Nanjing - China

Choose the Language ↓ Escolha o Idioma

EnglishFrenchGermanSpainItalianDutch
RussianPortugueseJapaneseKoreanArabicChinese Simplified
 
 

 

A história de Nanjing remete aproximadamente a 472 a.C, quando foi construída a primeira defesa militar na região. Nanjing (também conhecida como Nanquim) pode ser traduzido como “capital do sul” da China, ao passo que Pequim é a “capital do norte”. É uma das maiores e mais populosas cidades do leste da China.

Nanjing é uma cidade muito importante, porque já foi várias vezes capital da China. Já foi a capital da Dinastia Ming e também foi capital da primeira República da China sob as ordens de Sun Yat-sen, líder revolucionário e pai da China Moderna. Foi ele que abriu o país para o mundo. 

A cidade tem cenários bucólicos, com um imenso lago no centro e uma muralha cercando tudo. Mas ao mesmo tempo tem prédios modernos, avenidas largas, poluição e muito trânsito.

Quase ninguém fala inglês, ou quase nada além do mandarim. A dificuldade de comunicação é enorme. Por isso criei algumas táticas quando viajo para esses países de "língua difícil". Leia AQUI

Dá para chegar facilmente nos pontos turísticos usando o transporte público, mas eu preferi contratar um guia com carro próprio. Isso fez render bastante os meus dias por lá.

Montanha Púrpura é a grande atração de Nanjing. O Mausoléu da Família Ming fica lá. Nesse local estão enterrados o corpo do primeiro Imperador da Dinastia Ming (Xiao Ling) e de sua esposa. Na mesma montanha fica o Mausoléo Sun Yat Sen, onde está enterrado o corpo do primeiro presidente da República Popular da China. 

Não estranhem o fato de mausóleus serem uma atração turística na China. A forma como a pessoa é enterrada reflete na suas próximas gerações. Muitos mausóleus utilizam do que chamam de feng shui póstumo. O local é escolhido de acordo com os princípios do feng shui, para ter um bom descanso e trazer prosperidade para os familiares. E isso torna os mausoléus lugares muito bonitos e agradáveis de serem visitados. 

 

A Montanha Púrpura

Na verdade, a Montanha Púrpura é um imenso parque florestal que fica ao lado de Nanjing. Também é conhecida como Zhongshan Scenic Area. Site oficial da Montanha Púrpura →https://www.zschina.org.cn/

Dizem que a Montanha Púrpura tem esse nome por causa da cor das suas pedras, mas eu não notei nada de diferente na cor delas não rs.

Para andar pelo parque precisa pegar um trenzinho interno, de tão grande que ele é. Mas muitas pessoas também o visitam caminhando mesmo. Reserve um dia só pra isso, porque toma bastante tempo.

  Portal de entrada da Montanha Púrpura.

 

Mausoléu de Sun Yat Sen

O primeiro lugar da Montanha Púrpura que eu visitei foi o Mausoléo Sun Yat Sen, onde está enterrado o corpo do primeiro presidente da República Popular da China. Como eu disse no início, ele foi um líder revolucionário e pai da China Moderna. Foi ele que abriu o país para o mundo. 

Diferente de muitos mausoléus chineses, onde o vermelho e o amarelo imperam como a cor da nobreza, esse é azul e branco, cores do partido Nacionalista chines. São mais de 300 degraus para chegar onde está enterrado o presidente. O sarcófago fica embutido no piso.

Ao lado do mausoléu há várias estátuas de Shishi, que é o leão protetor para os chineses. Estátuas como essas são colocadas do lado de fora e nos portões, para afastar os espíritos ruins. Quando a estátua é fêmea, ela brinca com um filhote debaixo da pata, e quando é macho, brinca com uma bola.

 

Mausoléu de Ming Xiao Ling

Ainda na Montanha Púrpura, à cerca de 3 Km do Mausoléu anterior, fica o túmulo do primeiro imperador da dinastia Ming, Xiao Ling. Sua construção data de 1405. É uma longa caminhada de 40 minutos até chegar lá, mas é um caminho muito agradável através do pelo parque florestal.

O que mais me chamou a atenção foi a bela avenida sagrada que nos leva até o Mausoléu de Ming Xiao Ling. Ela é cheia de enormes estátuas de animais e guerreiros, todas feitas de pedra e em pares (uma virada para a outra) que se repetem de uma forma incrivelmente iguais.

A Montanha Púrpura é enorme e tem outras coisas para ver. Tem um teleférico que leva ao seu pico mais alto (com muita fila) e um belo pagode (Pagode Linguu). Mas pra mim, visitar os dois Mausoléus já foi o suficiente. 

Horário de funcionamento: Segunda à Sexta 8:30 às 17h. (fechado na 3ª feira!) Cada núcleo custa um preço diferente, que varia de 35 à 70 Yuans. O Mausoléu principal é gratuito, mas tem que fazer uma reserva com antecedência por e-mail. Para ler todas essas informações clique AQUI

Na Montanha Púrpura tem restaurantes, estacionamentos e postos de saúde. Para ler sobre essas informações clique AQUI

 

Portal Zhonghua e a Muralha de Nanjing

O Portal Zhonghua é a principal porta de entrada de Nanjing, que também é cercada por uma muralha. Esse portal na verdade não é apenas um, mas 4. Se o inimigo conseguisse passar pelo primeiro, ficaria preso no segundo, se passasse pelo segundo, ficaria no terceiro, e assim por diante. 

