Phuket Thailandia

Choose the Language ↓ Escolha o Idioma

EnglishFrenchGermanSpainItalianDutch
RussianPortugueseJapaneseKoreanArabicChinese Simplified
 
 

 

A Tailândia é um país que fica em uma das regiões mais bonitas do globo terrestre, com lugares exóticos e praias paradisíacas. É o destino de muita gente que sonha em passar as férias curtindo calor e praias de areia branca e água cristalina. 

Chegamos no país por Bangkok. Ficamos por lá durante 4 dias e depois pegamos um avião para Phuket (1h e meia de voo).

Phuket é a maior ilha da Tailândia e fica ao sul do país. Possui 15 belas praias, mas não é só isso que as pessoas buscam quando visitam Phuket. A ilha também oferece atividades ao ar livre por causa da sua densa floresta tropical, como escaladas, trilhas e cachoeiras. Há também templos budistas e museus.

Mas saiba que Phuket é conhecida também pelas noitadas “picantes” e (infelizmente) pelo turismo sexual. Mas e daí? A gente ia deixar de curtir um lugar tão legal por causa disso? Phuket tem uma vibe incrível, é cheia de gente bonita de todos os cantos do mundo, e nos divertimos bastante por lá. Então fomos de cabeça aberta, sem preconceitos, prontos para viver a loucura e a beleza de estar em Phuket.

  Olha que lua!

 

Hospedagem

Ficamos em Phuket por 4 dias. Achei pouco! Ficou faltando bastante coisa legal para fazer. O ideal seria ficar 5 ou 6 dias na ilha.

Ficamos hospedados no The Charm Resort Phuket. Hotel muito bom e bem localizado, praticamente na praia. Recomendo! O link do hotel é esse, clique AQUI 

 

Patong Beach

Patong Beach é uma região bem turística e agitada de Phuket. Era a praia que ficava bem na frente do nosso hotel, uma maravilha! Tem muitos resorts nessa região da ilha.

A praia é muito boa, com água limpa e poucas ondas. A faixa de areia é de 3 km. A melhor época para visitar Phuket é entre novembro e abril, quando o mar é bem tranquilo. De maio a outubro, as ondas ficam altas e perigosas. Veja a melhor época para ir à Tailândia, clique AQUI

Patong Beach tem uma fileira de coqueiros, palmeiras e amendoeiras tropicais que separam a praia da avenida principal. Essa parte da praia é bem bonita. Ficar debaixo das sombras da vegetação é bem fresquinho e agradável.

A orla da praia é cheia de cafés, restaurantes e bares. Por isso está sempre movimentada e cheia de turistas. Eu gosto de praia assim, movimentada.

  Foto da internet**

 

Em Patong existe muito comércio de rua e camelôs. São milhares de lojinhas que vendem roupas, artesanato e souvenirs. Tem uma variedade enorme de produtos e o mais gostoso de tudo é pechinchar.

Deu pra perceber que Patong não é uma praia para relaxar né! Para isso, existem outras praias mais tranquilas em Phuket. Mas talvez nenhuma delas ofereça o mesmo ângulo para curtir o pôr do sol. Imperdível!

A vida noturna em Patong Beach é bem animada, com go-go bares, casas noturnas e lugares para fumar narguile.

Assista ao video abaixo:

 

Bangla Road

Bangla Road é uma pequena rua do bairro de Patong. Dizem que lá é o “Lado B” da cultura certinha tailandesa. Tem muitos bares com meninas dançando nos balcões, vestidas com roupas bem sexy. 

A fachada dos bares é aberta, a gente passa na rua e vê tudo lá dentro. A música é alta e tem muitas luzes. 

Foi a primeira vez que tive contato tão próximo com os Ladyboys (travestis maravilhosos que se passam por mulher facilmente) e com os Ping-Pong Shows e quer saber.... eu achei o máximo! Foi no maior clima de férias, verão e naturalidade. Coisas de Phuket!

