↓ Choose the Language ↓ 

English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified

Centro Histórico de Salvador - Bahia

O Centro Histórico da cidade de Salvador abrange a área composta por ruas e monumentos arquitetônicos da época do Brasil Colônia. É o maior conjunto arquitetônico do período colonial da América Latina, sendo um local altamente turístico com museus, lojas, centros culturais, igrejas, restaurantes, hotéis e apresentações musicais; tudo em meio a casarões e sobrados coloniais.

A região é extremamente rica em monumentos históricos que datam do 17 até o início do século 20. Isso porque Salvador foi a primeira capital colonial do Brasil, e a cidade é uma das mais antigas do “Novo Mundo”, fundada em 1549 por colonizadores portugueses. Foi também um dos primeiros mercados de escravos do continente, que chegaram para trabalhar nas plantações de cana-de-açucar e, posteriormente, na extração de ouro em Minas Gerais. 

O Centro Histórico de Salvador está na parte mais antiga da cidade, entre a Cidade Baixa e a Cidade Alta, interligadas pelo Elevador Lacerda. 

Uma boa maneira de conhecer essa área, é começando pelo Mercado Modelo, que é o Mercado Municipal de Salvador. Depois subir da Cidade Baixa até a Cidade Alta usando o Elevador Lacerda, atravessar o Centro Histórico e depois chegar ao Pelourinho! Então vamos lá!!

 

Mercado Modelo 

Comece pelo Mercado Modelo! E se vc estiver de carro, é um ótimo lugar para estacionar também.

O mercado é uma importante atração turística de Salvador. Trata-se de um enorme centro de venda de artesanato, situado no bairro do Comércio (Cidade Baixa), uma das zonas mais antigas e tradicionais da cidade. Fica diante da Baía de Todos os Santos, e em frente ao Elevador Lacerda. 

        **Foto Divulgação

 

Tem arquitetura neoclássica e o prédio é tombado pelo Patrimônio Histórico.

No piso térreo há um palco baixinho, com muitas mesinhas e bares ao redor, onde frequentemente acontecem apresentações de capoeira. 

No andar de cima, tem mais lojas de artesanato e dois restaurantes tradicionais de culinária baiana: O Maria de São Pedro, com 80 anos de existência, e o restaurante Camafeu de Oxossi. Os dois com uma varanda deliciosa e ventilada, de frente para o cais da Baía de Todos os Santos. 

Mercado Modelo de Salvador como é por dentro Blog da Ana Cassiano anacassiano.com.br

Conheça Salvador Bahia Brasil Leia tudo aqui no Blog da Ana Cassiano anacassiano.com.br

 

Elevador Larceda 

Do Mercado Modelo, siga até a Cidade Alta. A melhor maneira de chegar até lá é através do Elevador Lacerda, um dos marcos da capital baiana. O elevador liga a Cidade Baixa (Praça Cairu) à Cidade Alta (Praça Tomé de Sousa).

        O Mercado Modelo à esquerda, o Palácio Rio Branco à direita e o Elevador Lacerda no meio.

 

O Elevador Lacerda é o primeiro elevador urbano do mundo. Em 1873, quando foi inaugurado, era o mais alto do mundo, com 63 metros de altura. O nome é uma homenagem ao idealizador e construtor, Antônio de Lacerda.

O relevo do local era um problema durante a construção de Salvador, e foi crescendo com a expansão da cidade, tornando um desafio transitar entre a Cidade Baixa e a Cidade Alta. O transporte entre os dois níveis era feito através de guindastes e ladeiras íngremes, o que não era seguro nem confortável. Aí veio a idéia de construir o elevador, não apenas para ligar a parte baixa e alta da cidade, mas também para facilitar o acesso das pessoas às linhas de bonde na época.

Desde a inauguração até os dias de hoje, o elevador já foi restaurado várias vezes. Hoje é mais alto, tem 72 metros de altura e duas torres. Há quatro cabines operando, sendo que duas são originais (utilizadas desde a inauguração) e as outras duas são da obra de 1930, quando a construção ganhou feições art déco. As viagens duram cerca de 30 segundos, custam 15 centavos por pessoa e transportam uma média de 28 mil pessoas por dia. 

