Templo do Céu - Pequim China

Choose the Language ↓ Escolha o Idioma

EnglishFrenchGermanSpainItalianDutch
RussianPortugueseJapaneseKoreanArabicChinese Simplified
 
 

O Templo do Céu (Tin Tan em chinês) fica em Pequim (ou Beijing), capital da China. Foi construído na Dinastia Ming para que o imperador fizesse pedidos para um bom cultivo e celebrasse aos céus e a seus antepassados os bons resultados das colheitas da estação. 

Tanto a Dinastia Ming quanto na Dinastia Qing o Templo foi utilizado para pedir a intercessão celestial para as colheitas (na Primavera) e dar graças ao Céu pelos frutos obtidos (no Outono). O imperador era considerado filho do Céu, um enviado dos deuses para governar na Terra e tinha o poder de pedir e interceder em favor de seu povo.

Para os antepassados dos chineses, o Céu era a autoridade suprema do Cosmos. Ele podia trazer felicidade aos humanos ou impor o flagelo à humanidade por intermédio de guerras, calamidades climáticas ou epidêmicas. Tudo dependia da "vontade do Céu". Por isso, desde tempos antigos, as cerimônias religiosas voltadas a oferendas e orações se popularizaram na China. 

O Templo do Céu na verdade não é só um, mas um complexo de templos taoístas datado do ano de 1420, o maior do gênero em toda China, com construções circulares inconfundíveis. Esse complexo fica no meio de um parque bastante frequentado de Pequim, o Tiantan Gongyuan Park. 

O Parque Tintan Gongyuan é uma área de 273 hectares, onde os moradores de Pequim passeiam e praticam atividades físicas. Todo o complexo foi declarado Patrimônio da Humanidade pela Unesco, em 1988. 

Quando eu estive lá era outono, e as árvores estavam com as folhas amareladas. Uma beleza!

 

O Templo do Céu é o maior templo Taoísta da China!

O Taoísmo é uma doutrina mística e filosófica que surgiu no século 6 a.C. por Lao Tse, que enfatiza a vida em harmonia com o Tao. O termo chinês "Tao" significa "caminho", "via" ou "princípio". O Taoísmo relaciona a existência do ser humano e sua essência cósmica aos ciclos da natureza.

  Símbolo do Taonísmo, o Yin e Yang, que significa Equilíbrio e Harmonia.

 

O Taoísmo é uma das três linhas religiosas/filosóficas da China. As outras duas são o Budismo e o ConfucionismoPara entender tudo sobre as religiões da China → Confucionismo, Budismo e Taoísmo, clique AQUI

 

O complexo do Templo do Céu é cercado por uma muralha interna e outra externa, formadas por uma base retangular que simboliza a Terra, e por formas arredondadas para simbolizar o Céu.

Em todo o complexo as medidas e os detalhes respeitam as proporções e disposições consideradas harmoniosas ou sagradas pelos chineses. Uma incrível junção da engenharia e numerologia.

O Templo do Céu inclui:

  • ao norte, a Sala de Oração pelas Boas Colheitas
  • e ao sul, a Abóbada Imperial Celestial e o Altar Circular

 

Sala da Oração pelas Boas Colheitas

Este templo é o edifício mais famoso de todo o complexo. Trata-se de uma construção circular, de diâmetro de 30 metros e altura de 38 metros. Construído sobre três terraços circulares de mármore branco, o edifício ergue-se sobre 28 pilares de madeira e muros de ladrilho.

A sala tem um triplo telhado construído com telhas de cor azul e está rematado por uma bola dourada na sua cúpula. A estrutura não tem nenhuma viga. Este edifício foi destruído por um incêndio em 1899 e reconstruído no ano seguinte.

 

Altar Circular

O Altar Circular também chamado de Altar do Céu, é uma construção à céu aberto, formado por três terraços concêntricos rodeados de varandins de mármore branco. 

Cada patamar de escadas é formado por 9 degraus, já que os chineses consideram o número 9 como número de boa sorte. A acústica especial do lugar permite que, se alguém fala no centro, o som aumente e se escute em todos os locais ao redor.

O Altar Circular se liga à Sala da Oração através de uma passarela, a Ponte Danbi, que tem 360 ​​metros de comprimento e 30 metros de largura. É chamada de ponte porque fica suspensa à 4 metros do solo. Na ponte existem três pistas, que servem como “caminhos hierárquicos”, a Estrada Sagrada, a Estrada Imperial e a Estrada Nobre. O extremo norte é mais alto que o sul, o que faz com que se sinta como entrar em um palácio celestial ao caminhar do extremo sul ao extremo norte.

Todos os prédios do Templo do Céu foram construídos totalmente sem pregos, apenas usando encaixes de madeira. Uma obra prima.

O Templo do Céu abre todos os dias, das 8h às 18h. Há alguns cafés e lanchonetes dentro do complexo. Não é necessário comprar o ingresso com antecedência, pode comprar na portaria mesmo. A entrada custa entre 40 yuans. Reserve cerca de 2 horas e meia para fazer esse passeio. Site Oficial do Templo do Céu →https://www.tiantanpark.com/

 

Leia também:

Nanjing

Shanghai

Hong Kong

Minha viagem à China

Fatos importantes sobre a China

Ana Cassiano

Morei na Alemanha por 8 anos. Já visitei vários países de continentes diferentes. Sou Guia de Turismo em São Paulo, Escritora de Viagens e Colaboradora de Sites de Turismo.

MMorei na Alemanha por 8 anos. Já visitei vários países de continentes diferentes. Sou Guia de Turismo em São Paulo, Escritora de Viagens e Colaboradora de Sites de Turismo.orei na Alemanha por 8 anos. Já visitei vários países de continentes diferentes. Sou Guia de Turismo em São Paulo, Escritora de Viagens e Colaboradora de Sites de Turismo.