↓ Choose the Language ↓ 

English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified

Dubrovnik - Croácia

Esse post faz parte de uma série que escrevi sobre a viagem de 11 dias que fiz na Croácia com minha família, quando alugamos um carro na capital Zagreb que fica no norte, e descemos pela costa até Dubrovnik extremo sul do país, passando por várias cidades: ZagrebZadarSplitHvarStari Grad e Dubrovnik. Conto tudo aqui no blog.

Deixamos a Ilha de Hvar pela balsa que atravessa de Sucuraj à Drvenik. A estrada até Dubrovnik é maravilhosa, e a gente ainda passa pela Bósnia! Tem que mostrar passaportes e tudo! Para ler sobre esse trecho da viagem, clique AQUI 

Enfim chegamos a essa cidade magnífica que é Dubrovnik! Estamos falando de uma cidade real, mas que parece cenário de filme medieval de tão incrível que é. 

cidade magnífica que é Dubrovnik! Estamos falando de uma cidade real, mas que parece cenário de filme medieval de tão incrível que é.

Fora da cidade murada, Dubrovnik é uma cidade normal que leva a mesma vida rotineira de qualquer outra da Europa.

Mas quando a gente entra nas muralhas imponentes e bem conservadas, e se depara com aquela arquitetura medieval/renascentista, cheia de ruelas medievais charmosas e o mar Adriático deslumbrante bem do lado, ahhhhh a gente pira!

O Pile Gate, portão de entrada das muralhas de Dubrovnik. Blog da Ana Cassiano Game of Thrones          O Pile Gate, portão de entrada das muralhas.

 

Saiba o que fazer e o que visitar em Dubrovnik, a cidade mais bonita da Croácia. Blog da Ana Cassiano

           A cidade murada vista do teleférico.

 

Tem umas partes de Dubrovnik que lembram os labirintos e ruelas de Veneza. Como eu já disse nos posts anteriores sobre a Croácia, a costa do país sofreu total influência veneziana, tanto na arquitetura quanto na gastronomia e cultura, porque tudo isso aqui pertenceu à Veneza lá pelos séculos 18 e 19. A Croácia inteira lembra a Itália!

          Parece Itália, mas é Dubrovnik!

 

Dubrovnik é um lugar para caminhar e se perder pelas ruas. É um lugar ímpar, que combina a beleza natural do mar com arquitetura e história. Não dá pra acreditar que de 1991 a cidade foi alvo de bombardeios iugoslavos pesados, e hoje está linda de pé, graças ao esforço da Unesco e dos croatas, claro.

 

Passeio pela Cidade Murada

A parte da cidade que fica dentro das muralhas é chamada de Old Town (cidade antiga). Assim que a gente atravessa o Pile Gate (portão) a gente já chega na Rua Placa Stradum, a principal rua do centro histórico. Suas pedras brilham tanto que parecem enceradas! Elas são assim porque são de mármore e brilham de tanto as pessoas pisarem. No final dela, fica a Torre do Relógio.

Igreja de São Sávio fica espremida entre as muralhas e o mosteiro franciscano. 

Na frente da Igreja de São Sávio tem uma praça com uma fonte linda de água potável, grande e redonda, onde as pessoas enchem suas garrafinhas e sentam pra descansar. A fonte serve de ponto de encontro. Muitos roteiros por Dubrovnik começam e terminam aqui. É a Fonte Big Onofrio. Se nome é uma homenagem ao construtor do aqueduto, Onofrio della Cava de Nápoles.

        A fonte vista do alto.

 

O Mosteiro Franciscano começou a ser construído em 1317, mas foi quase inteiramente destruído no terremoto de de 1667. Nos seus muros ainda tem marcas de balas e mísseis da época da guerra.

A Igreja de São Blásio fica na Praça da Galeria. Nesta praça também está a Torre do Relógio e a Galeria do Sino (4 sinos, de 1463, que eram tocados para que os cidadãos se reunissem no caso de algum perigo).

          Igreja de São Blásio.

 

Um costume local: colocar folhas de louro nas portas das igrejas para proteger de energias ruins.

Em frente a Igreja de São Blásio, fica a Coluna de Orlando: Durante quatro séculos esta coluna susteve a bandeira da república livre de Dubrovnik. A sua construção é em estilo gótico e a estátua de Orlando, cavaleiro medieval de espada e escudo, foi transferida de um lugar para outro por vários acidentes, como o vento que a arrancou do lugar em 1825. Durante muito tempo, esteve virada para oriente, de frente para a Porta da Alfândega. A unidade de medida da região é o seu braço direito, o “braço raguseo”, que equivale a 51,2 centímetros.

          Palácio Sponza e Torre do Relógio.

 

O Palácio do Reitor fica à direita da Torre do Sino e por fora é uma construção bem bonita. Costumava servir como sede do Reitor da República de Ragusa entre o século 14 e 1808. Foi também a sede do Conselho Menor e da administração estadual. 

               À esquerda, as belas colunas e arcos do Palácio do Reitor.

 

            Nessa foto, o Palácio do Reitor está a direita, e lá no fundo, no alto do morro, fica o teleférico.

 

           Praça Gundulic, linda, ampla e movimentada.

 

        Famosas ruelas medievais.

 

          Perto daqui, fica a Catedral de Dubrovnik.

 

Umas das cenas mais faladas da série Game of Thrones foi a “caminhada da vergonha” onde a rainha Cersei é humilhada e obrigada a caminhar nua por toda a cidade. A cena começa justamente nas escadarias dessa foto aí de baixo, que na vida real, é uma ruazinha cheia de restaurantes e toldos de barracas. Fica na rua Vz Jezuile

No alto da escadaria, fica a Igreja de Santo Inácio e o Museu de História Natural.

