Shanghai - China

Choose the Language ↓ Escolha o Idioma

EnglishFrenchGermanSpainItalianDutch
RussianPortugueseJapaneseKoreanArabicChinese Simplified
 
 

 

Estávamos hospedados em Nanjing, que fica à 300 Km de Shanghai. Decidimos fazer um passeio bate-volta de um dia, saindo de Nanjing de manhã bem cedo e voltando no final da noite. Muita gente faz isso. Compramos as passagens com antecedência online. Fomos de trem bala (de alta velocidade). Leva apenas 1 hora de viagem. 

Todas as informações sobre o trem Nanjing → Shanghai, preço e horários, clique AQUI

Para ler sobre Nanjing clique AQUI

2 dias em Shanghai seria o ideal, mas só tivemos 1. Claro e evidente que não deu para conhecer a cidade toda. Conhecemos o básico, o miolinho mais turístico, os lugares que não podem ficar de fora em uma visita à Shanghai que são: O Bund e a rua Nanjing Road.

Shanghai, que fica às margens do rio Huangpu, é a cidade mais populosa da China. É considerada a capital econômica chinesa. O seu porto, o primeiro do país, é um dos mais movimentados do mundo. Shanghai é a mais cosmopolita cidade da China e sua principal porta de entrada. Aqui os estrangeiros chegam para fechar negócios milionários.

Por receber muitos estrangeiros, Shanghai tem mais contato com a língua inglesa. Para nós turistas é um pouco mais fácil de se comunicar por lá. Eu disse "um pouco" mais fácil, não se iluda. Leia meu post → Como se comunicar em países de língua difícil, clique AQUI

Shanghai está sempre lotada de gente! Eu sempre escrevo isso nos meus posts sobre a China. Na China, tudo é cheio! E o ar, muito poluído!

Na margem oeste do rio Huangpu, predominam as construções coloniais e mais antigas. Na margem leste, modernos arranha-céus dão um ar futurista à Shanghai. Isso é legal: passado e futuro juntos num mesmo lugar.

 

O Bund

O Bund é um calçadão público gigante e bastante agradável que fica às margens do rio HuangPu. Um roteiro por Shanghai passa obrigatoriamente pelo Bund. 

O calçadão é rodeado por edifícios Art-Decó e em estilo francês que imprimem uma personalidade própria ao local. É uma viagem pela história da arquitetura e expansão urbanística da cidade. Pra falar a verdade, é um canto da China com cara bem ocidental, porque não tem aquelas construções típicas chinesas sabe! 

O Bund está sempre lotado de gente. Lembra da minha frase padrão? → Tudo na China é cheio de gente! 

O que atrapalha a vista é a POLUIÇÃO! Meu Deus, como o ar dessa China é poluído Senhor! Parece neblina, mas não é.

Do Bund a gente avista a região de Pudong, que fica de frente, na outra margem do rio HuangPu. Pudong é cheia de prédios altíssimos e ultra modernos. São hotéis de luxo, restaurantes, bares e plataformas de observação. 

  Olha a poluição!

À noite principalmente, o calçadão fica lotado de pessoas que esperam para ver a iluminação noturna dos arranha-céus e das torres da cidade. 

Esse prédio à esquerda (com duas bolas) que se destaca como sendo o símbolo de Shanghai é a Torre da Pérola Oriental. É uma torre de observação com um restaurante giratório que fica à 267 metros de altura do solo.

 

Nanjing Road

Perto do Bund fica a rua Nanjing Road. É uma rua de pedestres, não passa carro. Os chineses consideram essa rua uma das mais ocidentais do país. Então pra eles é um ponto turístico. Porém, para nós que somos ocidentais, a rua não surpreende tanto. É basicamente uma rua de compras, cheia de lojas e muitas pessoas. 

Nessa rua nós comemos e compramos coisas. Na China é impossível ir sem comprar alguma coisa né! Quase tudo no mundo é produzido na China!

Tudo por lá é muito iluminado. Eles não economizam na iluminação dos prédios. Até exageram na minha opinião, porque fica tudo muito colorido. Chega à ficar poluído visualmente, mas essa é uma forte característica dos países asiáticos em geral. Há letreiros luminosos por toda parte.

E no final do dia, já exaustos, pegamos um taxi até a estação de trem e voltamos para Nanjing.

 

Se eu pudesse ficar mais 1 dia em Shanghai, olha o que eu faria (fica a dica):

  • Eu subiria até o 38º andar do Hotel JW Marriott (É GRÁTIS) para ter uma vista 360º graus da cidade.
  • Eu iria à Praça do Povo (Renmin Guangchang – People’s Square), o marco zero da cidade. E nessa mesma praça, visitaria o Museu de Shanghai.

 

Leia também:

Nanjing

Hong Kong

Minha viagem à China

Fatos importantes sobre a China

Ana Cassiano

Morei na Alemanha por 8 anos. Já visitei vários países de continentes diferentes. Sou Guia de Turismo em São Paulo, Escritora de Viagens e Colaboradora de Sites de Turismo.

MMorei na Alemanha por 8 anos. Já visitei vários países de continentes diferentes. Sou Guia de Turismo em São Paulo, Escritora de Viagens e Colaboradora de Sites de Turismo.orei na Alemanha por 8 anos. Já visitei vários países de continentes diferentes. Sou Guia de Turismo em São Paulo, Escritora de Viagens e Colaboradora de Sites de Turismo.