemães saem às ruas levando suas próprias sacolinhas (vazias), e quando voltam para casa, elas estão cheias-carregadas-abarrotadas de balas! É uma questão cultural. Eles AMAM.

A origem dessa distribuição excessiva de doces é atribuída à Quaresma, que vem logo após o carnaval. Todos querem se fartar de doces antes de iniciar o jejum... Isso é só simbólico, claro. Mas garante a farra do povo.

As pessoas ficam anciosas, quase obsecadas esperando o desfile começar. E se você der zoom na foto, vai ver sacolinhas na mão das pessoas, que elas levam para recolher as balas.

 

Faz Muito Frio!

Na Alemanha faz muito frio em fevereiro. Então o negócio é se fantasiar do pescoço para cima, porque o resto fica tudo coberto com casacos e outras mil camadas de roupas. 

  Carnaval com neve!

 

Mas dentro dos ambientes, onde os aquecedores deixam tudo quentinho, a gente tira os casacões e... as sainhas curtas e os bracinhos de fora aparecem! Hummmm

Se o carnaval é na rua, portanto sem aquecimento, as pessoas apostam na fantasia de pelúcia. A gente vê muita coisa engraçada. O povo é muito criativo.

   Fantasias à venda em uma loja. A placa do peito diz: Aí fora tá frio, mas aqui dentro tá quente! hahaha

 

  Olha meu filho!

 

    A foto ficou ruim, mas eu precisava mostrar isso! hahahahaha

 

 

Parque de Diversões

É comum nos carnavais da Alemanha ter sempre uma roda-gigante e uns brinquedos de parquinho de criança funcionando durante a festa. Sempre tem!

             O carnaval rolando, e a roda-gigante lá trás na praça.

 

    Aqui nessa foto minha filha estava chorando de frio kkkkk tadinha, mas quis andar nos brinquedos mesmo assim. E ao fundo da foto, o carnaval acontecendo.

 

    A gente ficava até tarde na rua, e minha filha nessa hora quentinha dentro do casulo para bebês.

 

A Quinta-feira é das Mulheres

Na quinta-feira antes do carnaval, é costume as mulheres sairem sozinhas sem os namorados ou maridos. Eles ficam em casa cuidando dos filhos enquanto as esposas saem juntas com as amigas em grupo. 

É uma tradição que simbolizando a “tomada de poder”. As mulheres vão até a porta da prefeitura da cidade onde moram, invadem simbolicamente o prédio, e o prefeito entrega a elas a chave da cidade como sinal de “rendição”. De lá, todas vão para a praça principal, brindam com Champanhe e acompanhadas por uma banda tocando marchinhas de carnaval, vira uma grande festa.

Eu saía com minhas amigas à noite. Íamos para bares ou casas noturnas, que geralmente programavam uma festa com música boa e bandas (de rock) tocando ao vivo. Uma coisa um pouco mais moderna, rs.

E depois da festa, a gente telefona para os maridos virem nos buscar hahahaha!!!

A quinta-feira é só das mulheres, mas nos outros dias de carnaval os maridos podem participar também, claro!

Nós tínhamos muitos amigos, brasileiros e alemães, e a gente não perdia nenhum baile de carnaval que acontecia na cidade.

 

Gravatas Cortadas

Durante os dias de carnaval, os homens devem sair de casa com gravatas velhas ou as que eles não gostam mais, porque as mulheres cortam toda e qualquer gravata que vêem pela frente, independente se conhecem o homem ou não! 

Nas empresas é um barato! Ainda bem que avisaram para o meu marido antes. Já pensou perder uma gravata cara por pura desinformação? Esse lance de cortar as gravatas também faz parte da festa de “tomada de poder” das mulheres!!! hahahaha

 

Köln, o Rio de Janeiro da Alemanha

A cidade de Colônia (Köln) é como se fosse o nosso Rio de Janeiro. Lá o carnaval é o mais famoso da Alemanha, reunindo centenas de pessoas nas ruas para ver os desfiles, que são maiores e com carros alegóricos mais sofisticados. 

É em Colônia também que acontecem os Bailes de Gala ou Bailes de Máscaras, que são eventos mais refinados e caros, tipo Baile da Vogue ou Copacabana Palace sabe! Geralmente são bailes transmitidos pela tv alemã ao vivo.

 

Não é Feriado

Na região do rio Reno (Rheinland Pfalz) onde eu morava, a tradição é que o Carnaval comece às 11:11h do dia 11 de novembro e só termine na quarta-feira de cinzas. No resto da Alemanha, o carnaval começa na quinta-feira e vai até a quarta feira de cinzas. Mas não é considerado feriado nacional como no Brasil.

   Festa na escolinha, na semana antes do carnaval.

As escolas tem férias durante toda a semana de carnaval, mas para todo o resto não é feriado não. As pessoas trabalham normalmente e o comércio funciona normal também. Só na segunda feira à tarde que é considerado “meio feriado”, porque as pessoas saem do trabalho mais cedo que o normal. 

Trabalhando ou de férias, muita gente sai fantasiada de casa. É muito legal!

     Tirei essa foto dentro do metrô!

 

Carros Alegóricos

Os carros alegóricos lembram trios elétricos, só que bem menores. As pessoas que participam da construção desses carros não recebem um centavo sequer. Fazem isso voluntariamente, por puro prazer mesmo. 

   Esse carro era de uma rádio de bastante audiência na região. Soltava muito papel picado e vinha com um DJ que tocava música pop. O povo ia ao delírio.

 

Toda cidadezinha tem seu desfile de carnaval, e quando as ruas são estreitas demais para passar um carro alegórico, na frente vai um carro conversível mesmo, puxando o povo. 

          A Rainha do carnaval!

 

Palco com Shows

Durante o dia, as festas tradicionais acontecem nas ruas do centro, e à noite, a prefeitura de cada cidade monta palcos nas praças onde shows ao vivo duram até a madrugada com muita música e animação.

 

Vou terminar esse post com a mesma frase que escrevi no início: 

No mundo não existe "o certo e o errado" nem "o melhor ou o pior", existem apenas "as diferenças". E encarando dessa forma, fica mais fácil entender e respeitar o carnaval de outros lugares que não seja o do Brasil. E para nossa grande surpresa, os alemães festejam muito o carnaval! Adoramos enquanto moramos lá. 

 

Leia também:

Outras cidades e passeios pela Alemanha

Ana Cassiano

Morei na Alemanha por 8 anos. Já visitei vários países de continentes diferentes. Sou Guia de Turismo em São Paulo, Escritora de Viagens e Colaboradora de Sites de Turismo.

MMorei na Alemanha por 8 anos. Já visitei vários países de continentes diferentes. Sou Guia de Turismo em São Paulo, Escritora de Viagens e Colaboradora de Sites de Turismo.orei na Alemanha por 8 anos. Já visitei vários países de continentes diferentes. Sou Guia de Turismo em São Paulo, Escritora de Viagens e Colaboradora de Sites de Turismo.