           Igreja de Santo Inácio.

 

           Museu de História Natural.

 

ATENÇÃO: Os hotéis dentro do centro histórico são assim, camuflados. E de tantas escadas, fica até difícil chegar com as malas. Pense nisso na hora de escolher hospedagem em Dubrovnik. Nós ficamos hospedados fora do centro histórico.

 

As Muralhas de Dubrovnik

Tem que pagar para subir nas muralhas, custa 100 kunas por pessoa (50 reais) e dá direito de visitar também o Fort Lovrijenac, castelo que fica de frente, do outro lado da Baía. Esse ticket é válido para 2 dias, porque não dá para visitar tudo num dia só.

O mais imperdível entre tudo o que se pode fazer em Dubrovnik é percorrer as muralhas que circundam toda Old Town. Boa parte foi construída entre os séculos 15 e 16, mas alguns trechos existiam bem antes disso. 

Com até 25 metros de altura em alguns pontos, as muralhas cercam toda a Velha Dubrovnik (chamada de Old Town) num percurso de cerca de 2 quilômetros. 

Preparem as pernas, porque quem visita Dubrovnik tem que subir MUITAS ESCADAS E RAMPAS ÍNGRIMES! Não é um passeio com acessibilidade. Idosos e deficientes terão imensa dificuldade.

Você literalmente caminha por cima do muro. A visão é a mais deslumbrante que se pode esperar, de um verdadeiro castelo medieval. Coisa de filme mesmo!

Parada para sorvete! Ao longo da muralha, a gente encontra bares e restaurantes.

No video abaixo, eu mostro as Muralhas de Dubrovnik, assista:

 

O Teleférico

Outro passeio legal para se fazer em Dubrovnik é subir de teleférico até o alto do Monte Srd (pronuncia-se Sârdj) pra ver a cidade murada por inteiro e a Ilha de Lokrum (que fica na baía em frente). Esse teleférico voltou a funcionar há pouco tempo, pois foi destruído em 1991 durante a guerra. Com 412 m de altura, o percurso dura menos de cinco minutos. Dá para ver toda a cidade murada, o mar, as ilhas e as montanhas da Bósnia que ficam muito próximas da cidade. Lá em cima também tem um belo restaurante Panorâmico. Preço da subida: 120 kn por pessoa.

         Fotos do alto do teleférico.

 

Bares nos Rochedos

Em Dubrovnik, uma coisa marcante são os rochedos que acabam no mar! Tem um bar muito legal, escondido atrás de uma portinha de pedra, que quase passa despercebido. Não dá pra acreditar no que a gente encontra do outro lado...

             Meu filho Pedro na porta do Bar Mala Buza, camuflado na foto kkkk.

 

Imagina um bar agitado, com música alta e gente animada, do lado de fora das muralhas da cidade, encravado nas rochas, e todo mundo pulando no mar! Nadar ao lado das muralhas medievais, olha que experiência. Vá de biquini/sunga pra poder se jogar! Se te serve de conforto, tem uma escadinha de pedra (medieval) pra te ajudar a sair da água.

Endereço: Mala Buza Bar - Pera Cingrije, 2 - Dubrovnik.

 

Fort Lovrijenac

Reserve um dia só para o Fort Lovrijenac. O ticket da muralha é válido para ele também, mas não dá para visitar tudo num dia só. É muito cansativo, são muitas escadas. Então eu recomendo que deixe o Fort Lovrijenac para o dia seguinte. 

Reserve um dia só para o Fort Lovrijenac. O ticket da muralha é válido para ele também, mas não dá para visitar tudo num dia só. É muito cansativo, são muitas escadas. Então eu recomendo que deixe o Fort Lovrijenac para o dia seguinte.         Nós na Baía de Pile, com o Fort Lovrijenac lá no alto.

 

Enquanto a gente vai subindo, a vista é linda. Dá pra ver as muralhas de Dubrovnik direitinho e a enorme ribanceira que separa os dois. Tudo isso de frente à Baía de Pile (linda linda) e à pequena Praia Sulic.

        Baía de Pile e a pequena praia Sulic lá no fundo.

 

        Subindo a escadaria do Fort Lovrijenac. Um milhão de degraus! Prepare as pernas!

 

       Mas vale à pena! Olha a vista!

 

Nada tira a importância do Fort Lovrijenac nas gravações de Game of Thrones, porque nele foram filmadas algumas das cenas mais marcantes da série. E até hoje, alguns equipamentos das filmagens ainda estão lá, aumentando mais a emoção de poder pisar num cenário tão bacana.

Dubrovnik tem tudo a ver com a série Game of Thrones. Aqui foram gravadas várias cenas de vários episódios. Mostro tudo nesse post, clique AQUI para ler. 

 

Todos meus posts sobre a Croácia:

Curiosidades gerais sobre a Croácia

Cenários de Game of Thrones

Características das Praias da Croácia

Zagreb

Zadar    

Split

Palácio de Diocleciano em Split

Balsa de Split para Hvar

Ilha de Hvar

Passeio de Barco pelas Ilhas Paklinski

Stari Grad

Hvar→Sucuraj→Drvenik

Dubrovnik

Ana Cassiano

Morei na Alemanha por 8 anos. Já visitei vários países de continentes diferentes. Sou Guia de Turismo em São Paulo, Escritora de Viagens e Colaboradora de Sites de Turismo.