Toronto Canadá

Choose the Language ↓ Escolha o Idioma

EnglishFrenchGermanSpainItalianDutch
RussianPortugueseJapaneseKoreanArabicChinese Simplified
 
 

O que fazer em Toronto Canadá Blog da Ana Cassiano anacassiano.com.br

 

** Esse post faz parte de uma série que escrevi sobre minha viagem ao Canadá, onde passei 20 dias e conheci 7 cidades: TorontoNiagaraKingstonGananoqueOttawaMontréal e Québec. Cada post é sobre uma cidade. Vou começar por Toronto.

Escrevi um post dando Informações Úteis sobre o Canadá: Quando ir, Visto de Entrada, Moeda, Idioma, Clima, Chip de Celular, etc. Para ler clique AQUI 

No aeroporto de Toronto, pegamos um trem até a Estação Central. De lá, fomos de taxi até o nosso hotel. Ficamos hospedadas no Ramada Plaza Toronto Downtown (Endereço: 300 Jarvis Street). Um hotel bem bacana, de quartos grandes e bem localizado. 

           Foto do nosso quarto. Essa é a amiga que viajou comigo.

Link do hotel  www.wyndhamhotels.com/ramada/toronto-ontario/ramada-plaza-toronto-downtown/overview?CID=LC:RA::GGL:RIO:National:11662&iata=00065402

 

CN Tower

A CN Tower é o principal ponto turístico de Toronto e a atração mais visitada no Canadá. É a quarta torre mais alta do mundo, com 553 metros. Fica atrás apenas da Burj Khalifa de Dubai, da Tokyo Sky Tree e da Canton Tower na China. 

      Na época desse gráfico, a Burj Khalifa ainda estava em construção. 

 

No nome, a sigla CN se refere originalmente a Canadian National, a companhia ferroviária que construiu a torre. Em 1995 a torre foi privatizada, mas o governo não quis tirar as letras iniciais do nome, então passou a chamá-la de Canada’s National Tower

Os elevadores de vidro são de alta velocidade, e nos levam ao topo em apenas 58 segundos. 

É nessa torre que fica o famoso Piso de Vidro, lugar que deixa muita gente com vertigem. A gente vê láááá embaixo...

CN Tower Toronto Canadá teto de vidro Blog da Ana Cassiano anacassiano.acom.br

O piso de vidro visto de baixo. É bem alto (afinal são 553 metros de altura) e eu dei muuuito zoom pra bater essa foto!

Confesso que não achei a vista lá de cima sensacional não. Já subi em outras torres pelo mundo em que as vistas me surpreenderam bem mais. 

       Vista das Ilhas de Toronto. Eu fui até elas, e registrei a vista de lá pra cá. Vou falar disso mais à frente.

 

Abre às 9 da manhã e dá para conhecê-la em 1 hora e meia. Preço: 36 dólares canadenses. Não gostei da infra estrutura lá de cima. Não tinha lugares para sentar. O povo sentava no chão mesmo. Sem lanchonete também. E muita fila para usar os elevadores. Fui em 2018. Pode ser que depois disso tenha melhorado um pouco, tomara que sim!

Uma dica: Compre o Toronto City Pass! É um cupom que dá direito às 5 principais atrações da cidade. Custa 99 dólares e botando na ponta do lápis, sai bem mais em conta do que pagar cada atração individualmente. Você pode comprar o cupom em qualquer ponto turístico, CN Tower, Aquário, Casa Loma ou Museu por exemplo, e ele vale para todas as outras atrações.

Bem ao lado da CN Tower, fica o Rogers Centre, que é o estádio de Baseball de Toronto. É a famosa casa do Toronto Blue Jays Baseball Club e do Toronto Argonauts Football Team. É conhecido como SkyDome, porque tem um teto completamente retrátil, que abre e fecha em apenas 20 minutos. No Rogers Centre, além de jogos, também acontecem muitos shows. É um complexo de entreterimento bastante dinâmico. 

        Rogers Centre *Foto da Internet.

