Palácio de Buckingham Londres

Choose the Language ↓ Escolha o Idioma

EnglishFrenchGermanSpainItalianDutch
RussianPortugueseJapaneseKoreanArabicChinese Simplified
 
 

O Palácio de Buckingham é um dos principais símbolos dos britânicos. Ele foi construído em 1703 para o Duque de Buckingham (daí o nome). Foi a propriedade privada do Duque por 150 anos. Até então, não tinha nada a ver com a Família Real.

Em 1762, o Rei George III adquiriu o prédio com vontade de um dia torná-lo uma residência Real. À partir daí, o palácio passou a fazer parte dos Bens da Família Real.

Você sabe qual a diferença entre Inglaterra, Grã-Betanha e Reino Unido? Clique aqui e entenda

Mas foi em 1837 que o Palácio de Buckingham finalmente tornou-se a residência oficial de um monarca britânico, com a ascensão da Rainha Victoria (tataravó da Rainha Elizabeth II). Victoria foi uma jovem que se tornou Rainha com apenas 18 anos e sua história marcou o trono britânico. Ela foi a responsável em transformar o Palácio de Buckingham em uma Residência Real em funcionamento. 

Essa parte da história é contada lindamente na série da NetflixVictoria: A vida de uma rainha” de 2016. Vale à pena assistir. Veja o trailer clicando AQUI

Durante os séculos 19 e 20, o Palácio foi ampliado e remodelado algumas vezes, além de ter sobrevivido as duas guerras mundiais. Apesar de ter sido poupado na I Guerra Mundial, foi bastante bombardeado durante a II Guerra Mundial, e depois reconstruído. Durante a segunda guerra, a família real se refugiou no Castelo de Windsor, que fica à 1 hora e meia de distância de Londres.

Hoje, o Palácio de Buckingham serve tanto como escritório quanto residência em Londres de Sua Majestade a Rainha Elizabeth II. 

A fachada do prédio é marcada pela famosa varanda de onde a Família Real tradicionalmente aparece para saudar a multidão que fica por algum motivo reunida na frente do palácio.

Durante a visitação dentro do palácio, tem um painel para tirar fotos, que simula a aparição da Família Real nessa varanda JUNTO COM A GENTE! hahahahaha Eu AMEI!!!

O Memorial da Rainha Victoria é um monumento de 25 metros de altura em homenagem à Rainha Victoria que fica em frente ao Palácio de Buckingham. Inaugurado em 1911, o memorial de estilo barroco é feito de mármore branco e foi projetado por Thomas Brock. Em uma das faces, tem a estátua da Rainha Victoria. Nas outras laterais, tem estátuas douradas dos anjos da Justiça, da Verdade e da Caridade. O monumento foi inspirado em elementos náuticos, uma referência ao poder naval britânico durante a história.

Outra coisa marcante no Palácio de Buckingham são as maravilhosas grades e portões dourados que cercam o palácio. Eles são grandiosos!

Da frente do Palácio sai a avenida The Mall Roadque tem 1 Km de comprimento, e liga a Trafalgar Square ao Palácio de Buckingham. É uma rota cerimonial, criada no início do século 20 para desfiles oficiais, comemorações cívicas e outras situações de estado. Esse tipo de avenida também existe em outros países. A diferença é que em Londres, a Mall Road tem o asfalto avermellhado, simulando um "tapete vermelho" da família Real.

 

Troca da Guarda

A Troca da Guarda do Palácio de Buckingham é uma importante cerimônia que é usada como atração turística (diariamente durante os meses de verão às 11h da manhã, e em dias alternados durante o inverno). É GRÁTIS! Chegue cedo para pegar um bom lugar. Fica muito cheio! Mas vale a pena. A Troca da Guarda é bem legal de assistir.  Informações sobre horários da Troca da Guarda clique AQUI

Assista à Troca da Guarda nesse video → https://www.youtube.com/watch?v=PV4JPH3POQ0

Ao lado do Palácio de Buckingham fica o Green Park, um parque muito bonito com muitas árvores que fica aberto ao público durante o verão. É uma delícia passear por lá, principalmente quando se tem crianças. Quando meus filhos eram pequenos, eles adoraram! Recomendo curtir um pouco o parque logo depois que a Troca da Guarda terminar.

