Pelourinho - Salvador Bahia

Choose the Language ↓ Escolha o Idioma

EnglishFrenchGermanSpainItalianDutch
RussianPortugueseJapaneseKoreanArabicChinese Simplified
 
 

Pelourinho Bahia Brasil conheça seus pontos turísticos e os clipes famosos filmados lá Blog da Ana Cassiano anacassiano.com.br

 

Primeiras impressões

O pelourinho me surpreendeu positivamente! Contrariando tudo que eu ouvi falar, achei limpo e bem policiado. Me encantei por tudo! Dizem que é um bairro perigoso, com bastante criminalidade. Volto a dizer que nada vi de errado, mas é bom tomar cuidado e dobrar a atenção para evitar contratempos. Não saia das ruas turísticas, pois as ruas adjacentes podem ser perigosas. 

       Nas ruas turísticas, tem bastante policiamento.

 

O ponto negativo no Pelourinho é o assédio insuportável dos ambulantes oferecendo fitinhas do Bonfim, penduricalhos artesanatos etc. Até Pais de Santo ficam no seu pé pra te benzer kkkk!! Convém estar preparado para o assédio de guias de turismo também. Na verdade, nem sei se são guias mesmo! Há registros de casos abusivos do preço que eles cobram, e que foi preciso intervenção da polícia. Então cuidado! Nada é de graça!! Os ambulantes te dão algo e depois ficam atrás até receber dinheiro. Uma dica é não parar! Negue, agradeça, siga em frente, e pronto! 

Fora isso, achei o bairro bem legal. Nenhum outro lugar reflete tão bem a alma da Bahia quanto o Pelourinho. O bairro tem mais de 800 casarões dos séculos 17 e 18. Além de vielas, ladeiras, igrejas, museus, restaurantes, lojas e um vaivém de gente de Salvador, do Brasil e do mundo. 

Casa do Olodum Pelourinho Bahia Brasil Blog da Ana Cassiano anacassiano.com.br

Eu fui no período do Carnaval, mas o agito maior é à noite. Durante a manhã, o Pelourinho é super tranquilo. Acho que é porque as pessoas da farra estão dormindo, rs. Então esse é o melhor período para visitá-lo.

O pelourinho é formado por ruas estreitas, ladeiras e com calçamento de paralelepípedos. É rico em história, arquitetura barroca e artesanato. Cada casa é pintada de uma cor! O lugar é colorido e alegre. Há muitas igrejas, lojas, restaurantes e teatros. Tudo é cheio de história e cultura. 

        Esses três casarões ficam no Largo do Pelourinho. Neles funciona o SENAC, unidade de gastronomia. Uma ótima dica para almoçar! Comida boa e com preço justo.

 

 

Origem do nome e História

A palavra "pelourinho" se refere a uma coluna de pedra, localizada normalmente no centro de uma praça, onde escravos eram expostos e castigados. E na época do Brasil colônia infelizmente essa era a realidade desse bairro de Salvador, por isso o nome.

A cidade de Salvador foi a primeira capital do Brasil. Foi fundada em 1549 por Tomé de Souza, que tinha ordens do Rei de Portugal, D. João III, de fundar uma cidade-fortaleza, chamada São Salvador da Bahia de Todos os Santos, devido a sua localização estratégica. Então ele escolheu para se instalar no local onde é o Pelourinho hoje: o alto de um paredão rochoso de 90 metros e próximo ao porto, facilitando assim a defesa da cidade. Salvador foi a capital do Brasil até 1763, quando passou o posto para o Rio de Janeiro. 

Até o início do século 20,  Pelourinho era onde funcionava o centro administrativo de Salvador. Lá se concentravam as melhores moradias e comércios. A partir dos anos 50, o Pelourinho sofreu um forte processo de degradação, com a transferência das atividades econômicas para outras regiões, o que transformou o Centro Histórico em uma área de prostituição e marginalidade. 

Somente a partir dos anos 80 (quando virou Patrimônio da Humanidade) e dos 90 (com a revitalização da região) é que o Pelourinho se transformou no que é hoje, um importante centro cultural de Salvador. 

O Brasil é o país de maior população negra fora da África. E Salvador é chamada de "Roma Negra" por possuir a maior população negra do país. Por isso sua forte influência na cultura, na arte e principalmente na música. 

