Informações e Curiosidades sobre a Rússia 

Choose the Language ↓ Escolha o Idioma

EnglishFrenchGermanSpainItalianDutch
RussianPortugueseJapaneseKoreanArabicChinese Simplified
 
 

 

Quando ir

Primeiramente, eu gostaria de deixar registrado aqui que escolhi visitar a Rússia NO INVERNO! Sim eu sei, fui corajosa (louca). 

Peguei 30 graus negativos lá! hahahahaha, mas acho que a Rússia no verão não tem cara de Rússia. Rússia combina com frio, com neve, com aqueles chapéus russos (que se chama Ushanka), casacões pesados (de pele não porque sou contra!) e vodka.... muita vodka pra encarar aquele frio todo!

 Print do meu celular da temperatura do meu Natal na Rússia... Mas tinha sol! hahahaha

 

IMPORTANTE: Leve em consideração que no inverno anoitece cedo no hemisfério norte. Quanto mais perto do pólo, mais cedo anoitece. Eu estive na Rússia no mês de janeiro, e nessa época o sol se põe às 16 horas! Com isso, os pontos turísticos tem horários de funcionamento alterados. Então consulte o site oficial antes de visitar cada lugar.

 Olha a Praça Vermelha em Moscou, já noite às 17 horas! Em janeiro.

 

Eu sei que no verão dá pra gente aproveitar muito mais, mas como já disse, eu quis viajar pra Rússia no inverno mesmo, justamente para passar por essas experiências.

 Rio Neva congelado, São Petersburgo.

 

O que vestir

Nenhuma, eu disse NENHUMA roupa de outro país segura o frio da Rússia, então deixe pra comprar casacos e sapato lá. 

Pra você ter noção, eu fui com minha bota comprada na Alemanha. Mas em Moscou precisei comprar outra, porque meus pés estavam congelando. Então comprei essa, que não foi cara, e que resiste até 32 graus NEGATIVOS, hahahahha. Ótima compra né! 

Também comprei lá cachecol de pele (Sintética!!! pelo amor de Deus, pele verdadeira NUNCA) e chapéus Ushanka, aquele típico russo. Todos de pele sintética, um de cada cor. Como neva muito e venta demais, só isso mesmo que segura o frio.

Ushanka Chapéu russo Blog da Ana Cassiano anacassiano.com.br

Sabe aqueles cachecóis de tricô que a avó faz pra gente? Não leve! É a mesma coisa que nada. Compre lá as máscaras de fleece, tipo uma flanela super resistente ao frio. Não passa nada de vento. Uma delícia.

   Minha filha kkkkkk, não dá nem pra reconhecer.

 

No video abaixo, mostro que na Rússia existe vida abaixo de zero, rs. Apesar da temperatura, as pessoas saem às ruas normalmente, tudo na maior rotina por lá! Assista:

 

A Moeda

A moeda russa é o Rublo. O dinheiro russo não vale muito. 1 Rublo = R$0,06 Reais! Não encontrei na Alemanha uma casa de câmbio que vendesse Rublos antes da minha viagem. Então saquei lá, do cartão de crédito mesmo. A taxa foi baixa, menor que a da casa de câmbio, então valeu à pena.

    Adoro tirar foto do dinheiro dos lugares onde eu vou.

 

Vodka em russo significa água!

A Rússia é gelada MESMOOO! Ô terra fria meu deus! Talvez seja por isso que a população consome tanta vodka. Até então eu achava que isso era um mito, um exagero de linguagem, mas depois vi que é verdade sim. Eles consomem vodka pra caramba! 10% das receitas do governo russo vêm dos impostos sobre a Vodka.

O nome Vodka vem da palavra russa para a água: voda... já começa por aí. Vodka é como se fosse água pra eles, rs.

 Olha a temperatura! Printei a tela do meu celular no dia!

 

Fui num supermercado lá e fiquei passada com a variedade de vodka que existe. Prateleiras de perder de vista. Pra mim é tudo igual, vodka é vodka. Mas pra quem conhece diz que tem diferenças sim. O importante é que esquenta o corpo mesmo, isso eu comprovei! aloka.

Só em 2011 a Rússia reconheceu a cerveja como bebida alcoólica. Antes disso, qualquer bebida com menos de 10% de álcool era considerada refrigerante! hahahahahha. E te digo mais... dependendo da quantidade de vodka, a gente fala russo fluentemente viu! Olha essa propaganda da Vodka Eristoff: Fale russo fluentemente em minutos! kkkkkkk Quero!