Chegando lá em cima, a vista da Baía de Todos os Santos é lindaaaa! Morra de tanto bater fotos, por favor!! 

Elevador Lacerda Centro Histórico de Salvador Bahia Brasil conheça os principais pontos turísticos Blog da Ana Cassiano anacassiano.com.br         Vista da Baía de Todos os Santos e o Mercado Modelo lá embaixo.

 

Centro Histórico de Salvador Bahia Brasil saiba o que visitar Blog da Ana Cassiano anacassiano.com.br

Pouca gente sabe, mas além do Elevador Lacerda, existe um outro equipamento que também faz a ligação entre a Cidade Baixa e a Cidade Alta. Tem um funicular que se chama Plano Inclinado Gonçalves, que liga o bairro do Comércio à Praça da Sé. 

Independente da maneira que você suba à Cidade Alta, aproveite a vista lá de cima, apreciando a beleza da Baía de Todos os Santos!!

 

Baía de Todos os Santos 

A Baía de Todos os Santos é a maior do Brasil e uma das maiores do mundo, com 1233 quilômetros quadrados. A baía penetra cerca de 80 km continente a dentro e possui um contorno de aproximadamente 300 km. Salvador fica bem na ponta, na entrada da Baía, de frente para a Ilha de Itaparica. 

Foi batizada como de Todos os Santos por ter sido descoberta em 1º de novembro (Dia de Todos os Santos) de 1501, pela expedição portuguesa comandada por Gaspar de Lemos e acompanhada por Américo Vespúcio que veio para mapear a costa brasileira, descoberta um ano antes. Naquela época, os portugueses batizavam os lugares com o nome dos santos da data do descobrimento. 

A baía protegida e com encostas elevadas era a formação ideal para a construção de uma cidade segura, por esse motivo, Portugal escolheu o interior da baía para implantar a Cidade do Salvador. Desde o início, vários fortes foram construídos nos seus entornos, para proteger a cidade. Hoje são pontos turísticos interessantes. 

 

** Nesse link você fica sabendo tudo sobre a Baía de Todos os Santos. Clique aqui  umpouquinhodecadalugar.com/2014/02/09/baia-de-todos-os-santos-e-de-todos-os-fortes/

 

Palácio Rio Branco 

Palácio Rio Branco Centro Histórico de Salvador Bahia Blog da Ana Cassiano anacassiano.com.br

O Palácio Rio Branco é a antiga sede do governo da Bahia. Está situado na Praça Tomé de Sousa, onde também se encontram a Prefeitura da cidade, a Câmara Municipal e o Elevador Lacerda. 

Na época colonial (meados do século 16), o Palácio era o centro da administração portuguesa, abrigando o governo de Tomé de Sousa. 

De lá pra cá, o prédio já teve várias funções, como quartel e prisão. Também abrigou Dom Pedro II quando ele visitou a Bahia em 1859. 

Em 1912, o palácio foi um dos pontos atingidos pelo bombardeio a mando do Presidente da República Hermes da Fonseca. O prédio ficou praticamente em ruínas. Em 1919, o Palácio foi reformado, passando a exibir um nobre e imponente estilo neoclássico francês. Seu nome é uma referência ao Barão do Rio Branco (juíz, diplomata e uma das figuras mais importantes da história do Brasil). 

Nos anos 80, foi feita uma restauração completa no prédio, devido ao péssimo estado de conservação em que se encontrava. Hoje abriga duas fundações e um museu.

        A Prefeitura de Salvador fica na mesma praça, em frente ao Palácio Rio Branco.

 

Praça Castro Alves 

A alguns metros do Palácio Rio Branco, fica a Praça Castro Alves. É onde a Rua Chile se encontra com a Avenida Sete de Setembro. Vale a pena caminhar até lá. 

A vista de lá é bem abrangente. É possível avistar dali toda a cidade baixa, o Elevador Lacerda, o Mercado Modelo e o Forte de São Marcelo.

