Würzburg, a 1ª cidade da Rota Romântica - Alemanha

Choose the Language ↓ Escolha o Idioma

EnglishFrenchGermanSpainItalianDutch
RussianPortugueseJapaneseKoreanArabicChinese Simplified
 
 

 

Würzburg fica à 120 Km de Frankfurt (1 hora e 20 minutos de carro). É uma cidade na região da Bavária cortada pelo Rio Main (o mesmo rio que atravessa Frankfurt).

A história de Würzburg é muito antiga. Os primeiros indícios de ocupação humana datam do ano 1000 a.C. com uma ocupação Celta, em torno da Fortaleza Marienberg (o Castelo de Würzburg).

Würzburg foi bastante atingida na Segunda Guerra Mundial. Durante 17 minutos, 225 bombardeios britânicos destruíram 90% da cidade em um ataque aéreo. Mais de 5.000 pessoas morreram. 

Todas as igrejas, monumentos e prédios, a maioria da época medieval, foram danificados ou destruídos. 

 ** Fotos da Guerra: Jornal Main Post.

Quando a Guerra terminou, a cidade começou a ser reconstruída. Foram 20 longos e dolorosos anos. A limpeza dos destroços e as primeiras obras de reconstrução foram feitas por mulheres e crianças, porque os homens haviam morrido em combate, e os que sobreviveram, estavam presos pelos aliados.

 

O Castelo de Würzburg

A Fortaleza Marienberg se destaca na paisagem de Würzburg. O castelo fazia parte das antigas fortificações celtas no ano 1000 a.C. Este palácio serviu de residência para os príncipes-bispos de Würzburg durante 5 séculos. 

A fortaleza preserva sua atmosfera medieval até hoje. 

A vista do terraço da fortaleza é magnífica! 

Lá do alto dá pra ver toda a cidade e os vinhedos que a cercam. Würzburg se destaca na região pelo seu vinho branco seco da uva Silvaner.

Na fortaleza tem 2 museus e um restaurante super charmoso e agradável.

Outra atração de Würzburg é a Käppele. É uma igreja que fica no alto de uma colina, perto da Fortaleza Marienberg. Foi construída no século 18 por Balthasar Neumann e seu interior é ricamente decorado por afrescos. 

 A Käppele vista do pátio da Fortaleza Marienberg.

 

Para ir até a Käppele, tem que subir um caminho que, até hoje, é utilizado por peregrinos que visitam Würzburg para conhecer a famosa estátua barroca, encontrada por um pescador em 1650, e que está em uma pequena capela na subida até a Käppele. À estátua é atribuída muitos milagres e aparições. (Eu não cheguei à visitar a Käppele)

 A Käppele láááá no fundo, atrás de mim. Dá um zoom, rs.

Para ver tudo da visitação no Castelo de Würzburg (Fortaleza Marienberg) clique AQUI

 

Ponte Alte Mainbrücke

Traduzindo (ponte antiga sobre o rio Main). Ela fica bem no centro histórico da cidade, de frente para a rua principal (a Domstraße) de onde podemos avistar ao longe a Catedral de Würzburg (igreja St. Kilian). 

A ponte foi construída no século 15, e até o século 19 foi a única ponte da cidade. Tem 185 metros de comprimento e nela não passam carros, só pedestres. 

 Foto da ponte no sentido oposto.

 

Na ponte há várias estátuas barrocas de santos e governantes medindo 4,5 metros de altura cada uma. Todas as estátuas são de arenito da própria Francônia (região do norte da Bavária). 

Würzburg fica à 120 Km de Frankfurt (1 hora e 20 minutos de carro). É uma cidade na região da Bavária cortada pelo Rio Main (o mesmo rio que atravessa Frankfurt). Würzburg A primeira cidade da Rota Romântica Alemanha Blog da Ana Cassiano

Depois dos estragos da Segunda Guerra Mundial, a ponte foi reconstruída exatamente como a original. 

Curiosidade: Na Segunda Guerra Mundial, a ponte Alte Mainbrücke foi explodida pelas próprias tropas alemãs! Foi tática de guerra para atrasar a invasão do exército americano. Mas não adiantou, porque os americanos rapidamente ergueram pontes de viga de aço e atravessaram o rio mesmo assim.  