A Bangla Road é um ponto turístico, todo mundo vai! Nem que seja só pra olhar e conhecer, como no nosso caso. Vi famílias passeando por lá, nada demais. Tipo o Distrito da Luz Vermelha lá em Amsterdãm sabe? Quem já foi, vai entender.

Quando o interesse do visitante é pela prostituição, a coisa é totalmente discreta. Tudo acontece na parte de trás dos estabelecimentos, em uma área totalmente restrita.

 

Siam Niramit

É uma super produção, tipo Broadway. É um show espetacular que conta de forma brilhante os sete séculos da história da Tailândia em uma apresentação que dura 2 horas e meia (tem um intervalo no meio para banheiro e café). Anunciada como uma das maiores produções teatrais do mundo, Siam Niramit mostra o passado glorioso do país.

É um show para turista, eu sei, mas gostei bastante de assistir. Tem dança típica e muita música tocada ao vivo com os instrumentos locais. O figurino é divino, o show de luzes também. É um show que eu recomendo! Muito bem produzido e com muita qualidade. Só tem em Phuket e em Bangkok.

Assista ao show clicando AQUI→https://www.youtube.com/watch?v=GyDKp4xbF5w

O complexo Siam Niramit é enorme. O luxuoso teatro é decorado em estilo tailandês contemporâneo, com pequenas salas (gazebos), esculturas de Kinnaree e uma criatura alada mítica predominante em muitas fábulas tailandesas. 

Além do teatro, tem também um belo restaurante temático e uma loja de souvenirs, onde são vendidos artesanato tailandês e uma grande variedade de lembranças do show.

No complexo de Siam Niramit há uma réplica de uma autêntica vila tailandesa, a Thai Village, que é um ambiente recriado para mostrar como os tailandeses no passado moravam em diferentes partes do país. 

O pacote para assistir ao show e visitar a vila custa 1.200 bahts por pessoa (38 dólares). Quando a gente fecha o pacote com alguma agência (nos hotéis eles oferecem), eles cobram um pouco mais pelo transfer. Mas vale à pena pagar, porque uma van nos buscou no hotel e depois do show, nos levou de volta.  

O site oficial do Siam Niramit é esse →https://www.siamniramit.com/

 

Tuc Tuc

O Tuc Tuc é um tipo de moto com cabine que transporta passageiros na Tailândia. É uma alternativa aos taxis. 

Andar de Tuc Tuc é uma experiência e tanto! Digamos, uma aventura radical! Apesar disso, não tivemos problemas com eles. Andamos bastante de Tuc Tuc em Phuket e em Bangkok.

Eles são coloridos, cheio de penduricalhos, todo enfeitado. Atrás do banco do motorista geralmente tem uma foto. Muitas vezes é a foto da família do motorista. E a foto fica virada pra nós passageiros.

Os motoristas andam voando! Correm muito. Então se segure! E segure bem a bolsa, mochila e afins, porque eles podem ser cuspidos pra fora, hahahah Verdade mesmo!

À noite, os Tuc Tucs se parecem com uma boate ambulante. Tocam músicas muito altas e têm muitas luzes neon, que ficam piscando psicodelicamente, deixam a gente loucos, rs! Nas ruas, a gente vê os Tuc Tucs passando com as pessoas dentro cantando alto com as músicas, dançando e fazendo a maior festa! E quando nós somos os passageiros, fazemos a mesma coisa. É contagiante mesmo!

Antes mesmo de entrar no Tuc Tuc, a gente tem que negociar o preço. Os motoristas são “espertos” e gostam de ganhar com os turistas. Geralmente eles não falam inglês, então a negociação é difícil. Mas pesquise antes mais ou menos quanto custa o trajeto (pergunte na recepção do hotel por exemplo) e já tenha uma noção do preço. Escreva no papel o valor e mostre p o motorista. Se ele concordar, entre. 