 

Reveillon na Rússia

Fui pra Rússia passar o Reveillon, final de ano. Ahhhhh gente, fiquei encantada! Não esperava aquela beleza toda. Passei o dia de ano na Praça Vermelha em Moscou e foi lindo. Queima de fogos, segurança, organização, metrô funcionando perfeitamente, shows espalhados pela cidade. Tive ótimas impressões da Rússia. Super recomendo.

 

Natal Ortodoxo

Na Rússia, 48% do povo é ateu e o restante é católico ortodoxo, cujas igrejas não contém imagens de santos. As passagens da bíblia são retratadas em quadros ou painéis de mosáicos.

A maior parte do país é de religião ortodoxa, portanto celebram o Natal conforme o calendário juliano, ou seja, o Natal russo é dia 7 de janeiro!!! Eu que já tinha passado o natal na Alemanha, cheguei na Rússia e passei por tudo de novo! 

O povo tava animado, todo mundo nos preparativos esperando o natal deles chegar. As cidades todas enfeitadinhas, lindas! Nas ruas, ficavam uns auto-falantes espalhados tocando músicas de natal. Eu filmei, olha que lindo gente! Assista:

 

Feirinha de Natal na Praça Vermelha Moscou Rússia Natal ortodoxo Blog da Ana Cassiano anacassiano.com.br    Feirinha de natal na Praça Vermelha.

 

  Olha essa bola de natal em tamanho gigante! À noite ela ficava toda iluminada, linda linda.

 

O meu natal já tinha passado, mas os russos estavam no clima ainda. As lojas com aquele alvoroço todo de gente comprando presentes, ruas cheias, movimentadas. Peguei feirinhas de natal e pista de patinação nas praças! Lá ninguém deixa de sair de casa por causa do frio nãããooo, e eu pude comprovar que existe vida abaixo de zero simmm kkkkkk

 Pista de patinação na Praça Vermelha com a bela Catedral de São Basílio ao fundo.

 

Esculturas de gelo, uma tradição russa de Natal. Blog da Ana Cassiano anacassiano.com.br Esculturas de gelo. Uma tradição russa de natal.

 

As Matryoshkas

Foi nas feirinhas de natal que vi bastante das bonequinhas russas, as Matryoshkas... ahhhh gente, lindinhas demais! Eles também as chamam de "Babuchkas", que significa "Matronas". São feitas de madeira da forma mais artesanal possível, uma por uma. Pintadas à mão, com vestidinhos tradicionais campestres, é uma obra de arte. 

É como se fosse a representação de todas as mulheres da família: mamãe, vovó, filhinhas, bisavó... acho que tem que ser sempre 6 no total. Uma série de bonequinhas, colocadas umas dentro das outras, da maior (exterior) até a menor (a única que não é oca). Um lindo souvenir da Rússia pra gente comprar. Bem típico russo mesmo.

 

Ovos de Fabergé

E por falar em souvenir, outra coisa bem típica e tradicional na Rússia são os Ovos de Fabergé. Peter Carl Fabergé foi um dos maiores artistas de sua época. Em seu atelier, centenas de habilidosos artistas trabalhavam, criando obras de arte em forma de jóias, dentre as quais os conhecido Ovos de Páscoa do Tzar, que entraram para a história. Esta tradição foi iniciada em 1884, com um ovo de páscoa encomendado pelo soberano Alexandre III para presentear sua irmã, a Tzarina Maria. 

Vale lembrar que na Rússia os ovos de páscoa representam a principal celebração da fé ortodoxa. Assim, daquele dia em diante ficou acertado que, a cada ano, Fabergé criaria um novo ovo de páscoa para a Tzarina. Os verdadeiros ovos de Fabergé são peças caras, tradicionais e passados de mãe para filha, como se fosse uma jóia. São peças caríssimas! Essas eu não comprei não rs.

 

O idioma russo

Preciso falar mais uma coisa da Rússia... o GRANDE problema de lá é um só: a LÍNGUA!!! 

É tudo escrito no alfabeto cirílico, indecifrável! Por exemplo, olha essa foto abaixo. Se não estivesse escrito "Welcome to Saint Petersburg" você saberia o que era?

Por acaso aqui estava escrito em inglês porque era no aeroporto, mas no resto da cidade não tem nada em inglês pra ajudar nããããooo! 

Vejam que as letras não se parecem em nada com as nossas. As palavras não nos remetem à nada, nenhuma pista. E o som é pior ainda, porque quando o povo fala, nem parece que é o que tá escrito. A situação é complicada.