A vista da Fortaleza Marienberg à partir da ponte é sensacional.

Ao redor da ponte, em ambas as margens, existem vários restaurantes, cafeterias e lojas em geral. É uma região bastante movimentada turisticamente. 

OBS: Pessoas com deficiência visual podem obter uma impressão da obra através do modelo tátil de ferro que fica na ponta esquerda da ponte (lado da Fortaleza de Marienberg), com explicações históricas em braile.

Na saída da ponte do lado esquerdo (sentido igreja St. Kilian) há um restaurante bem tradicional, o Alte Mainmühle, que era um moinho antigo. Pelo movimento que vi na porta, ele é bastante procurado.

 

Rua Domstraße

Traduzindo (Domstraße = rua da catedral)

Saindo da ponte, a Domstraße é a rua que fica bem à frente, tipo uma rua principal ali do cento histórico, que em linha reta vai dar na catedral da cidade, a igreja St. Kilian. 

Caminhando pela rua, passamos pela praça da fonte Vierröhrenbrunnen (Fonte Four Tubes). 

Aqui fica a torre renascentista da antiga Rathaus (prefeitura) da cidade, que foi construída em várias etapas com início no século 12. 

Nos pés da torre da prefeitura tem um restaurante, o Rastkeller, que é uma delícia. Ele fica num ponto estratégico da praça, ótimo para quem quer ver e ser visto. Adorei todas as vezes que fui. No verão, fiquei nas mesinhas lá fora ao ar livre, e no inverno, sentei lá dentro, nos banquinhos charmosos que imitam uma rolha de champagne.

 Esse post de Würzburg tá uma mistura de cabelos rs, curtinho nas minhas fotos mais antigas e cabelo longo nas atuais.

 

O prédio da prefeitura continua na rua de trás (acesso pela rua lateral, a Langgasse). Lá tem um pátio bem bonito onde acontecem eventos culturais abertos ao público. 

 Parte de trás da prefeitura.

 

St. Kilian, a Catedral de Würzburg

A Dom St. Kilian é a 4° maior igreja românica da Alemanha. Foi construída no século 11 em homenagem  a St. Kilian, um monge irlandês. Suas torres são do século 13. É uma igreja católica.

 

Igreja Neumünster Kirche

Pegando a rua Schönbornstraße, a gente chega na igreja Neumünster, basílica românica cuja fachada é arredondada e feita de arenito vermelho. Foi construída no século 11 sobre o túmulo de St. Kilian e seus companheiros mortos como missionários em 689. 

 

Marienplatz

Seguindo pela rua Schönbornstraße, a gente chega à praça Marienplatz. É uma praça ampla, bonita e movimentada. No mês de dezembro, é aqui que acontecem os famosos mercados de Natal.

Aqui fica a Marienkapelle, igreja católica em estilo gótico do século 14. Ela é bem ornamentada e abriga numerosos túmulos de cavaleiros da Francônia e cidadãos de Würzburg.

 Com Lígia Passos.

 

 A Marienkapelle vista do alto do castelo de Würzburg.

 

Aqui na praça Marienplatz, fica o Falkenhaus (Casa do Falcão), que é um prédio bem bonito e chamativo, de fachada amarela rococó do século 18. 

 Observe que tem uma estátua de falcão lá no telhado!

 

No Falkenhaus funciona um posto de assistência ao turista e a biblioteca municipal. O prédio tem 3 andares, pode entrar de graça e circular livremente. Nele tem um pátio interno com fontes e mesinhas para sentar. Tem também uma confeitaria, a Confiserie Bossert, que vende doces e souvenirs.

Marienplatz Würzburg Falkenhaus Blog da Ana Cassiano anacassiano.com.br

Acho bem legal isso da Alemanha, pessoas e Straßenbahn (metrô de superfície) transitando juntos na rua, exatamente no mesmo lugar, e sem acidentes.

