↓ Choose the Language ↓ 

English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified

Templo Quan-Inn

Adoro conhecer Templos. Eles me trazem paz e tranquilidade. Um passeio perfeito pra fugir da agitação frenética do dia à dia. 

Conheça templos asiáticos de São Paulo Templo Quan-Inn teoísta bairro Grajaú Blog da Ana Cassiano anacassiano.com.br

Na cidade de São Paulo tem vários templos de origem oriental. Tem o Zu Lai, o Odsal Ling e o Kinkaku-Ju também. O Templo Quan-Inn é mais um deles. Fica no bairro do Grajaú, extremo sul da cidade de São Paulo. É bem parecido com o Templo Zu Lai de Cotia, apesar desse último ser mais conservado e preparado para o turismo. 

O Quan-inn existe há mais 30 anos e é um autêntico templo taoísta. Se mantém através de doações e da venda de incensos, velas, livros de orações e souvenirs. O nome do templo refere-se à compaixão ou misericórdia dos Budas e significa “aquela que dá ouvidos aos prantos do mundo”. 

O Taoísmo é uma tradição filosófica e religiosa originária do leste asiático que enfatiza a vida em harmonia com o Tao. O termo chinês “Tao” significa "caminho", "via" ou "princípio” e designa a fonte, a dinâmica e a força motriz por trás de tudo que existe.

Os altares são bastante ornamentados e coloridos. A construção é imponente, com traços marcantes da cultura e da arquitetura chinesa. Quase tudo está em chinês, não conseguimos entender o que está escrito. O Templo é basicamente frequentado por orientais. 

Há no local um voluntário ocidental, brasileiro, budista há 15 anos, que toma conta do templo. Ele disse que a comunidade chinesa é um pouco contra à presença de curiosos. Isso acontece porque o local é considerado sagrado e, infelizmente, muitos que o visitam não sabem respeitar a tradição religiosa existente ali. 

Os principais rituais do budismo praticados no templo Quan-Inn são as queimas dos incensos, que simbolizam a purificação da mente e do corpo, e a queima dos papéis dourados, que simbolizam dinheiro, pedidos de proteção e prosperidade. 

O conjunto é formado por três templos, dois maiores – um para os deuses espirituais e outro para os deuses materiais – e um pequeno, que fica atrás, destinado ao culto aos antepassados. 

O templo é aberto à visitação somente aos domingos, das 9h às 14h. Grátis. Rua Rio São Nicolau, 328 – Bairro Grajaú São Paulo SP 

E para completar o passeio, sugiro um almoço em algum restaurante às margens da represa de Guarapiranga, na Avenida Atlântica. Se o tempo estiver bom, fique até o pôr-do-sol. É uma delícia.

 

Ana Cassiano

Morei na Alemanha por 8 anos. Já visitei vários países de continentes diferentes. Sou Guia de Turismo em São Paulo, Escritora de Viagens e Colaboradora de Sites de Turismo.