↓ Choose the Language ↓ 

EnglishFrenchGermanSpainItalianDutch
RussianPortugueseJapaneseKoreanArabicChinese Simplified

Mesquita Azul Sultan Ahmet - Istambul

A Primeira vez que vi a Mesquita azul, já era noite. Ela estava linda, iluminada pela lua. Nunca mais esqueci dessa imagem.

No dia seguinte, fui explorá-la melhor, porque o hotel que fiquei hospedada em Istambul ficava perto da Mesquita Azul. 

Eu sempre sentava nesses banquinhos de madeira que ficam na frente da mesquita enquanto observava o movimento ao redor.

A mesquita foi construída entre 1609 e 1616 no exato local onde ficava o palácio dos Bizantinos.

Antes de entrarem na Mesquita, os homens têm um ritual. Eles se lavam nas várias bicas que ficam no páteo. Cada gesto tem um significado, porque não é uma limpeza física, é espiritual. Lavam a parte de trás do pescoço, braços, cotovelos, atrás dos joelhos e pés, em movimentos rápidos e sincronizados. E sempre antes de entrarem em outra mesquita de novo, eles fazem tudo outra vez, quantas vezes forem necessárias, independente de quanto tempo isso gaste.  

A Mesquita Azul é muito grande, e possui um pátio interno bem bonito. A ENTRADA É GRATUITA!

Mesquita Azul Istambul Sultan Ahmet Turquia Blog da Ana Cassiano anacassiano.com.br Histórias de Viagens

Pra entrar numa mesquita, funciona assim: a gente tem que estar descalço. Eles dão uma sacolinha de plástico pra guardar os sapatos. É para não carregar coisas negativas e sujeira lá pra dentro. 

Como sinal de respeito, nos pedem pra cobrir os cabelos. Quem não tem xale, o pessoal q toma conta da mesquita empresta. Eu tinha o meu, porque eu já sabia que ia precisar. Mas a gente que não tem prática não sabe amarrar direito o lenço na cabeça e ele ficava caindo toda hora. Foi então que uma turca viu minha dificuldade e ofereceu para amarrar o lenço pra mim. Lógico que deixei. Achei uma atitude muito legal. Eu não sei como ela fez, mas o lenço não caiu mais! É a prática!

Eu me sentava no chão sobre aquele tapetão vermelho felpudo e ficava olhando como as pessoas oravam. 

Fiquei passada com o teto também. Meu Deus, que teto! Tentei várias vezes, mas não consegui fazer com que ele coubesse inteiro nas minhas fotos. Aquelas cúpulas centrais impressionam! Com certeza foi um grande desafio pra quem projetou aquilo tudo ali. 

A Mesquita Azul tem esse nome por causa dos ornamentos azuis no teto. Mas não são muitos! Por dentro, ela é mais dourada do que azul.

Dentro das mesquitas não tem imagens. Muçulmanos não acreditam em santos. Não tem nem altar. Todos se ajoelham voltados pra direção da cidade de Meca e pronto. Pra eles, só isso basta. É um lugar onde somente Deus importa. Nada mais. Mas a arquitetura do teto e os mosaicos das paredes são tão lindos que parecem preencher todo aquele enorme espaço vazio. 

 Peguei essa foto na internet, da mesquita vazia. Olha que linda!

 

Assista o video abaixo:

 

A Mesquita Azul tem 6 minaretes, que são essas torres finas equipadas com auto-falantes para chamar os muçulmanos para a reza. Quem se hospedar na região (como eu), vai comprovar a potência da altura do som que sai dessas torres - que começa LOGO CEDINHO DA MANHÃ VIU! rs Turista sofre pra dormir. 

A função dos minaretes é fazer chegar a voz do Muezim (encarregado, no Islã) que chama os fiéis para as cinco orações diárias. O chamamento consiste em proferir frases do tipo “Allah hu Akbar” (Alá é grande) e outras frases religiosas, em forma de melodia. Os muçulmanos que podem parar o que estão fazendo no momento, se ajoelham na direção de Meca, e oram. Cada chamamento das mesquitas dura uns 25 minutos! Imagine isso 5 vezes ao dia, e todas as mesquitas ao mesmo tempo!

Voltei dessa viagem entendendo e respeitando a cultura muçulmana ainda mais. Tanto que pesquisei e escrevi um post sobre isso. Para ler sobre a religião muçulmana e saber o porquê das 5 orações diárias, clique AQUI 

Assista o video abaixo onde mostro como é a cantoria das mesquitas:

 

A visitação à Mesquita Azul é grátis!

Horário de funcionamento: Fechada 45 minutos antes do início de cada uma das 5 orações diárias e 30 minutos após o início das orações. Às sextas-feiras só abre após as 13h30.

Ao redor da Mesquita Azul tem mais coisas importantes para visitar: A Praça do Hipódromo de Constantinopla, A Santa Sofia e a Cisterna da Basílica. Para ler sobre esses outros Pontos Turísticos, clique AQUI 

Ana Cassiano

Morei na Alemanha por 8 anos. Já visitei vários países de continentes diferentes. Sou Guia de Turismo em São Paulo, Escritora de Viagens e Colaboradora de Sites de Turismo.