 

Visitação dentro do Palácio

Preço: £25 por pessoa. O tour dura 2h e meia. Só pode ser comprado pela internet com antecedência e horário marcado. Chegue cedo, bem antes do horário agendado! Site oficial para comprar ingressos clique AQUI  O ingresso inclui um guia multimídia disponível em nove idiomas. O dinheiro arrecadado com a venda dos tickets é usado para manter o Palácio e outras propriedades da Realeza Britânica.

O Palácio de Buckingham não é propriedade privada da Realeza Britânica. Tanto o Palácio quanto as coleções de arte que preenchem seu interior pertencem à nação, por isso são abertos ao público para visitação desde 1993.

É um passeio espetacular e imperdível para quem estiver em Londres. Somente durante os meses de agosto e setembro o Palácio de Buckingham é aberto para visitação, porque a família real sai para passar férias de verão em outros castelos da Inglaterra e da Escócia. 

Todos os cômodos estão equipados com muitos dos maiores tesouros da coleção real britânica, incluindo móveis, obras de arte, quadros, esculturas e relíquias que valem milhões de libras.

O passeio percorre desde a famosa entrada onde os convidados são recebidos, passando pelas escadas de acesso do Primeiro Ministro às audiências semanais com a Rainha, e os salões onde a família real recebe convidados em visita oficiais e cerimonias. Entre os destaques estão a Sala do Trono, o Salão de Baile, a Galeria de Arte e a Sala de Desenho Branca. 

É proibido filmar ou fotografar na parte interna do Palácio de Buckingham. Todas as fotos eu tirei do site oficial. Para visita virtual clique AQUI

No final da visita, podemos desfrutar de um passeio pelo jardim restrito da Família Real, com belas vistas do Palácio e do famoso lago. Lá tem uma deliciosa cafeteria onde vende bolos lindos e gostosos que nos fazem sentir em um verdadeiro "Chá com a Rainha". Tem também uma loja de souvenirs que vende produtos diferenciados de ótima qualidade (e caros!) como louças para chás, porcelanas, toalhas de mesa, talheres de prata e maravilhosos chocolates. Tudo com o selo de qualidade e autenticidade da família real.

Você pode não ter a sorte rara de ver a Família Real pessoalmente. Mas pode chegar bem perto disso! No Museu de Cera de Madame Tussaud que fica em Londres, celebridades do mundo todo e membros da Realeza Britânica são reproduzidos com perfeição em réplicas de tamanho natural, usando vestuários autênticos, jóias, coroas tudo! É realmente impressionante. Podemos tocar e tirar fotos muito legais. Vale à pena conhecer. 

Leia tudo sobre o Museu de Cera de Madame Tussaud Londres clicando AQUI

 

Curiosidade 1: A Rainha Victoria era considerada Alemã!

A Rainha Victoria, monarca responsável por transformar o Buckingham em um Palácio Real, reinou na Inglaterra por 64 anos. Sua mãe era alemã e viveu entre as cidades de Coburg e Eberbach na Alemanha até alguns dias antes de Victoria nascer. Apesar de ter nascido em Londres, o povo de Eberbach considerava Victoria uma "Rainha Alemã", porque sua mãe embarcou grávida num navio deixando a cidade apenas alguns dias antes do seu nascimento.

Depois de assumir o trono do Reino Unido, a jovem rainha meio alemã/meio britânica se casou com o príncipe Albert de Coburg da Alemanha, aumentando ainda mais as influências e costumes alemães no Palácio de Buckingham.

Essa história virou até filme!

