Holambra - São Paulo

Choose the Language ↓ Escolha o Idioma

EnglishFrenchGermanSpainItalianDutch
RussianPortugueseJapaneseKoreanArabicChinese Simplified
 
 

Holambra São Paulo, a nossa Holanda Brasileira. Veja o que fazer na cidade e como visitar o Pavilhão das Flores na primavera Blog da Ana Cassiano anacassiano.com.br           Portal de entrada da cidade.

 

Holambra, a Holanda brasileira! 

Holambra é uma cidade do Estado de São Paulo que fica à 135 Km da capital, perto de Campinas. 

Por consequência da Segunda Guerra Mundial, o governo dos Países Baixos (onde fica a Holanda) estimulou a imigração de uma parte da população para o Brasil. Cerca de 500 imigrantes se estabeleceram na Fazenda Ribeirão e em 1948, fundaram a Estância Holambra. Em 1991,  a estância se emancipou e virou cidade. 

 

O nome HOLAMBRA vem da junção de Holanda + América + Brasil 

 

              A bandeira da cidade lembra o brasão da família real do país de origem.

 

Com uma mão de obra qualificada no setor agrícola, o município destaca-se como o maior centro de produção de flores e plantas ornamentais da América Latina. A economia de Holambra é baseada na agricultura, pecuária e turismo. 

Hoje, Holambra é uma Estância Turística do Estado de São Paulo, por cumprirem determinados pré-requisitos definidos por Lei. Tal status garante ao município uma verba maior por parte do Estado para a promoção do turismo regional. 

Holambra é nacionalmente conhecida como A cidade das Flores. Além disso, o município oferece aos seus visitantes um pouco da cultura dos Países Baixos através da arquitetura, artesanato, espetáculos de dança, música e gastronomia típicas. 

 

O que conhecer na cidade

A rua Dória Vasconcelos é a rua mais charmosa de Holambra. Ela é bem pequena, mas nela se concentram os principais restaurantes e estabelecimentos comerciais, quase todos com as fachadas em arquitetura holandesa.

A Praça dos Coqueiros é uma praça bem conservada, criada e cuidada por um morador de Holambra. Nela tem um letreiro pra tirar aquela foto clássica. A Praça dos Coqueiros fica na Avenida das Tulipas, 472.

Uma atração nova em Holambra é o Parque Van Gogh. Ele fica na frente da Praça dos Coqueiros. Foi inaugurado em setembro de 2018. Na verdade é um espaço cultural GRÁTIS, que tem uns chalés charmosos e presta homenagem à Van Gogh, com réplicas de quadros do pintor holandês. Funciona de 9 às 17h.

O Deck do Amor é outro lugar bem bonitinho para se visitar em Holambra. Foi inaugurado em 2015 entre a Alameda Maurício de Nassau e o Lago Vitória Régia. A Praça Vitória Régia é uma bela praça cercada pelo lago.

De acordo com a tradição os casais que prenderem um cadeado com seus nomes no deck e atirarem a chave no lago, vão ficar juntos para sempre.

 

As fazendas de flores

Na cidade ou pela internet, as agências de turismo ficam vendendo um passeio em uma fazenda de plantação de flores. Tem que ser através de agência mesmo, porque são propriedades privadas e não dá pra chegar chegando por conta própria e entrar. 

Se você topar fazer esse passeio, não crie muitas expectativas. As plantações são bonitas sim, mas são dentro de estufas! Não espere um campo de flores sem fim, daqueles que existem na Holanda, porque você não vai encontrar. No máximo tem um canteiro florido com um painel de moinho lá trás pro povo tirar fotos.

 

A Expoflora

Anualmente, Holambra promove a maior exposição de flores da América Latina: a Expoflora. 

O evento acontece entre a última semana de agosto até o final de setembro. É realizada todos os anos, desde 1981 e atrai cerca de 300.000 visitantes por ano. O ingresso custa 52 reais. Vende lá na hora, mas se comprar antes pela internet fica bem mais barato. O parque funciona de 9 às 19h.

O objetivo principal da Expoflora é o resgate de aspectos culturais e sociais da Comunidade de Holambra, além da divulgação do trabalho desenvolvido pelos filhos dos primeiros imigrantes que vieram para o município.

O Recinto da Expoflora é o nome do espaço onde a feira acontece. É como se fosse um centro de exposições, um lugar bem grande e com boa infra-estrutura para receber tantos turistas.

Logo na entrada tem um moinho de vento, o Moinho Holandês de Holambra. Ele se chama “Povos Unidos”, tem 38 metros de altura, 9 andares e pás que medem 25 metros! É o maior moinho da América Latina. 

O moinho foi construído em 2008 e é uma réplica perfeita de um tradicional moinho holandês. E olha que eu já estive em vários moinhos lá na Holanda e esse é idêntico mesmo! 

Durante os dia da semana, a visitação no moinho é grátis. As pessoas podem subir até o 3º andar. Nos finais de semana e feriados, paga-se 10 reais para subir. Nesses dias, a visitação vai até o 5º andar, com a presença de um moleiro explicando como funciona tudo. 

A vista do mirante no 5º andar é linda e nos permite ver de perto as enormes pás que movem o moinho. Atenção: A subida toda é feita por escadas! Não serve para pessoas com dificuldade de mobilidade.