 

      Nessa área aos pés da torre e ao lado do Rogers Centre, também fica o Ripley's Aquarium. Vou falar dele agora.

 

Assista ao video abaixo:

 

Ripley's Aquarium

É o maior aquário do Canadá e também a maior coleção de tubarões da América do Norte. Esse foi o motivo que me atraiu para uma visita, porque em geral eu não gosto de aquários. Mas confesso que o Ripley's me surpreendeu. 

O que mais me impressionou foram os tanques dos tubarões, que ficam no alto. Dá pra gente avistá-los de vários ângulos diferentes.

O ambiente é bastante interativo, principalmente para crianças. Os tanques são gigantes e realmente impressionam. Tem um túnel por onde a gente atravessa que dá pra ver bem de perto os vários tubarões nadando por cima das nossas cabeças, bem de pertinho. 

Ripley's Aquarium Toronto Canadá Tanque dos tubarões Blog da Ana Cassiano anacassiano.com.br

Outra coisa legal é a parte das águas-vivas. Elas recebem uma iluminação neon que as deixam bem bonitas. 

Visitar o Ripley's Aquarium é um programa que realmente vale à pena. A entrada custa 27 dólares canadenses, mas pelo cupom do Toronto Pass sai mais barato.

       Os tanques são gigantes.

 

       Os visitantes podem entrar nesse submarino.

 

                                           E a visão lá de dentro é incrível!

 

O museu é bastante interativo. Com a supervisão dos funcionários, é possível tocar nos animais.

E na saída do complexo, é possível ver todo o processo de tratamento e filtragem da água salgada usada nos tanques.

Assista ao video abaixo:

 

Casa Loma

Casa Loma Toronto Canadá Blog da Ana Cassiano anacassiano.com.br

A Casa Loma é um museu em forma de castelo medieval, bem legal de visitar. Possui 98 cômodos e um jardim enorme, sendo uma das maiores habitações do Canadá. Datado de 1914, a casa tem mobílias e objetos de decoração cômodos que nos remetem ao século passado, além de muitas obras de arte. Era a antiga residência de Henry Pellat, um rico empresário do ramo das hidrelétricas e ferrovias da região na época. 

        Foto da Internet**

 

 

O passeio pela casa tem várias etapas. A gente vai subindo escadas e vai ficando cada vez mais alto. As vistas são lindas mas é um exercício físico puxado porque as escadas são íngremes. É difícil, mas vale à pena.

Na parte de baixo da Casa Loma, tem expostos vários pôsteres de filmes de Hollywood que foram filmados lá, é muito legal. 

Ao lado da Casa Loma ficam os estábulos. É tipo um castelo também. Lindo! 

 

Spadina House

A Spadina House é um palacete histórico que fica ao lado da Casa Loma. Nela funciona um museu (que estava fechado para reformas quando eu fui). A arte, decoração e arquitetura da casa refletem os estilos contemporâneos da década de 1860 à década de 1930. 

Os jardins da propriedade refletem os estilos Vitoriano e Eduardino. Mas quando eu fui, estava seco, totalmente sem folhas nas árvores. Mas deu para fotografar a famosa folha Maple, símbolo do Canadá.

Maple Tree Canadá bandeira folha de árvore típica do Canadá Blog da Ana Cassiano anacassiano.com.br

      Spadina Park.

 

O Spadina Park fica em um bairro residencial, cheio de casinhas fofas.

 

O bairro de Yorkville e a Bloor Street

Na década de 60, essa região era reduto dos hippies, mas hoje é um bairro chique de Toronto, com lojas caras, restaurantes requintados e cheio de celebridades. A região ficou famosa por ter sido o QG do Festival Internacional de Cinema de Toronto (TIFF) até 2010. Depois o festival inaugurou outra sede e saiu do bairro. 

O miolinho do bairro, chamado de Yorkville Village, tem ruazinhas estreitas, vielas charmosas onde carros não passam e calçadas de piso combinando com o pavimento da rua. 

           As calçadas combinam com o pavimento da rua.