E quando se fala de música e Salvador, a primeira coisa que vem à nossa cabeça é o Olodum. E lá no Pelourinho ficam a Escola Oldum e a Casa Olodum. 

 

Escola Olodum

Escola de Percursão Olodum Pelourinho Bahia Salvador Blog da Ana Cassiano anacassiano.com.br

No início, o Olodum era apenas um bloco afro do carnaval de Salvador. Foi fundado em 1979 como opção de lazer para os moradores do Pelourinho. Hoje se tornou uma ONG do movimento negro brasileiro, que combate a discriminação social, estimula a autoestima e o orgulho dos afro-brasileiros.

Desde 1984, a Escola Olodum é um projeto pioneiro de educação popular, composto de aulas gratuitas de percussão para as crianças e adolescentes do bairro. O Pelourinho merece uma visita em especial aos domingos e terças-feiras, quando o Olodum ensaia e se apresenta pelas ruas e ladeiras ao redor da sua escola. Escola Olodum – Endereço: R. das Laranjeiras, 30 – Pelourinho.

Assista o video abaixo:

 

Casa do Olodum

É uma loja oficial que vende produtos licenciados do Olodum. No andar de cima tem um auditório que promove palestras direcionadas a cultura afro. Fica numa rua bem bonita e agradável do Pelourinho, tipicamente baiana, cheia de baianas vestidas a caráter e com várias lojinhas vendendo artesanato. 

Foi nessa rua que experimentei a bebida típica do Pelourinho: Água de côco com limão! Uma delícia gente! Alí fica um senhor com um carrinho vendendo o famoso suco, e ele conta todo orgulhoso que foi ao Programa da Ana Maria Braga por causa dessa mistura que ele mesmo inventou. Parece óbvia, mas a verdade é que refresca mesmo e mata a sede de uma maneira bem prazerosa debaixo daquele calor todo que faz no Pelourinho.

Casa do Olodum - Endereço: Rua Maciel de Baixo, 22 – Pelourinho.

 

Largo do Pelourinho

O Pelourinho é um bairro cheio de vielas e ruas estreitas. Mas tem um momento em que essas ruas se alargam formando uma grande praça: O Largo do Pelourinho.

Por ser um local aberto e mais espaçoso, vários artistas escolhem o Largo do Pelourinho para fazerem seus shows. Tanto artistas brasileiros quanto internacionais. No caso dos internacionais, dois deles bem famosos, escolheram o Pelourinho para gravarem seus videoclipes.

Em 1990, o Olodum participou da faixa "The Obvious Child", do disco de Paul Simon, "The Rhythm of the Saints", cujo videoclipe foi gravado no Pelourinho e exibido em mais de cem países. Este momento levou o Olodum à fama e reconhecimento mundial.

Assista o video abaixo:

 

Em 1996, o cantor pop Michael Jackson também gravou junto com o Olodum a canção “They Don’t Care About Us”. O clipe dessa música, filmado na Favela Santa Marta no Rio de Janeiro e no Pelourinho, consolidou a fama mundial do já conhecido Olodum. Desde então o grupo fez diversas turnês pelo exterior.

Michael Jackson cantou, dançou e interagiu com integrantes do grupo de percussão baiano, dando um show de simpatia, apesar de toda a excentricidade.

No Largo do Pelourinho fica a casa onde Michael Jackson gravou na varanda. É uma casa azul, bem explorada pelo turismo. Você pode subir e tirar fotos! Afinal, quem não gostaria de estar no mesmo lugar que o Rei do Rock? Os turistas são atraídos por cartazes com a foto de Michael Jackson vestindo a camisa do Olodum e pela música que vem de dentro da loja de número oito, cubículo pequeno, mas repleto de lembranças daquela visita ilustre.

                A "Casa do Michael" é essa azul à esquerda na foto.

 

Assista o video abaixo:

 

Fundação Casa de Jorge Amado

Também no Largo do Pelourinho, uma outra casa Azul se destaca, a Fundação Casa de Jorge Amado. O escritor morou ali mesmo, a poucos metros da sede da Fundação. Por isso, o Pelourinho foi cenário de vários episódios de romances de Jorge Amado, correndo o mundo com as histórias de Dona Flor, Pedro Arcanjo, Tereza Batista, Quincas e mais uma dezena de personagens do imaginário do escritor, que até hoje podem ser confundidos com as pessoas que frequentam aquelas ladeiras. 

