↓ Choose the Language ↓ 

English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified

Escadaria das Bailarinas

Escadaria das Bailarinas região de Pinheiros São Paulo Obras do grafiteiro Kobra que retrata bailarinas famosas do mundo, recuperação de espaços públicos abandonados. Blog da Ana Cassiano anacassiano.com.br

Esse grafite do Kobra se chama “Escadaria das Bailarinas”. Fica em Pinheiros, zona oeste de SP. A obra é de 2018. 

O artista doou o trabalho e colaborou na recuperação do espaço, que traz a imagem da dançarina Mel Reis e de integrantes do Ballet da comunidade de Paraisópolis. 

          A escadaria fica entre duas ruas de Pinheiros: Na parte de cima, Rua Alves Guimarães 753, e na parte de baixo, Rua Cardeal Arcoverde 563.

 

É a primeira vez que Kobra pinta em uma escadaria. Antes era um local escuro de usuários de drogas. Precisava ser recuperado. Por isso, a ação não envolveu só o grafite, mas também a reforma. O custo foi arcado por uma parceria com a empresa Bonafont, pela qual o artista participou de um projeto comercial em troca do patrocínio. 

A arte transformando espaços públicos!

Inicialmente, a pintura ocorreria apenas nos degraus da escada, mas durante o trabalho, moradores cederam seus muros para integrar a ação. 

No centro da escadaria, está um retrato da bailarina Mel Reis, de 33 anos. A artista teve uma das pernas amputadas e, por isso, utiliza perna mecânica com uma sapatilha de ponta para dançar. 

Em 2002, ela sofreu um grave acidente. “Estava na garupa de uma moto, quando fomos atropelados por um carro. O veículo pegou minha perna, causando fratura exposta de 3º grau. Corri risco de vida e fiquei muitos anos tentando me reabilitar para não perder a perna. No entanto, houve muitas complicações. E, depois de mais de 30 cirurgias, desisti e optei por amputar.”

        Mel Reis posa ao lado da obra de Kobra. Foto: Edu Garcia/R7

 

Nos muros, Kobra desenhou três bailarinas inspiradas nas irmãs Isabela e Yasmin de Souza da Silva, respectivamente de 13 e 15 anos, que integram o Ballet Paraisópolis. 

Há, ainda, mais duas dançarinas no local. Uma delas é uma releitura da escultura “A Pequena Bailarina de 14 Anos”, do francês Edgar Degas, que integra o acervo do Masp. 

    A obra no MASP.

 

E a outra, retrata a bailarina russa Maya Plisetskaya, que integrou o Balé Bolshoi e já foi tema de um mural de Kobra em Moscou.

     Maya Plisetskaya.

 

      A obra em Moscou.

 

 

O Beco do Batman 

Dentro desse mesmo tema "o grafite que transforma espaços públicos em arte", você tem que conhecer também o Beco do Batman. Ele fica à 2 Km da Escadaria das Bailarinas e é um ponto turístico muito famoso de São Paulo. Clique AQUI  para ler.  

 

Zezão Grafiteiro

Conheça outro grafiteiro paulistano reconhecido mundialmente pelos seus trabalhos, o Zezão Grafiteiro. Clique AQUI  para ler.  

 

Leia também:

Tudo de legal que tem para conhecer na cidade de São Paulo

Ana Cassiano

Morei na Alemanha por 8 anos. Já visitei vários países de continentes diferentes. Sou Guia de Turismo em São Paulo, Escritora de Viagens e Colaboradora de Sites de Turismo.