 

Para explorar o melhor do bairro, comece pela estação Bay do metrô, que fica no coração do bairro, o Yorkville Park. Vá beirando o parque, caminhando pela Cumberland Str até a Old York Lane, que é uma viela curtinha, estreita e florida, somente para pedestres, com boutiques e restaurantes em toda sua extensão. 

          A rua Old York Lane.

 

Atravesse pela Old York Lane até o luxuoso Hotel Hazelton, que fica na esquina da Ave. Hazelton com Yorkville Ave. 

Yorkville Toronto Canadá Blog da Ana Cassiano anacassiano.com.br        Ao fundo, o Hotel Hazelton.

 

Depois caminhe por toda a Yorkville Ave até chegar na biblioteca Reference Library

Pegue a Yonge Str até a Bloor Str, que é uma rua movimentada e cheia de lojas. Entre as ruas Avenue Road e Yonge Str, fica o quarteirão mais luxuoso. 

         A Bloor Str é uma avenida larga e chic.

 

Mas tem dica de loja baratinha também: Na 110 Bloor St (quase esquina com Avenue Rd) tem uma loja bem legal, ponta de estoque de coisas de marca, a Winners. Vale a pena entrar. Fica no mesmo prédio da HomeSense, que vende coisinhas pra casa. 

         Caminhando mais um pouco pela Bloor Str a gente já avista o maravilhoso Royal Ontario Museum.

 

Royal Ontario Museum

       Olhando por fora, sua arquitetura impressiona. 

O Royal Ontario Museum é um dos principais museus de Toronto, do Canadá e do mundo! Possui um rico acervo de arte, aqueologia e ciências. O museu tem mais de 100 anos de existência. É rico em arte asiática, múmias egípcias e joias africanas, além de meteoritos, rochas e pedras preciosas. É famoso pelos esqueletos de dinossauros e pela caverna de morcegos interativa. 

Esqueleto de Dinossauro gigante do Museum Royal Ontario de Toronto Blog da Ana Cassiano anacassiano.com.br        Esqueleto gigante de dinossauro.

 

Queen's Park

Na região do Royal Ontario Museu fica o Queen's Park. Nele ficam duas das construções mais bonitas da cidade, o Ontario's Legislative Building (Prédio do Parlamento) e a University Of Toronto.

Ontario's Legislative Building (Prédio do Parlamento) e a University Of Toronto Queen's Park Canadá Blog da Ana Cassiano anacassiano.com.br

          Universidade de Toronto, St. George Campus.

 

Minha amiga Lígia Maria Rocha Passos Toronto Canadá primavera gelada com neve Blog da Ana Cassiano anacassiano.com.br         A região do Queen's Park é muito charmosa, mas estava tão frio que nem deu pra gente aproveitar direito. Nesse dia até nevou!

 

 

Yonge-Dundas Square

A esquina entre a Yonge St e a Dundas St W é práticamente a "Times Square" de Toronto. Tem muitas lojas e painéis luminosos.

A esquina entre a Yonge St e a Dundas St W é práticamente a

Aqui fica o Toronto Eaton Centre, que é o principal shopping da cidade. Ele é tão grande que passa por 2 estações de metrô! Ele é famoso por possuir o PATH, que é um sistema comercial subterrâneo (o maior do mundo) onde é possível encontrar diversas lojas. Pensando no inverno, onde as temperaturas podem ficar abaixo dos 30 graus, o PATH é uma boa ideia para fazer compras, pois seus corredores são aquecidos. 

O PATH de Toronto tem 30 quilômetros de extensão, é o maior do mundo e por causa disso, entrou para o Guinner's Book. Blog da Ana Cassiano Lígia Maria Rocha Passos anacassiano.com.br          O PATH de Toronto tem 30 quilômetros de extensão, é o maior do mundo e por causa disso, entrou para o Guinner's Book.

 

Nathan Phillips Square - Prefeituras

Nathan Phillips Square - Prefeituras de Toronto Canadá Blog da Ana Cassiano anacassiano.com.br

É a belíssima praça onde ficam a prefeitura antiga e a prefeitura atual. Tem um espelho d'água, que na época do inverno congela e vira uma pista de patinação. É uma praça bem agitada, onde acontecem vários eventos culturais. 