       Ao centro, o Edifício Sulacap. Prédio de escritórios com arquitetura modernista.

 

A Praça Castro Alves é bem conhecida por causa do Carnaval de Salvador. É onde acontece o “Encontro dos Trios”, vários trios elétricos e blocos se juntam para abrir e encerrar oficialmente o Carnaval. 

Na praça tem uma estátua de Castro Alves, que foi fundida na oficina de Angelo Aureli em São Paulo, chegando à Bahia em dezembro de 1922. É um trabalho do escultor italiano Pasquale de Chirico e representa o poeta na atitude de fala ou declamando. 

A praça é pequena, e nem tão bonita assim, mas bastante significativa. No lugar onde a estátua está, ficava o importante Teatro São João, destruído em um incêndio em 1923. 

     Antigo Teatro São João.

 

Em 1971, por ocasião do centenário de morte do poeta, seus restos mortais foram transferidos para o monumento, que então passou a ser o túmulo de Castro Alves também.

Agora volte caminhando para a Praça Tomé de Sousa de novo, passe pelo Palácio Rio Branco / Elevador Lacerda / Prefeitura de Salvador e continue até a Praça da Sé...

 

Praça da Sé

A Praça da Sé surgiu praticamente na década de 30, quando a antiga igreja da Sé da Bahia foi demolida com a desculpa de modernizar a cidade. O modernismo atingiu dolorosamente Salvador, quando políticos e empresários começaram a abrir ruas para a passagem dos bondes. Com a antiga igreja demolida, a sede episcopal passou para a Catedral Basílica de São Salvador, que une a Praça da Sé e o Largo do Terreiro. Vou falar dele mais à frente... 

Até os anos 40, a Praça da Sé era um grande largo urbanizado. Depois foi transformado em terminal de ônibus. Mas nos anos 90, tiraram o terminal de lá, dando uma cara mais limpa e agradável ao lugar, o que é hoje. 

Praça da Sé Salvador Bahia Brasil veja todos os pontos turísticos e monumentos Blog da Ana Cassiano anacassiano.com.br

Nos dias de hoje, a Praça da Sé fica sempre cheia de moradores e turistas, já que é a principal via de acesso para o Pelourinho. É nela que ficam a atual Catedral Basílica de Salvador, um bonito chafariz, uma escultura em homenagem a Zumbi dos Palmares e um busto de Dom Pedro Fernandes Sardinha, o primeiro bispo do Brasil.

       Catedral Basílica de Salvador.

 

       Escultura em homenagem ao Zumbi dos Palmares e a Catedral Basílica de Salvador ao fundo.

 

        Busto de Dom Pedro Fernandes Sardinha.

 

Também ficam na Praça da Sé o Monumento da Cruz Caída e o Memorial das Baianas

Monumento da Cruz Caída é uma escultura inaugurada em 1999, por ocasião da comemoração dos 450 anos de fundação da cidade, como protesto pela demolição da antiga igreja da Sé da Bahia, construída em 1553 e demolida em 1933, para as obras de passagem dos bondes. De autoria do artista plástico baiano Mário Cravo, o monumento de 12 m de altura e foi confeccionado em aço inox. 

A antiga igreja da Sé da Bahia foi erguida em 1552!! Mas na década de 30, tiveram a coragem de demolí-la!! :( :( :(

Essa mesma destruição do patrimônio histórico também acabou com o desenho feito em pedras portuguesas que havia no calçamento, substituindo esse piso por granito, infelizmente. 

O Memorial das Baianas e do Acarajé foi inaugurado em 2009, e é um espaço dedicado à tradição e história das mulheres que comercializam a comida típica da Bahia, o Acarajé! Lá, o visitante encontra adereços, artesanatos e apetrechos gastronômicos utilizados pelas baianas. Fica ao lado do Monumento da Cruz Caída.

 

Largo do Terreiro

Ao lado da Praça da Sé fica o Terreiro de Jesus. É uma praça de grande importância histórica para Salvador (e para o Brasil em geral). 

