Templo Fushimi Inari Taisha - Kioto Japão

Choose the Language ↓ Escolha o Idioma

EnglishFrenchGermanSpainItalianDutch
RussianPortugueseJapaneseKoreanArabicChinese Simplified
 
 

  • Fushimi (bairro de Kioto) 
  • Inari (divindade)
  • Taisha (templo)

O Templo Fushimi Inari Taisha é um belo santuário em Kioto no Japão famoso pelos seus 10.000 Toris alaranjados que formam um túnel ao longo das trilhas que sobem a montanha. O efeito visual é impressionante.

As centenas de Toris são doações de pessoas e empresas em agradecimento ao seu sucesso e prosperidade. O nome do doador e a data da doação estão inscritas em cada Tori, em preto.

O interessante é que os escritos só estão gravados no sentido da subida à montanha. Voltando pelo caminho (na descida), as letras pretas não são avistadas. E isso propositalmente, faz parte da crença.

Assista ao video abaixo:

 

Esse é um santuário xintoísta dedicado a Inari, deusa da fertilidade, da agricultura, do sucesso e prosperidade nos negócios. O xintoísmo caracteriza-se pelo culto à natureza e práticas associadas com as colheitas e outros eventos relacionados às estações do ano. 

Na visão xintoísta, os portais representam a fronteira entre dois mundos: o dos Humanos e o Sagrado.

 

A Raposa

As raposas (Kitsune em japonês) são consideradas guardiãs e mensageiras dos deuses. Estátuas de raposas são frequentemente encontradas nos templos de Inari. Uma peculiaridade delas é uma chave em suas bocas, com o signigicado de "guardar o celeiro de arroz".

Inari, o deus das colheitas, ou o deus do arroz, era uma divindade extremamente importante na sociedade agrícola do Japão antigo. Ao longo dos séculos, à medida que o Japão mudava da agricultura para a indústria, o santuário também passou a ser procurado por comerciantes e empresários que desejavam ter sorte e prosperidade em seus negócios. Cada um dos Toris foi doado por um ramo dos negócios japoneses. 

Os japoneses tradicionalmente também vêem a raposa como figuras misteriosas com poderes sobrenaturais, uma delas de assumir a forma humana. Histórias as descrevem como seres inteligentes e com capacidades mágicas que aumentam com a sua idade e sabedoria.

 

O Templo

O Fushimi Inari é um dos templos mais visitados do Japão. Ele fica em uma montanha cheia de trilhas que levam até o topo, com templos menores pelo caminho que se espalham por 4 quilômetros. Leva aproximadamente 2 horas para chegar no topo. DICA: Se você pretende visitar outros templos no mesmo dia, então não suba a montanha toda. Vá somente até a primeira etapa, a que tem o túnel de Toris.

   O Portal de Entrada.

  Só para registrar: Comprei essa blusa numa lojinha de souvenir. Nela está escrito "Kizuna" em Kanji. Significa um tipo de laço ou união entre as pessoas. Essa palavra é muito usada no Japão quando acontece algum terremoto por exemplo, para um ajudar o outro.

 

As principais construções do templo ficam logo na entrada, na base da colina.

Consta que o santuário Fushimi Inari já está estabelecido na região desde o século 8. A construção principal foi construída em 1499 e os outros prédios que vemos no complexo são do século 16 e 17. 

No local, encontramos lojas que vendem biscoitos da sorte em formato de raposa, incensos, souvenirs e artesanatos com essa mesma temática. 

Lá também são vendidas umas plaquinhas de madeira laranja com formato de Tori. Nelas é possível escrever um desejo na esperança de serem atendidos. Toda renda arrecadada nas lojinhas é revertida para a manutenção do templo.

Depois de cada pedido ou oferenda, é comum das pessoas baterem um sino, cujo pêndulo fica amarrado com um longo tecido de cor vermelha e branca. À todo tempo a gente ouve um sino bater. São vários sinos, e várias pessoas tocando ao mesmo tempo. Mas cada pessoa só pode dar uma badalada apenas, de acordo com a tradição.

  Pavilhão dos sinos.

 

Como chegar

Partindo da Estação Central de Kioto, pegue o trem local, linha JR Nara (1,50 dólares). São apenas 5 minutos de trajeto. Desça na Estação Inari. É um trecho bastante movimentado de turistas japoneses, você vai ver. 

 

A ENTRADA NO TEMPLO É GRÁTIS! 

Atenção: Os templos abrem e fecham cedo. Um dia antes de ir, verifique os horários de funcionamento. Site oficial do Fushimi Inari →https://inari.jp/en/

Outra coisa: Os templos são lugares enormes, prepare-se para andar muito e subir muitas escadas! Use sapato confortável. A arquitetura japonesa se integra profundamente com a natureza. Por isso, são parques enormes com o templo lá no meio. Até chegar no templo propriamente dito tem que caminhar bastante.

 

Leia também:

Tudo sobre Kioto e seus Pontos Turísticos

Tóquio

Minha viagem pelo Japão

Fatos, Curiosidades e Informações sobre o Japão

Ana Cassiano

Morei na Alemanha por 8 anos. Já visitei vários países de continentes diferentes. Sou Guia de Turismo em São Paulo, Escritora de Viagens e Colaboradora de Sites de Turismo.

MMorei na Alemanha por 8 anos. Já visitei vários países de continentes diferentes. Sou Guia de Turismo em São Paulo, Escritora de Viagens e Colaboradora de Sites de Turismo.orei na Alemanha por 8 anos. Já visitei vários países de continentes diferentes. Sou Guia de Turismo em São Paulo, Escritora de Viagens e Colaboradora de Sites de Turismo.