Culloden Moor Campo de Batalha - Inverness Escócia

Choose the Language ↓ Escolha o Idioma

EnglishFrenchGermanSpainItalianDutch
RussianPortugueseJapaneseKoreanArabicChinese Simplified
 
 

Endereço: Culloden Battlefield, Inverness (Preço: Caminhar pelo Campo é Grátis! Museu → £ 11.00)  Site oficial  → www.nts.org.uk/visit/places/culloden  Separe pelo menos 1 hora e meia para visitar o local.

O Campo de Batalha de Culloden fica pertinho de Inverness, à apenas 9 Km do centro da cidade. 

É também chamado de Cullodem Moor (pântano) porque no século 18 essa região era uma grande área de pastagens.

O Campo de Culloden foi o local de uma das maiores batalhas entre Escócia e Inglaterra. Esse foi o massacre mais sangrento e brutal que já aconteceu em solo britânico até hoje. 

Foi nesse campo que centenas de highlanders jacobitas perderam suas vidas lutando para tentar colocar um rei escocês no comando do Reino Unido. Em abril de 1746, as tropas inglesas venceram os jacobitas, colocando um fim ao sistema de clãs que existia nas Highlands. 

O Campo fica em um espaço amplo, enorme. Podemos caminhar por toda a área. É aberto ao público e grátis!

A placa da entrada pede para que as pessoas tenham respeito, pois é praticamente um cemitério, um "túmulo de guerra" onde muitos morreram lutando.

No local tem um Centro de Visitantes com ótima estrutura, com estacionamento, banheiros, restaurante, lojinha de souvenirs e um Museu.

  Centro de visitantes e na frente, o Campo de Batalha.

 

O percurso da caminhada fica indicado nas placas com explicações históricas. Ao entrar, ganhamos também um mapa que nos ajuda a encontrar os pontos principais do Campo da Batalha.

De tempos em tempos, saem pequenos grupos acompanhados por guias usando Kilt. Eles contam a história de como tudo aconteceu, traçando o pano de fundo do conflito.

Na verdade, ali ocorreu um verdadeiro massacre.  O exército jacobita estava faminto e exausto após uma longa marcha em direção à Culloden. Foi quando enfrentou o poderoso exército do governo inglês, com soldados totalmente descansados e melhor armados. Os jacobitas estavam em grande desvantagem. Enquanto lutaram usando principalmente espadas, os ingleses usaram armas de fogo.

A batalha terminou em menos de 1 hora. Os jacobitas sofreram uma derrota sangrenta e brutal. 

Segundo relatos, o campo virou um mar de sangue. Na batalha que durou poucos minutos, quase todos os jacobitas morreram, enquanto houveram poucas mortes do lado inglês. Após a batalha, os corpos permaneceram caídos ali por vários dias antes de serem enterrados. 

Ao caminhar pelo campo, passamos por várias pedras, como se fossem lápides, que marcam os túmulos dos clãs, que na verdade foram valas comuns, abertas para serem jogados os corpos. 

No meio do campo tem uma torre de pedras de 6 metros de altura chamada de Memorial Cairn (Cairn significa pedra). Esse memorial homenageia os highlanders que lutaram e morreram pela causa jacobita. Foi construído em 1881 por Duncan Forbes, um político escocês e advogado simpatizante da causa. 

As pedras/lápides com os nomes dos clãs também foram colocadas à mando de Duncan Forbes.

A rota atravessa o Campo de Batalha passando por uma fileira de bandeiras vermelhas delineando a linha do governo e bandeiras azuis mostrando a linha de frente dos jacobitas.

No mapa que nos entregam na entrada mostra bem a posição das bandeiras. E no chão também tem umas placas de bronze mostrando o mesmo.

Logo na entrada do Campo de Batalha, ainda nas paredes do Centro de Visitantes fica o Memorial Wall, que é uma obra de arte criada para mostrar o quanto morreram mais jacobitas do que ingleses. As pedras rentes ao muro representam os mortos do governo, e as pedras que saem para fora - em número bem maior - representam as mortes dos jacobitas.

Cerca de 1.600 homens foram mortos, 1.500 deles eram jacobitas.

Em 2001, o Campo de Culloden foi tombado pelo patrimônio histórico da Escócia. Desde então, o local passou por pesquisas topográficas, geofísicas, de detectores de metais e de escavações arqueológicas. Com isso, objetos interessantes foram encontrados na área, como espadas, balas de pistolas, pedaços de mosquetes e baionetas (armas), objetos pessoais, botões e broches das fardas dos soldados, artefatos de guerra etc.

Esses achados arqueológicos ficam expostos no Museu inaugurado em 2007, que funciona dentro do Centro de Visitantes, e conta toda a história da causa jacobita através de painéis interativos, imagens, gráficos e mapas que explicam como e porque a batalha aconteceu. Para visitar o museu tem que pagar £ 11.00.

 

Consequências da Batalha de Culloden 

Com a derrota, Bonnie Prince Charlie fugiu para a França. Era ele que subiria ao trono se os jacobitas ganhassem a batalha. Além de perseguições, a derrota trouxe mudanças drásticas para as highlands.

Os ingleses proibiram tudo relacionado a cultura escocesa. Os clãs não podiam mais existir. O uso do tartan (tecido xadrez) e dos kilts foi proibido, as pessoas não podiam mais tocar gaitas de fole nem falar gaélico. A religião católica também foi proibida. E isso durou por mais de 100 anos! 

Com isso, muitos escoceses começaram a fugir para o “Novo Mundo” em busca de melhores condições de vida. Muitos escoceses colonizaram países como Estados Unidos, Canadá, Australia, Nova Zelandia, entre outros lugares. 

Muitas décadas depois, principalmente por meio de Sir Walter Scott (um escritor escocês que escreveu Waverley, um romance que se passa nas Highlands), a visita do rei George IV a Escócia em 1822 usando kilt e as inúmeras visitas da Rainha Victoria (que adorava a Escócia), a cultura escocesa começou aos poucos ser resgatada. 

 

Glenfinnan Monument

Menos de 1 ano antes da Batalha de Culloden acontecer, o exército jacobita se reuniu na região de Glenfinnan e dali marchou em direção à Culloden. Exatamente no local de onde partiram, foi erguido um monumento, um obelisco com um solitário highlander no topo usando Kilt. É um lugar muito bonito e com grande significado histórico para a Escócia. Lá funciona um Centro de Visitantes que ofece ao público um museu com exibições contando esse período da história.

Para ler tudo sobre o Glenfinnan Monument clique AQUI

 

Outlander

A série Outlander retrata exatamente esse período histórico da Escócia. Claire e Jamie se despedem antes da Batalha de Culloden acontecer e separar os dois. 

Anos depois ela retorna ao local e visita a lápide do Clã Fraser, família de Jamie.

Nossa Viagem Completa pela Escócia

Ana Cassiano

Morei na Alemanha por 8 anos. Já visitei vários países de continentes diferentes. Sou Guia de Turismo em São Paulo, Escritora de Viagens e Colaboradora de Sites de Turismo.

MMorei na Alemanha por 8 anos. Já visitei vários países de continentes diferentes. Sou Guia de Turismo em São Paulo, Escritora de Viagens e Colaboradora de Sites de Turismo.orei na Alemanha por 8 anos. Já visitei vários países de continentes diferentes. Sou Guia de Turismo em São Paulo, Escritora de Viagens e Colaboradora de Sites de Turismo.