Logo depois do descobrimento, por volta do ano 1550, os jesuítas receberam do governo uma área na qual construíram uma capela e o Colégio dos Jesuítas. Com a presença dos padres da Companhia de Jesus, a praça em frente passou a ser chamada de "Terreiro de Jesus".

A primeira igrejinha era muito pequena e frágil. Então, no século seguinte, os jesuítas construíram uma suntuosa igreja, considerada a mais imponente do século 17 no Brasil (a igreja da Sé da Bahia). Como já expliquei acima, falando sobre a Praça da Sé, em 1933 essa igreja foi demolida para passar as linhas de metrô. Com a demolição então, a igreja dos jesuítas passou a ser a nova catedral de Salvador, que se chama Catedral Basílica de São Salvador, que une a Praça da Sé ao Largo do Terreiro.

No início do século 19, o edifício do antigo Colégio dos Jesuítas passou a ser usado como hospital e, em 1808 foi instalada ali a primeira faculdade de medicina do Brasil.

       Primeira Faculdade de Medicina do Brasil.

 

Outro ponto turístico bem famoso na Praça do Terreiro é o Bar Cravinho. É um bar de esquina, bem simples, tipo buteco mesmo sabe! Bem rústico, sem muita preocupação com a modernidade digamos assim, rs. Talves seja exatamente por isso que ele faz tanto sucesso. 

Lá eles servem vários tipos de cachaças artesanais. Elas ficam expostas em barris de carvalho e o atendente fica no balcão servindo a bebida diretamente do barril para o copo. A mais famosa é a “Gabriela Cravo e Canela”, em homenagem ao romance de Jorge Amado. Como o próprio nome diz, a cachaça é colocada para curtir com cravo da índia e lascas de canela, dando um sabor característico e único à bebida. É uma delícia! Você tem que beber!! Tem outros sabores: a pinga com mel, Jatobá, Cravinho e Senzala são ótimas também! De tanto provar a gente sai de lá bêbada!! Cuidado hein kkkkk. Cada dose custa R$ 2,50 Reais.

O Largo do Terreiro abriga ainda o complexo do convento de São Francisco, a Igreja de São Pedro dos Clérigos e a Venerável Ordem Terceira São Domingos, ao lado da H. Stern. 

       A Igreja de São Francisco é essa à direita da foto.

 

Igreja São Francisco 

Igreja São Francisco Centro Histórico de Salvador Bahia Brasil veja como é a igreja por dentro Blog da Ana Cassiano anacassiano.com.br

       O largo do Cruzeiro fica em frente a Igreja.

 

Quilos e quilos de ouro enchem de dourado os altares dessa que é a igreja mais rica do país. Considerada um dos mais extraordinários monumentos do barroco mundial, foi erguida em 1723 usando jacarandá negro e muito, mas muito ouro mesmo!! Calcula-se que foi usada uma tonelada de ouro nos douramentos. 

Igreja São Francisco Salvador Bahia toda de ouro no seu interior Blog da Ana Cassiano anacassiano.com.br

A igreja mostra influência da edificação jesuíta austera no exterior mas decorada com luxo no interior. Essa abundância decorativa era parte essencial do estilo Barroco e tinha como objetivo conquistar os fiéis e excitar sua devoção através da maravilha e do deslumbramento. 

O convento, que faz parte do complexo, tem o pátio interno com paredes revestidas de azulejos portugueses que reproduzem o nascimento de São Francisco e sua renúncia aos bens materiais. 

A Igreja e Convento de São Francisco foram erguidos entre os século 17 e 18 e foram tombados pelo Patrimônio Histórico da Humanidade, e classificados como uma das Sete Maravilhas de Origem Portuguesa no Mundo.

 

Leia também:

Pelourinho

Salvador Pontos Turísticos

Carnaval em Salvador

Praia do Forte

Ana Cassiano

Morei na Alemanha por 8 anos. Já visitei vários países de continentes diferentes. Sou Guia de Turismo em São Paulo, Escritora de Viagens e Colaboradora de Sites de Turismo.