Olha a conta de um restaurante que a gente comeu lá hahahahaha!!!! Como faz pra conferir um negócio desse gente??? Meu marido tinha uma tática, contar o número de ítens que a gente tinha pedido... pelo menos isso dá pra conferir né, e só! 

 Não se assuste com o valor da conta. A moeda russa não vale muito, lembra? Essa conta só custou 40 euros. Lá as coisas são bem baratas em comparação com a Europa. Em relação ao dinheiro do Brasil, também não é caro não.

 

Não é fácil encontrar alguém q fale ou entenda inglês por lá. A comunicação é complicada mesmo. Mesmo mesmo, tipo nível máximo! Se a coisa já é difícil em Moscou e São Petersburgo, que são cidades desenvolvidas e turísticas, imagina então no interiorzão brabo da Rússia? Vixxxxx...... 

A gente que é turista se vira como pode, faz mímica, tenta perguntar de várias formas, mas o povo tem um bloqueio natural com o inglês, impressionante. Deve ter algo a ver com a rixa deles com os americanos, só pode. Por motivos óbvios acontecidos no passado histórico dos dois países, a gente sabe que eles não se bicam. Mas isso justifica o fato de nem a moçadinha jovem falar inglês direito? Sei não, acho um desligamento total com o resto do universo. O fato é que nós turistas damos nossos jeitos para sobreviver, o que é uma grande aventura realmente. Olha as placas no metrô gentchyyyy!!!! hahahahahaha Essa viagem foi um barato!

E para sair das estações do metrô? A gente não encontrava a placa "Saída". Não tem nem em inglês! Depois de muita dificuldade, descobrimos que era "выход" ! rs

DICAAAA: Tenho uma dica preciosa para dar, funcionou na China, na Tailândia, no Japão e na Rússia principalmente. Ela se chama "Dica infalível para momentos de desespero de comunicação em países de língua estranha". Anota aí:

Pegue um papel e escreva em inglês tudo o que vc acha que vai precisar perguntar ou pedir, coisas básicas, essenciais, como água, banheiro, quanto custa, com pimenta, sem pimenta, nome de rua, endereços, sei lá... tudo que vc julgar importante. Depois vá até a recepção do hotel e peça para algum funcionário escrever na frente de cada palavra o significado dela em russo (geralmente o povo do hotel fala inglês né, pelamorrrr de deus!) Guarde esse papel como se fosse ouro! Vc verá que ele vale isso mesmo. E quando precisar (vc vai precisar), saia apontando as palavras feito um doido hahahahaha, tentando estabelecer algum tipo de comunicação. É ridículo mas funciona melhor que qualquer aplicativo tradutor de celular. Porque o negócio tem q ser rápido entende? A pessoa (ainda mais o russo!) não vai ficar ali de pé na sua frente esperando vc abrir o celular e coisa e tal.

IMPORTANTE: Leve sempre na bolsa um cartão do lugar onde está hospedado, com o nome do hotel, endereço e telefone, para conseguir voltar sem problemas. É só mostrar o cartão para o motorista de táxi e não precisa falar mais nada. Mesmo que você ande de transporte público, é sempre bom portar o endereço de onde está hospedado, no caso de uma emergência.

Voltando ao assunto.... Olha o jornal que bacana, não dá para entender nada, masssssssss... a Dilma tava na capa. 

Nem endereço a gente entende. Fala o nome dessa rua que eu quero ver! Na verdade, acho que nem escrever eu consigo. As letras tem umas perninhas.... Ahhhh, adoro passar por essas experiências de viagens.

 

Socialista? Não mais!

A Rússia me surpreendeu demais. Pensei que fosse encontrar um país fechado, sem nenhuma referência capitalista, mas me enganei redondamente! Pelo menos nas cidades que fui, encontrei uma Rússia glamurosa, elegante e chic. Pessoas bem vestidas, lojas cheias, com bastante gente consumindo. Muitos carrões nas ruas, quarteirões inteiros de griffes caras, redes de fast food em cada esquina, e muitos (muitos!) shopping centers, enormes, um mais lindo que o outro.

Shopping Center Gum Moscou Rússia Praça Vermelha Blog da Ana Cassiano anacassiano.com.br Shopping Center Gum, em Moscou.

 

 Shopping Center Gum.

 

 Muitos fast foods americanos espalhados pelas ruas.