CURIOSIDADE: No dia 12 de julho de 2008, foi colocada dentro do moinho uma cápsula do tempo contendo mensagens escritas pelos moradores de Holambra. A abertura dessa cápsula está programada para daqui à 100 anos! Eu achei isso bem legal.

O estacionamento da Expoflora é enorme, com capacidade para 5.000 carros. Mas custa caro! 53 reais por veículo! Apesar de que, não tem prazo de tolerância. A gente pode deixar o carro estacionado lá o dia todo. Aceita Sem Parar, mas se você não tiver no seu carro, leve dinheiro porque o estacionamento não aceita cartão de crédito nem de débito.

       Mapa do parque.

 

O evento conta com exposição de arranjos florais, Mostra de Paisagismo e Jardinagem, apresentações de dança típica holandesa, restaurantes, lojas de souvenirs, Parque de Diversões, Museu Histórico Cultural, Desfile “Parada das Flores” e Chuva de Pétalas no final.

                         Esse é o Tulipão, o mascote da Expoflora. Ele fica no pavilhão da entrada recepcionando as pessoas.

 

As ruas do parque simulam uma mini cidadezinha holandesa. Tudo é feito tipo arquitetura holandesa, os restaurantes, as lojas, tudo.

No parque tem de tudo, restaurantes, cafeterias, áreas de descanso, banheiros, fraldários, bebedouros, caixa eletrônico, posto médico e muitas lojinhas pra gente gastar dinheiro, rs.

      Olha a gente aí hahahahaha.

 

Cada ano a Expoflora apresenta um tema diferente para a Mostra de Paisagismo. São selecionados vários profissionais dessa área, que expõem seus trabalhos (obras de arte feitas de flor!) em vários ambientes espalhados pelo parque.

       Árvore de tamancos de madeira!

 

Danças típicas holandesas acontece em 5 palcos diferentes espalhados pelo parque. As apresentações acontecem às 14:30 e 15:30h.

         Nessa área funciona o parque de diversões. Se você tiver criança, leve dinheiro porque vc vai gastar muito! rs. Os ingressos não estão incluídos no preço da entrada da Expoflora.

 

Numa determinada hora da tarde, o parque fica LOTADO! Tem que ter paciência e saber aproveitar mesmo assim. Olha quanta gente!

Às 16h acontece a Parada das Flores. Carros alegóricos enfeitados de flores desfilam pelo parque até o local onde acontece a chuva de pétalas. Nesse momento, o lugar fica intransitável. Tem que parar para assistir ou escolha um lugar onde queira ficar, mas vá 15 minutos antes, senão você não sai do lugar, por causa do desfile que ocupa as ruas do parque.

A tão esperada Chuva de Pétalas começa às 16:30hr. São 150 quilos de pétalas lançadas no ar através de um canhão de vento que fica em cima de um palco montado no meio do gramado. Cada pétala é separada uma a uma e depois guardadas em uma câmara fria até minutos antes do espetáculo, senão elas murcham. 

Fica tocando a música "Amigos para Sempre" para emocionar as pessoas. O aglomerado de gente fica de mãos pro alto tentando pegar as pétalas ainda no ar.

Uma dica: TODO MUNDO vai embora depois da chuva de pétalas, e isso ocasiona o maior trânsito!!! Então, fuja desse transtorno fazendo uma hora até a muvuca passar. Aproveite esse tempo para conhecer o museu.

No parque tem um museu que mostra a cultura holandesa e fatos de como foi a colonização em Holambra. Possui um acervo de fotos, filmes e objetos. Tem umas réplicas de casinhas usadas pelos imigrantes, mostrando como era a vida na época. Uma gracinha esse pedaço do parque.

Claro e evidente que a Expoflora se inspirou no famoso parque Keukenhof lá da Holanda. Salvo as devidas proporções, o parque daqui de Holambra é bem bonito e organizado. 

No mundo, eu aprendi que nenhum lugar deve ser comparado à nenhum outro. Não existe o melhor ou o pior. Não existe o mais bonito ou o mais feio. Existem apenas as diferenças! Cada lugar tem suas características próprias que devemos respeitar e valorizar. 

 

Leia também:

Keukenhof, o famoso Jardim holandês

Campos de tulipas na Holanda

Tamancos de Madeira e das principais características da Holanda e dos Países Baixos

Você sabia que a Holanda não é um país? Clique AQUI e entenda

Nesse link você encontra todos os posts relacionados com a Holanda e com os Países baixos que eu já escrevi. Clique AQUI para ver

Ana Cassiano

Morei na Alemanha por 8 anos. Já visitei vários países de continentes diferentes. Sou Guia de Turismo em São Paulo, Escritora de Viagens e Colaboradora de Sites de Turismo.

MMorei na Alemanha por 8 anos. Já visitei vários países de continentes diferentes. Sou Guia de Turismo em São Paulo, Escritora de Viagens e Colaboradora de Sites de Turismo.orei na Alemanha por 8 anos. Já visitei vários países de continentes diferentes. Sou Guia de Turismo em São Paulo, Escritora de Viagens e Colaboradora de Sites de Turismo.