É nessa praça que fica o letreiro luminoso “Toronto Sign”. É o lugar perfeito para aquela foto clássica de viagem, ao lado do nome da cidade. O Toronto Sign foi criado para os jogos Pan-Americanos de 2015, mas acabou ficando até hoje. 

 

Calçada da Fama

Assim como em Hollywood, Toronto também tem uma Calçada da Fama. Ela fica na esquina da Simcoe Street com King Street W, em frente ao Roy Thomson Hall

Canada's Walk of Fame é uma calçada que tem estrelas no chão com os nomes de celebridades canadenses homenageadas. A ideia da construção veio em 1994 quando Peter Soumalias, inspirado na Calçada da Fama de Hollywood decidiu realizar o projeto em Toronto para homenagear as celebridades do país. 

Calçada da Fama em Toronto Canadá Blog da Ana Cassiano anacassiano.com.br

As celebridades canadenses mais marcantes são: Justin Bieber, Celine Dion, Alanis Morissette, Jim Carrey, Avril Lavigne, Michael Bublé, Michael J. Fox, Ryan Reynolds, Keanu Reeves (nasceu no Líbano, mas naturalizou-se canadense)

 

Graffiti Alley

Graffiti Alley Toronto Canadá Blog da Ana Cassiano anacassiano.com.br

Corresponde ao nosso "Beco do Batman" de São Paulo... Situado na região de West Queen West, considerado um dos bairros mais descolados do mundo pela revista Vogue, a Graffitti Alley fica em meio a algumas das melhores atrações da cidade. 

A Graffitti Alley fica na Rush Lane (entre Spadina e Portland Street). É uma rua com 1km de extensão, recheada de grafites, que transformam o lugar em uma galeria de arte a céu aberto. Os autores são artistas de rua locais. É uma região bem alternativa, com brechós, lojas diferentonas e bares nada convencionais.

 

Spadina Avenue

Outra coisa legal pra se fazer em Toronto é descer à pé a Spadina Ave, desde o Kensington Market até o Waterfront em direção ao lago Ontario. 

A Spadina Ave é uma avenida larga e extensa, cheia de coisas para ver e comprar. Tem muitas lojinhas, cafeterias e restaurantes. Ela corta a Chinatown de Toronto e outros distritos também. É uma avenida muito movimentada. Tem um bondinho elétrico que faz todo o percurso, mas o legal é andar à pé mesmo. Reserve tempo e disposição.

No finalzinho da Spadina Ave esquina com a Front St W tem um viaduto que passa sobre as linhas férreas. Nesse ponto a gente tem o Rogers Centre e a CN Tower no mesmo campo de visão.

 

Distillery District

A área onde fica hoje o Distillery District abrigava, em 1832, a destilaria Gooderham and Worts, como ainda é possível ver em várias placas dentro do complexo. A empresa se tornou a maior destilaria do mundo. Depois de 153 anos produzindo uísque e rum, deixou de funcionar. 

Distillery District Toronto Canadá Blog da Ana Cassiano anacassiano.com.br

Há cerca de 11 anos atrás, um grupo de investidores decidiram restaurar os edifícios industriais de estilo vitoriano que estavam abandonados. O resultado foi uma bela mistura do antigo e moderno. Há no complexo 18 lojas, 5 cafés, 7 restaurantes, 22 galerias de arte, 4 escolas ligadas às artes e também a sede de 17 companhias artísticas, que promovem com freqüência espetáculos. A área comporta ainda 4 condomínios residenciais. É fechado para a circulação de carros e a entrada é gratuita. 

       Essa é a parte residencial do distrito.

 

É no Distillery District que fica a escultura na parede Love Locks, cheia de cadeados. Endereço: 7, Tank House Lane. 

Muita gente vai no Distilley District para visitar as cervejarias que existem lá e fazer um tour alcoólico. Não foi o meu caso. Mas comi num restaurante delicioso, quero deixar aqui a dica (Cluny Bistro & Boulangerie - 35 Tank House Lane). Ahhh, e no distrito tem chocolaterias maravilhosas! Não vá de dieta!