 

Residenz

Saindo da praça Marienplatz, a gente caminha pela rua Hofstraße por 950 metros até chegar ao Residenz. 

Saindo da praça Marienplatz, a gente caminha pela rua Hofstraße por 950 metros até chegar ao Residenz. Würzburg Alemanha Blog da Ana Cassiano

O Residenz é um palácio em Würzburg que se tornou Patrimônio da Humanidade pela UNESCO em 1981. 

Datado do século 18, o Residenz é uma das principais obras do Barroco/Rococó do sul da Alemanha e pode ser visto no contexto europeu como um dos mais importantes edifícios residenciais barrocos tardios, assim como o Palácio Schönbrunn em Viena e o Palácio de Versalhes perto de Paris. 

Os príncipes-bispos de Würzburg até então moravam na Fortaleza Marienberg (Castelo de Würzburg) e se mudaram para o Residenz quando ele ficou pronto.

 O prédio do Residenz visto do alto do castelo de Würzburg.

 

Bastante danificado durante a Segunda Guerra Mundial, o Residenz foi saqueado pelas tropas aliadas, e muito dos seus tesouros nunca mais foram recuperados. 

O jardim do palácio Residenz é imperdível. É grátis! Pode circular por lá tranquilamente. 

O jardim do palácio Residenz é imperdível. É grátis! Pode circular por lá tranquilamente. Würzburg Residenz Alemanha Rota Romântica Blog da Ana Cassiano

Ter a chance de visitar o Residenz na primavera dá nisso, a beleza das árvores de cerejeiras encantando nossos olhos! Olha que maravilhaaaaa!

O jardim é desenhado em estilo Barroco e tem uma parte que o estilo muda para um jardim inglês, com pequenas florestas e prados. 

 Com Lígia Passos.

 

O jardim tem vários tipos de árvores e flores, além de fontes e estátuas. 

Hoje, o Residenz funciona como um museu com mais de 40 quartos restaurados que podem ser visitados durante todo o ano. 

Assim que entramos no pédio, a gente se depara com a bela escadaria (Treppenhaus). O castelo foi erguido no século 18 com base em projetos de Balthasar Neumann. A magnífica escadaria - uma construção de uma peça, flutuante e oca - é uma prova da genialidade de Neumann. 

Um grande número de artistas talentosos esteve envolvido nos retoques finais. Eles incluem o mestre em estuque (trabalhos em gesso) Antonio Bossi e o famoso artista veneziano da época, Giovanni Battista Tiepolo. Este último criou o maior afresco de teto do mundo, que fica na cúpula acima da escadaria do Residenz.

O Grande Salão Branco também se salvou do incêndio provodado pelos bombardeios da Segunda Guerra. Todo trabalhado pelos esturques de Antonio Bossi, o salão pode ser disponibilizado para eventos privados em noites de verão. Já pensou um evento aqui que maravilha?

 Salão Branco.

 

 Kaisersaal.

 

O Residenz recebe muitas exposições de arte, também abriga uma parte da Universidade Julius Maximilians e o Festival de música clássica de Mozart, que acontece todos os anos no início do verão desde 1921. Preço da entrada → 7,50 euros.     

** Não pode fotografar dentro do Residenz, então as fotos do seu interior peguei no site oficial do palácio.

 

Leia também:

Fortaleza Marienberg, O Castelo de Würzburg

Rota Romântica

Wertheim → Castelo + Outlet

Rothenburg ob der Tauber

Frankfurt

Füssen, a última cidade da Rota Romântica

Outras cidades e passeios pela Alemanha

Ana Cassiano

Morei na Alemanha por 8 anos. Já visitei vários países de continentes diferentes. Sou Guia de Turismo em São Paulo, Escritora de Viagens e Colaboradora de Sites de Turismo.

MMorei na Alemanha por 8 anos. Já visitei vários países de continentes diferentes. Sou Guia de Turismo em São Paulo, Escritora de Viagens e Colaboradora de Sites de Turismo.orei na Alemanha por 8 anos. Já visitei vários países de continentes diferentes. Sou Guia de Turismo em São Paulo, Escritora de Viagens e Colaboradora de Sites de Turismo.