Forte dos Andradas - Guarujá SP

Choose the Language ↓ Escolha o Idioma

EnglishFrenchGermanSpainItalianDutch
RussianPortugueseJapaneseKoreanArabicChinese Simplified
 
 

Em 2019, o Forte dos Andradas completa 77 anos de história. 

Ele fica entre a Praia do Tombo e a Praia Guaiuba, no município do Guarujá, litoral do Estado de São Paulo, à 86 Km da capital paulista. 

Está em uma área de preservação ambiental de 2,1 milhões de m². É um amplo Parque de Mata Atlântica, rico em biodiversidade. 

        ** Foto de Leandra Amaral/Veja SP.

 

O Forte também é chamado de 1ª Brigada de Artilharia Antiaérea. Foi o último forte construído no Brasil e atuava juntamente com o Forte de Itaipu na defesa do acesso ao Porto de Santos, o maior e mais importante porto do país. 

Foi inaugurado em 1942, em plena Segunda Guerra Mundial. 

Recebeu o nome de Forte dos Andradas em homenagem aos ilustres santistas José Bonifácio (Patriarca da Independência), Antônio Carlos e Martim Francisco de Andrada e Silva, importantes personagens do cenário político brasileiro, no tempo do primeiro império e do Período Regencial. 

Uma parte do passado do Forte é triste e ruim. Durante a ditadura militar que começou em 1964, o Forte abrigou uma central de tortura de presos políticos. 

Totalmente escavado na rocha, é formado por um complexo sistema de túneis, câmaras e elevadores, com quatro obuseiros Krupp de 280 mm (tipo de uma metralhadora giratória) camuflados no topo pela Mata Atlântica, além de um observatório, com uma luneta e dois telêmetros que faziam o cálculo das coordenadas das embarcações na vigília da baía. 

       Os obuseiros não estão ativos desde 1972, mas ficam alí expostos pra preservar a história do Exército Brasileiro. 

 

O túnel com 400 metros de extensão, abrigava as antigas câmaras de tiro e elevadores para levar a munição até o alto do morro.

        ** Foto de Paola Durante.

 

O Forte era um posto de artilharia totalmente camuflado recoberto pelas árvores, que formam uma “cortina invisível”. 

Dispõe de uma arquitetura militar onde abriga uma cozinha, um refeitório, banheiro, a sala de comando e mais seis depósitos de munição, além da casa do gerador. 

Dentro do Forte há um hotel, o Hotel de Trânsito, que era um dos lugares preferidos dos ex-presidentes Lula e Dilma para passarem temporadas de verão. Nessa Páscoa de 2019, foi o lugar escolhido pelo presidente Jair Bolsonaro para passar o feriado.

Como quartel, parou de funcionar nos anos 70 e em 1994, abriu para visitação pública. 

Hoje, no Parque Histórico Cultural Ecológico e Turístico do Forte dos Andradas funciona um Museu do Exército, criado para preservar a história do Exército Brasileiro e dos ecossistemas em que o Forte está inserido. 

É um passeio turístico muito procurado por turistas que visitam o Guarujá. Mas tem que agendar visita antes!

Em parceria com a Secretaria de Turismo, o Forte ofereceu treinamento de guia de turismo à alguns soldados, que contam histórias sobre o lugar durante as visitas gratuitas

É um passeio que engloba natureza e história. O local é muito bonito. Se preparem para uma longa caminhada. Leve lanche e principalmente água! A visita dura 2 horas e meia. 

O passeio ocorre sempre às terças, quintas, sextas, sábados e domingos às 9 e às 14 horas. Para marcar uma visita, é necessário agendar e confirmar pelo telefone (13) 3354- 2916 ou pelo e-mail com pelo menos 3 dias de antecedência. Eles enviam um formulário para preenchimento, que você deverá levar no dia. 

Email para agendamento: fortedosandradas@1bdaaaae.eb.mil.br


Leia também:

Praia do Tombo Guarujá, a praia de Bandeira Azul

Ana Cassiano

Morei na Alemanha por 8 anos. Já visitei vários países de continentes diferentes. Sou Guia de Turismo em São Paulo, Escritora de Viagens e Colaboradora de Sites de Turismo.

MMorei na Alemanha por 8 anos. Já visitei vários países de continentes diferentes. Sou Guia de Turismo em São Paulo, Escritora de Viagens e Colaboradora de Sites de Turismo.orei na Alemanha por 8 anos. Já visitei vários países de continentes diferentes. Sou Guia de Turismo em São Paulo, Escritora de Viagens e Colaboradora de Sites de Turismo.