 

High Park

        No verão é assim....

 

High Park Toronto Canadá Blog da Ana Cassiano anacassiano.com.br              ... mas peguei ele assim, seco coitado!

 

O High Park é o “Central Park” de Toronto. É famoso na época da primavera por causa da floração das cerejeiras (Sakurás). Apesar de estar lá na primavera, eu não peguei a floração infelizmente. O inverno se prolongou um pouco e adiou o processo.

Mas a história das cerejeiras do parque é interessante. No dia 1º de abril de 1959, o embaixador japonês Toru-Hagiwara, presenteou o Canadá com 2.000 mudas de cerejeiras. O presente foi dado para os cidadãos de Toronto como agradecimento pelo apoio aos refugiados nipo-canadenses após a Segunda Guerra Mundial. Muitas das mudas foram plantadas ao longo do High Park. 

Um dos destaques do parque é os jardins do Hillside, que tem um trabalho de jardinagem com o formato da folha da bandeira do Canada, a Maple Leave. (foto acima)

No parque tem um restaurante bem gostoso, que fica ao lado do estacionamento. Nós optamos ir de ônibus. O ponto fica na entrada do parque. De lá tem que ser na caminhada mesmo. Caminhamos bastante porque o parque é enorme.

 

Ilhas de Toronto

Ilhas de Toronto Como ir Blog da Ana Cassiano anacassiano.com.br

Toronto não é banhado pelo oceano, mas o Lago Ontario é tão grande, que parece mar. Para quem gosta de tranquilidade e natureza, tem que conhecer as Ilhas de Toronto. O acesso é feito por um ferryboat (balsa) que sai do Waterfront e o trajeto dura cerca de 20 minutos. A balsa é grande, leva pessoas, bikes e carros dos moradores da ilha.

          Na balsa.

 

             Das ilhas, a vista de Toronto é incrível. 

 

Na verdade são 3 ilhas fininhas. Elas são interligadas na horizontal por pequenas pontes, então a gente nem nota que são 3. Parece uma só. Cada parte das ilhas oferece um tipo de atividade diferente. Tem parques de diversão, praias e muitos lugares pra andar de bike. 

              Vista das ilhas do alto da CN Tower.

 

Mas como fomos no frio, muitas coisas não estavam funcionando e optamos por ficar só na parte residencial da ilha mesmo. Ela estava bem vazia, mas acredito que no verão isso aqui deve ser bem animado com certeza. Ao longo da ilha tem casinhas fofas. É um lugar muito bonitinho e agradável.

 

Downtown Toronto - Centro da cidade

O centro de Toronto é chic e classudo. Cheio de construções elegantes que a gente vai se deparando pelo caminho à medida que anda pela cidade. Vale à pena aqui ressaltar algumas dessas construções:

              A bela rua Front St W.

 

                                      O prédio dourado do Royal Bank Plaza.

 

                 À direita da foto, o hotel mega de luxo Fairmont Royal York.

 

                         Union Station: A estação central de trens e linhas de metrô.

 

                 O charmoso St Lawrence Market.

 

          Centro Empresarial da rua Bay St.

 

                                      O prédio Goodeham Building (o baixinho do centro)

 

     Waterfront: Um calçadão enorme que margeia o Lago Ontario.

 

Leia também:

Informações Úteis e Curiosidades sobre o Canadá

Ana Cassiano

Morei na Alemanha por 8 anos. Já visitei vários países de continentes diferentes. Sou Guia de Turismo em São Paulo, Escritora de Viagens e Colaboradora de Sites de Turismo.

MMorei na Alemanha por 8 anos. Já visitei vários países de continentes diferentes. Sou Guia de Turismo em São Paulo, Escritora de Viagens e Colaboradora de Sites de Turismo.orei na Alemanha por 8 anos. Já visitei vários países de continentes diferentes. Sou Guia de Turismo em São Paulo, Escritora de Viagens e Colaboradora de Sites de Turismo.