Lago Ness - Urquhart Castle - Highlands Escócia

Choose the Language ↓ Escolha o Idioma

EnglishFrenchGermanSpainItalianDutch
RussianPortugueseJapaneseKoreanArabicChinese Simplified
 
 

Loch Ness (Loch é "lago" em gaélico) e Ness é nome de pessoa "Nis". O lago fica bem ao norte da Escócia, à 37 quilômetros da cidade de Inverness

É um lago enorme, profundo e de água doce. É o segundo maior lago escocês por área de superfície, com 56 quilômetros quadrados (o maior é o Lago Lomond). No entanto, devido à sua grande profundidade, é o maior lago em volume de água da Grã Betanha. 

O ponto mais profundo do Ness tem 230 metros, o que o torna o segundo lago mais profundo da Escócia depois do Lago Morar. 

O lago Ness é um bom exemplo de lagos encaixados em falhas tectônicas geológicas, no caso a Falha de Great Glen. Isso explica o fato dele ser comprido, estreito e profundo, pois se ajustou conforme a falha que o acomodou. 

As águas do Lago Ness são bastante frias, devido principalmente à sua latitude e à sua profundidade. Suas águas também são bastante turvas! A visibilidade é baixa por causa da alta concentração de Turfa, um tipo de musgo característico daquela região. 

Saindo de Inverness e indo em direção ao Castelo Urquhart, a gente pega a estrada A82 que vai margeando o LagoNess. Ao longo da estrada, tem uma mureta de pedra que separa a estrada do lago. Nessa mureta tem algumas placas que contam curiosidades sobre o lago. 

Então a gente vai parando pelo acostamento, e desce do carro para ler. Achei isso super perigoso porque o acostamento é muito estreito. Mas é assim mesmo que as pessoas fazem.

O lago ficou famoso por causa das aparições de um estranho "ser" com aparência de dinossauro que supostamente habitava as profundezas de suas águas. Desde o século 6 já existem relatos do aparecimento da criatura.

Desde a década de 1930, equipes de pesquisadores de todo o mundo percorreram o lago de ponta à ponta, com sofisticados sonares e mergulhadores, e nunca nenhum vestígio monstro foi encontrado.

As placas da estrada dizem que, a única coisa mais "dramática" que encontraram, foi um avião bombardeiro da Segunda Guerra Mundial caído ali durante uma nevasca em 1940. O avião foi encontrado em 1976 por uma equipe americana, retirado do fundo do lago e entregue ao Museu Britânico de Aeronáutica onde está exposto até hoje.

As placas na estrada também dizem que no lago sempre teve focas e enguias gigantes em busca de salmões, e o "Monstro" pode ter sido confundido com elas!!! rs. 

Estudos mostraram que as tais aparições coincidiram com a liberação de ondas e bolhas causadas pela movimentação de placas tectônicas no fundo do lago, e que provocavam uma corrente interna que às vezes se move na direção contrária da externa, criando uma ilusão de ótica bastante convincente.

Na década de 1920, quando o monstro "foi visto" algumas vezes, foi especialmente marcada pelo movimento da placa Glen que possui fendas exatamente sob o Lago Ness. 

 

O Montro do Lago Ness

Na verdade, o lago preferido dos escoceses é o Lago Lomond. É muito procurado nas férias para pescar e velejar e fica no meio de uma reserva florestal maravilhosa, o Parque Nacional Trossachs. Já o Lago Ness é procurado por turistas por causa das histórias do  Monstro do Lago Ness.

Na década de 1934, chegou até ser publicada uma foto que mostrava o pescoço de uma criatura desconhecida passeando pelo lago, foto de autoria do médico inglês Kenneth Wilson. Tempos depois, a foto foi desmentida por ele mesmo.

Entre a publicação da foto e a confissão da fraude, foram 60 anos que as pessoas realmente acreditaram na existência da tal criatura, fato que tornou o Lago Ness uma das maiores atrações da Escócia. 

Tudo já tinha sido explicado cientificamente, mas na altura do campeonato, o povo já tinha se afeiçoado ao suposto "Monstro", que foi carinhosamente apelidado de "Nessie" e acabou virando mascote do lago, atraindo cada vez mais turistas para a região e alavancando vendas de produtos licenciados com sua aparência.

  O nosso "Nessie" que compramos de lembrança.

 

ATENÇÃO: Preciso dizer que o Lago Ness é apenas mais um lago como tantos outros da Escócia. O lago é bonito? SIM é! Mas como todos os outros da Escócia, nada além disso. Muitas pessoas viajam de tão longe e chegam aqui esperando ver algo sensacional, mas não espere muito. 

Para não criar essa decepção nas pessoas, de virem de tão longe e só encontrarem um lago normal, criaram duas atrações para entreter os turistas: a Estátua da Nessie e o Loch Ness Centre & Exhibition.