Fundação Casa de Jorge Amado Pelourinho Salvador Bahia Brasil Blog da Ana Cassiano anacassiano.com.br

A Fundação Casa de Jorge Amado é uma ONG cujo objetivo é preservar, pesquisar e divulgar os acervos bibliográficos e artísticos do escritor, além de incentivar e apoiar estudos e pesquisas sobre a arte e a literatura baianas. A sua criação contou com a colaboração do próprio Jorge Amado e sua esposa, Zélia Gattai. Para manter viva a memória do escritor, a Fundação Casa de Jorge Amado conta com uma exposição permanente de documentos, fotografias, livros, e objetos pessoais. 

Não confunda essa com a Casa de Jorge Amado (Museu) que fica no bairro do Rio Vermelho em Salvador. Lá, foi a casa onde ele viveu depois de casado com Zélia Gattai. Como eu já disse, hoje funciona como museu. Para melhores informações clique AQUI

 

Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos

Ela é linda e se destaca no Largo do Pelourinho. É uma igreja católica construída no século 18, época do Brasil colônia. Os negros escravos e alforriados eram devotos de Nossa Senhora do Rosário, e essa igreja foi contruída para que eles pudessem assistir uma missa, pois não podiam frequentar a mesma igreja dos brancos (triste parte da nossa história). 

Nos fundos da igreja existe um antigo cemitério de escravos. Preservando sua história ligada aos negros, a liturgia dos cultos faz uso de música inspirada nos terreiros de candomblé. Nas datas comemorativas de Santa Bárbara e Iansã a igreja é o ponto central dos festejos.

 

Igreja do Santíssimo Sacramento do Passo

Fica na Ladeira do Carmo, na subida em direção ao Convento do Carmo e está em reforma há muitos anos. A escadaria de 55 degraus serviu de cenário para o filme "O Pagador de Promessas" em 1962, dirigido por Anselmo Duarte, com base na peça de Dias Gomes, vencedor da premiação Palma de Ouro, no Festival de Cannes, na França.

Foi aqui também que Paul Simon gravou seu videoclipe "The Obvious Child", que eu já citei anteriormente. 

 

Convento do Carmo

Foi um convento carmelita, um dos maiores e mais antigos da Ordem do Carmo no Brasil. Começou a ser erguido em 1586 e serviu de abrigo para os baianos na guerra contra os holandeses, pois suas paredes são verdadeiras fortalezas. 

A Igreja do Convento do Carmo possui uma das mais belas sacristias do mundo, hoje reclusa (fechada ao público). 

Desde a década de 70, o Convento foi comprado por uma rede de hotéis de luxo, e é o primeiro hotel histórico de luxo do país. Artistas famosos se casam aqui, por exemplo a cantora baiana Cláudia Leite. 

Para quem quer curtir um agito nos arredores do Pelourinho, a boa é a Rua de Santo Antônio Além do Carmo (como o nome diz, fica logo depois do Convento do Carmo). Vá no fim do dia, para apreciar o pôr do sol na Baía de Todos-os-Santos do alto, nos muitos café e barzinhos instalados em pousadinhas coloridas. À noite, o movimento aumenta, com a abertura de bares e restaurantes que espalham mesinhas na calçada.

 

Leia também:

Salvador Pontos Turísticos

Centro Histórico de Salvador

Carnaval em Salvador

Praia do Forte

Ana Cassiano

Morei na Alemanha por 8 anos. Já visitei vários países de continentes diferentes. Sou Guia de Turismo em São Paulo, Escritora de Viagens e Colaboradora de Sites de Turismo.

MMorei na Alemanha por 8 anos. Já visitei vários países de continentes diferentes. Sou Guia de Turismo em São Paulo, Escritora de Viagens e Colaboradora de Sites de Turismo.orei na Alemanha por 8 anos. Já visitei vários países de continentes diferentes. Sou Guia de Turismo em São Paulo, Escritora de Viagens e Colaboradora de Sites de Turismo.