Assista ao traler clicando AQUI

A Alemanha tem uma longa tradição de casamentos reais na Grã-Bretanha. Já existiram 6 monarcas alemães no trono britânico, incluindo o príncipe Albert que se casou com a Rainha Victoria, e cuja filha deles (que se chamava Victoria também) tornou-se a imperatriz alemã durante o reinado de Frederick III.

Na cidade alemã de Eberbach, de onde a mãe de Victoria saiu grávida, existe uma confeitaria de muita tradição e prestígio que se chama Viktoria Konditorei. Ela tem o costume de confeitar bolos inspirados na Família Britânica desde 1886. Deliciosas tortas de receitas trancadas à sete chaves levam os nomes de membros da Realeza e o grande diferencial é que bolos são enviados para os clientes PELO CORREIO!!!! Inclusive para a Família Real lá em Londres!

Os clientes de outras cidades ou países recebem a encomenda através de um serviço de Courrier impecavelmente supervisionado, para que os bolos cheguem ao destino em ótimo estado e com a mesma qualidade daquele servido na loja.

Henry Auer, o fundador da confeitaria, já enviou bolos para o Palácio de Buckingham em várias ocasiões. Bolos e tortas que são bastante apreciados pela Rainha Elizabeth II e seus familiares são os mesmos vendidos nas vitrines da confeitaria, que tive o prazer de conhecer. É um lugar muito charmoso e agradável, com paredes decoradas com as cartas de agradecimento vindas de Buckingham. 

Leia a história completa: A Realeza Britânica gosta de Bolo Alemão! clique AQUI

 

Curiosidade 2: A 1ª Árvore de Natal do Palácio de Buckingham

Montar Árvores de Natal é um costume de origem alemã. Durante os séculos 17 e 18 esse hábito tornou-se mais popular entre os povos germânicos, tanto que eles atribuíram a criação da árvore de Natal a Lutero, fundador do protestantismo. 

Reza a lenda que Lutero, ao passear durante uma noite de céu limpo pela floresta, observou o efeito das estrelas no topo das árvores e voltou com a idéia de ter dentro de casa um pinheiro com uma estrela no alto e decorado com velas. Dessa forma, Lutero criou o hábito de montar sua própria "árvore de Natal", e isso popularizou-se rapidamente entre os alemães. 

A árvore de Natal só se difundiu pelo resto do mundo quando o príncipe Albert, marido alemão da Rainha Victoria, montou uma árvore no Palácio de Buckingham no ano de 1846, a primeira árvore da história montada no local. O príncipe Albert tinha filhos com a rainha Vitória, e ele queria mostrar para as crianças como era o Natal de acordo com os costumes alemães. 

Foi então feita uma ilustração da família real junto à árvore, e publicada na revista “Illustrated London News”. Isso causou um verdadeiro alvoroço! Todos queriam imitar a família real!

Nessa época, o império vitoriano dominava mais de meio mundo e o costume logo se dissipou. Como o uso de árvores adornadas tem origem pagã, a adoção da árvore de Natal foi muito mais rápida nos países nórdicos e anglo-saxões, por serem na grande maioria de religião protestante ou anglicana. 

Leia essa e outras curiosidades sobre o Natal clicando AQUI

 

Leia também:

Tudo sobre Londres e seus Pontos Turísticos

Outras cidades e passeios pela Inglaterra

Ana Cassiano

Morei na Alemanha por 8 anos. Já visitei vários países de continentes diferentes. Sou Guia de Turismo em São Paulo, Escritora de Viagens e Colaboradora de Sites de Turismo.

MMorei na Alemanha por 8 anos. Já visitei vários países de continentes diferentes. Sou Guia de Turismo em São Paulo, Escritora de Viagens e Colaboradora de Sites de Turismo.orei na Alemanha por 8 anos. Já visitei vários países de continentes diferentes. Sou Guia de Turismo em São Paulo, Escritora de Viagens e Colaboradora de Sites de Turismo.