 

Estátua da Nessie

Endereço: Loch Ness Statue - A82, Inverness IV3 8LD

Uma atração é a Estátua da Nessie, que fica em uma parada de beira de estrada, tipo um posto de gasolina, onde vendem lanches e souvenirs do Monstro, que de monstro não tem nada, porque ele é bem bonitinho.

 

Loch Ness Center & Exhibition 

Endereço: A82 Drumnadrochit, Inverness IV63 6TU (Preço: £ 8,45 Adulto - £ 4.95 Crianças) Site oficial→www.lochness.com/

O Loch Ness Centre & Exhibition é um centro para visitantes que foi inaugurado há mais de 30 anos, com apresentações multimídia de alta tecnologia falando sobre a história das Highlands e o ambiente único ao redor do Lago Ness, além de claro, sobre a famosa lenda de Nessie. A exposição é apresentada em 11 narrações, com 17 línguas diferentes. 

Achei uma coisa mais para crianças, mas vi muitos adultos lá também. Além das exposições, o lugar tem loja de souvenirs, cafeteria, restaurante, parque para crianças, e de lá sem passeios de barco pelo Lago Ness.

 

Castelo Urquhart

Endereço: A82 Drumnadrochit, Inverness IV63 6XJ (Preço: £12) Site Oficial→www.historicenvironment.scot/visit-a-place/places/urquhart-castle/

As margens do Lago Ness possuem castelos e ruínas que contam a história conturbada da Escócia naquelas terras. E o Castelo Urquhart é um deles.

  O castelo e o Lago Ness.

 

O Castelo de Urquhart é a terceira atração turística mais visitada da Escócia, ficando atrás somente do Castelo de Edimburgo e do Castelo de Stirling. Fica no Lago Ness, local da suposta aparição do “Nessie”, o Monstro do Lago Ness. 

O castelo presenciou vários conflitos durante seus 500 anos como uma fortaleza medieval. O controle passou de um lado para outro entre os escoceses e ingleses durante as Guerras da Independência. As lutas pelo poder duraram até o ano de 1500. As últimas tropas do governo inglês explodiram o castelo de propósito quando saíram, para não deixar que fosse ocupado pelos jacobitas, e entrou em ruína desde então. 

Por causa das disputas envolvendo a posse do castelo, o local passou por várias modificações e ampliações, desde sua construção no século 13, até ser abandonado no século 17. 

As visitas ao castelo começam com uma exposição pelo centro de informações, ideal para entender tudo que ocorria ali, dos clãs famosos da Escócia, até as guerras das quais Urquhart foi palco. Logo após é possível visitar o castelo diretamente, mas é altamente recomendado só fazer isso após ter assistido o filme introdutório – as sessões acontecem a cada 15 minutos. 

O filme é uma superprodução muito bem feita contando toda a história do castelo. No final, a tela congela numa imagem de como era o Urquhart em seu apogeu, e após isso, a cortina por trás dela se abre e lá atrás, na mesma posição, se encontram as ruínas do castelo verdadeiro. Muito impactante.

 O centro de visitantes onde passa o filme.

 

Importante:

Se você estiver hospedado pelos arredores de Fort William ou Inverness (como nós fizemos), óbvio que tem que vir visitar o Lago Ness. Mas se estiver longe, procure evitar os bate-volta malucos de 12 horas que as agências de viagens vendem para os turistas saindo de Edimburgo, vindo para essas bandas das Highlands e voltando para Edimburgo no mesmo dia. Acho isso um absurdo! Uma loucura! Não caia nessa, não vale à pena. 

Na estrada vimos muitos ônibus de agências de viagens fazendo esse roteiro maluco. É longe, no meio do caminho quase não tem nada pra ver, e as paradas são em lugares estratégicos, só para os turistas comprarem artesanatos e suvenirs. Uma furada! O tempo de permanência nos pontos turísticos é pequeno e muitos lugares só dá pra ver da janela do ônibus, sem que as pessoas possam descer! Li vários relatos de quem comprou esses roteiros e se arrependeram.

 

Leia também:

Inverness e seus Pontos Turísticos

Curiosidades sobre a Escócia

Outras cidades e passeios pela Escócia

Nossa Viagem Completa pela Escócia

Ana Cassiano

Morei na Alemanha por 8 anos. Já visitei vários países de continentes diferentes. Sou Guia de Turismo em São Paulo, Escritora de Viagens e Colaboradora de Sites de Turismo.

MMorei na Alemanha por 8 anos. Já visitei vários países de continentes diferentes. Sou Guia de Turismo em São Paulo, Escritora de Viagens e Colaboradora de Sites de Turismo.orei na Alemanha por 8 anos. Já visitei vários países de continentes diferentes. Sou Guia de Turismo em São Paulo, Escritora de Viagens e Colaboradora de Sites de Turismo.