A Rússia já não é mais socialista há muito tempo. Muitos de nós ainda temos a ideia de uma Rússia soviética, em constante conflito com os EUA, uma ameaça ao modelo ocidental capitalista. Mas, a Rússia mudou muito desde o fim da União Soviética, em 1991. 

Sob a liderança de Boris Ieltsin, a Rússia viveu um processo de transição econômica e liberdade política. Foi abandonado o modelo de economia centralizada, mas esse abandono teve consequências graves que se repercutem ainda hoje: inflação, recessão, desemprego e aumento do crime organizado. 

É neste quadro que se destaca Vladimir Putin, o político russo mais influente do início do século 21. Depois de 20 anos de transição, a Rússia é hoje um país em que o modelo capitalista está implantado.

Vladimir Vladimirovitch Putin! Adoro pronunciar o nome dele. Tenta falar rápido pra vc ver... a gente até cospe! 

 

As mulheres russas

As mulheres russas são lindas! Lindas mesmo, tipo maravilhosas. Em geral são altas, magras e elegantes. Sempre bem vestidas e maquiadas, possuem uma graciosidade, uma meiguice e muita feminilidade. Têm pele clara, sem problemas de envelhecimento causado pelo sol (claro, lá é muito frio!). E do contrário que a gente pensa, a grande maioria tem cabelos escuros! Mas claro que vi loiras e ruivas também. 

Tenho certeza que elas possuem uma genética modificada, capaz de suportar aquele frio de matar usando apenas um vestido curto, meia fina finíssima e um casacão jogado por cima. É difícil controlar o olhar dos maridos viu, vou logo avisando, porque as danadas são bonitas demais. 

  A única coisa que não gostei muito foi dos casacos de pele. Elas usam muito. Eu sou contra a matança de bicho para fazer casacos, então não aprovo essa moda. E elas usam demais. 

 

O Strogonoff é um prato russo

Agora uma curiosidade.... Você sabia que o Strogonoff é uma invenção russa? Todo mundo pensa que é francês, mas não é! 

O prato mundialmente popular chamado strogonoff foi inventado em São Petersburgo. Foi criado pelo chefe Charles Briere especialmente para o Conde Paulo Stroganoff, um diplomata russo do século 19. Dizem, que o prato foi julgado em uma competição entre chefes de cozinha e ganhou o primeiro lugar. 

Nos hotéis da Rússia, tinha strogonoff para comer até no café da manhã, com arroz! hahahahaha SIM, no CAFÉ DA MANHÃ!

 

Evite problemas com a polícia

Tivemos muitas recomendações quanto a isso, muitas mesmo, desde os blogs que li antes de viajar, até pelos relatos de amigos que já tinham viajado para lá. As histórias eram de deixar qualquer viajante apavorado, de extorsão de propina até prisão injustificada. 

Nós não passamos por nenhuma situação constrangedora dessas (ainda bem!) mas seguimos firmemente dois conselhos: não deixar o passaporte sair da sua vista em momento nenhum e não falar com policiais nem para pedir informação. Kkkkk Nossa! 

Quanto à segurança nas ruas, nos sentimos super seguros nas duas cidades, tanto em Moscou quanto em São Petersburgo. Mas é melhor sempre ficar atento né, porque como turistas, tenho sempre a impressão que tem gente nos olhando de longe, ou para roubar ou para se aproveitar de qualquer maneira. Então, fique ligado!

 

Alfândega e Imigração

Brasileiros não precisam de visto para entrarem na Rússia à turismo. E nossa entrada no país foi tranquila. 

Apesar de que estávamos morando na Alemanha quando fizemos essa viagem, e russo não gosta de alemão de jeito nenhum, rs - por causa do passado histórico. No nosso passaporte tinha nosso visto de permanência na Alemanha, e o policial da alfândega olhou meio torto. Mas comprovada nossa nacionalidade, ele liberou tranquilamente. Se fosse o caso de cidadania alemã, precisaríamos de visto.

 

Assista ao video abaixo:

Ana Cassiano

Morei na Alemanha por 8 anos. Já visitei vários países de continentes diferentes. Sou Guia de Turismo em São Paulo, Escritora de Viagens e Colaboradora de Sites de Turismo.

MMorei na Alemanha por 8 anos. Já visitei vários países de continentes diferentes. Sou Guia de Turismo em São Paulo, Escritora de Viagens e Colaboradora de Sites de Turismo.orei na Alemanha por 8 anos. Já visitei vários países de continentes diferentes. Sou Guia de Turismo em São Paulo, Escritora de Viagens e Colaboradora de Sites de Turismo.