Na Tailândia, uma corrida custa em média 5 dólares. É claro que tudo depende das distâncias. Em geral, é barato andar de Tuc Tuc, mas mesmo assim vale à pena combinar o valor antes para não ser enganado. Pague só quando chegar no destino e tenha dinheiro trocado, porque os motoristas “nunca” têm troco. 

Não gosto de generalizar. Existem os motoristas que tentam passar a perna nas pessoas, mas a maioria que pegamos foram corretos conosco, certinhos e profissionais. 

Assista ao video abaixo:

 

Massagem Tailandesa

Tomando um chá depois da massagem na clínica, que delícia! Na Tailândia, principalmente nos lugares turísticos, há várias clínicas de massagem, uma em cada esquina. São muitas mesmo. Mas se você está pensando em massagem de sacanagem, está enganado. Lá a massagem é séria mesmo! (séria foi ótimo!)... 

É quase que inacreditável o preço da massagem na Tailândia. 1 hora custa uns 15 reais mais ou menos. A gente aproveitou pra fazer bastante. 

Existem vários tipos de massagem, tem nos pés, só nos ombros, cabeça e costas; tem massagem com óleo, sem óleo, massagem relaxante, revigorante, etc etc etc. Nós pedimos massagem relaxante, mas gente, não tem nada de mão leve não viu! Os massagistas são umas máquinas trituradoras de ossos, hahahaha. Calma, eu não quero assustar ninguém, mas é verdade. Dizem que a boa massagem é essa, a que dói! Hahaha. Eu ficava dolorida depois, pra você ter noção.

 

Passeios pelas ilhas vizinhas

Existem muitas agências de turismo que vendem passeios de barco pelas ilhas vizinhas de Phuket. São passeios de ida e volta no mesmo dia.

Eu e meu filho tivemos a chance de conhecer as ilhas Phi Phi, passando por vários pontos turísticos naturais até chegar na famosa praia de Maya Bay. É um passeio maravilhoso, tem que fazer! A gente mergulha com os peixes, anda de caiaque e aprecia as peculiares formações rochosas que só são encontradas nessa região da Tailândia. Para ler tudo sobre esse passeio de barco, clique AQUI

Maya Bay é "A Praia", lugar paradisíaco onde foi gravado o filme estrelado por Leonardo Di Caprio. Desde o lançamento do filme, visitar esse destino ficou praticamente obrigatório para quem vem à Koh Phi Phi. Para ler sobre Maya Bay clique AQUI

E o melhor de tudo! No final do passeio de barco, a gente pode mergulhar com os plânctons fluorescentes que se encontram nessa parte do Mar Andaman, mar onde ficam as ilhas Phi Phi. Para ler sobre o mergulho com os plânctons fluorescentes clique AQUI

 

Ocidental é povo Diferente

Nós ocidentais somos um povo estranho para os asiáticos. Estranho no sentido de "diferente". Andando pelas ruas, as pessoas nos param e pedem para tirar fotos com elas. Isso é comum na Ásia em geral. Passei por isso na China também. Eles nos olham, riem um pouco, apontam, ficam encabulados! Mas não é com ironia não. Eles fazem ingênuamente.

Na Tailândia não foi diferente. Aconteceu algumas vezes conosco. Em uma das vezes eu filmei porque achei bem bonitinha a abordagem das meninas. Foi no aeroporto de Phuket indo para Bangkok. 

Assista ao video abaixo:

Ana Cassiano

Morei na Alemanha por 8 anos. Já visitei vários países de continentes diferentes. Sou Guia de Turismo em São Paulo, Escritora de Viagens e Colaboradora de Sites de Turismo.

MMorei na Alemanha por 8 anos. Já visitei vários países de continentes diferentes. Sou Guia de Turismo em São Paulo, Escritora de Viagens e Colaboradora de Sites de Turismo.orei na Alemanha por 8 anos. Já visitei vários países de continentes diferentes. Sou Guia de Turismo em São Paulo, Escritora de Viagens e Colaboradora de Sites de Turismo.