Nanjing é cercada por uma grande muralha de 33 quilômetros de extensão. É bastante antiga e muito bem preservada. Pode caminhar pela muralha e ver a cidade do alto.

As fotos nunca ficam muito nítidas por causa da poluição!

Esse abaixo é o meu Guia de Turismo. E atrás dele, é a Torre de Porcelana. Para ler sobre ela, clique AQUI

 

Templo de Confúcio

O Templo de Confúcio em Nanjing é relativamente simples. Data do século 11. Confúcio foi um pensador e professor chinês que falava muito sobre a importância da família e sobre a obrigação dos governantes de fazerem um trabalho baseado no bem e na honra. Ele viveu de 551 a 479 a.C. Depois de sua morte, seus discípulos divulgaram seus ensinamentos. 

Confucionismo prega uma ética moral, social e política. Segue uma linha bastante racional e pragmática, com considerações práticas, realistas e objetivas. 

O Confucionismo é uma das três linhas religiosas/filosóficas da China. As outras duas são o Budismo e o TaoísmoPara entender tudo sobre as religiões da China → Confucionismo, Budismo e Taoísmo, clique AQUI

 

Canal do Rio Quinhuai

Ao redor do Templo de Confúcio tem muitas casas com o telhados de pontas levantadas, coisa bem típica chinesa mesmo. A área é bastante turística. Tem ruas de pedestres com lojinhas e comidas típicas. 

Essa região fica às margens do canal do Rio Quinhuai onde se pode pegar um barquinho e passear, principalmente à noite por causa da iluminação colorida que deixa essa área linda! 

 

Hospedagem

Quando estive em Nanjing fiquei hospedada no Jinling Hotel Super bom, recomendo!

O que levamos em consideração ao escolher hotéis para ficar na China, é que eles ofereçam um serviço "continental" ou seja, algo próximo dos nossos costumes ocidentais, principalmente por causa da comida, porque sou muito chata pra comer nos países asiáticos. Mas isso é uma coisa muito pessoal viu! Porque tem gente que adora imersão total na cultura.

  Olha a poluição lá fora gente!

 

A Comida!

Mesmo ficando em um hotel desse padrão, olha a comida!!! No café da manhã meu estômago embrulhava de um jeito que eu não conseguia comer quase nada, principalmente por causa do cheio que ficava no ambiente.

  Coloquei no prato só pra tirar foto!

 

Ovo enterrado (quase podre) e larvas são especiarias caras na China, e oferecer essas iguarias nas refeições é super chique! Então, já que é uma coisa cultural, vamos respeitar né! Mas comer...... eu não comi não. Eu ficava à base de fruta, suco, café com leite e pão com manteiga mesmo rs.

Muitas vezes as plaquinhas eram escritas só em chinês, e a gente nem sabia o que estava comendo. 

É cultural dos asiáticos comerem comida fresca, eu sei. Mas era tão fresca que o bicho vinha à mesa ainda vivo, mexendo ainda gente! Aí que eu não comia MESMO! O camarão vinha com as perninhas mexendo, a carne vinha tremendo, tipo estímulos nervosos sabe!? Eu não comia, mas o povo da mesa comia com gosto. Eu tenho videos mostrando os bichos se mexendo na nossa mesa antes de serem mergulhados na água quente, mas não tive coragem de postar. Eu voltei vegetariana dessas viagens à países asiáticos!

  Jantar com o pessoal da empresa do meu marido.

Eu comia rolinho primavera de legumes... só! Nunca comi tanto rolinho primavera em toda minha vida! E quando eu variava de prato (porque eu não queria comer carne de bicho nenhum) vinha isso ↓↓↓ 

Ahhh, mas uma coisa eu achei legal. Muitas mesas de restaurantes têm adaptado um fogão, com bocas individuais, que ficam na frente de cada pessoa. É para manter a água quente enquanto a gente mergulha nela os alimentos. É um sistema de aquecimento que não "queima", só aquece. Por isso, a toalha de mesa pode ficar por cima, olha que legal!

 

Trem para Shanghai

Shanghai fica à 300 Km de Nanjing. Reservamos um dia para fazer um passeio bate-volta, voltando para Nanjing no mesmo dia, no final da noite. Muita gente faz isso. Compramos as passagens com antecedência online.

Fomos de trem bala (de alta velocidade). Leva apenas 1 hora de viagem e na época custou 120 reais por pessoa. Depende do dólar do dia. Tem um trem mais barato, mas demora mais tempo, cerca de 2 horas de viagem, porque vai parando em várias estações. 

Todas as informações sobre o trem Nanjing → Shanghai, preço e horários, clique AQUI

 

Para ler sobre Shanghai clique AQUI 

 

Leia também:

Hong Kong

Minha viagem à China

Fatos importantes sobre a China

Ana Cassiano

Morei na Alemanha por 8 anos. Já visitei vários países de continentes diferentes. Sou Guia de Turismo em São Paulo, Escritora de Viagens e Colaboradora de Sites de Turismo.

MMorei na Alemanha por 8 anos. Já visitei vários países de continentes diferentes. Sou Guia de Turismo em São Paulo, Escritora de Viagens e Colaboradora de Sites de Turismo.orei na Alemanha por 8 anos. Já visitei vários países de continentes diferentes. Sou Guia de Turismo em São Paulo, Escritora de Viagens e Colaboradora de Sites de Turismo.