KIOTO

Choose the Language ↓ Escolha o Idioma

EnglishFrenchGermanSpainItalianDutch
RussianPortugueseJapaneseKoreanArabicChinese Simplified
 
 

 

Trem-bala e Monte Fuji

Nós estávamos hospedados em Tóquio e resolvemos passar um dia em Kioto. Pegamos o Shinkansen (trem-bala), que faz o trajeto de 465km em apenas 2 horas e 40 minutos, com pouquíssimas paradas. O trem viaja à 320Km/h.

Em Tóquio, a gente pega o trem na Estação Shinagawa e só desembarca na Estação Central de Kioto. Nesse trajeto, podemos ver o Monte Fuji. Ele fica na fronteira das províncias de Shizuoka e Yamanashi. 

Estando no trem, ele aparece do lado direito (sentido Tóquio/Kioto). Tente reservar poltronas D ou E para ver melhor. E fique de olho: Depois da estação Shinagawa, em 20 à 25 minutos ele aparece (entre as estações Mishima e Shin-Fuji), mas por pouquíssimo tempo! Dois minutos, se tanto! Depois ele desaparece atrás de uma montanha. 

Andar de trem no Japão custa caro! E esse trecho Tóquio/Kioto não é barato! Ida e volta custa cerca de 280 dólares por pessoa. Para comprar o ticket clique AQUI

Mas nós havíamos comprado o Japan Rail Pass, que dá direito a pegar trens em todo país durante o tempo da nossa estadia. Então vale muito à pena adquirir esse Rail Pass estando no Japão. É só apresentá-lo na bilheteria da estação de onde você estiver e trocar na hora por um ticket local. 

Mas atenção: Tem que comprar o Japan Rail Pass ANTES de chegar no Japão! Geralmente a gente compra na embaixada japonesa no dia da solicitação do visto de viagem. 

Eu explico tudo sobre o Japan Rail Pass AQUI. Clique para ler

Nesse dia, estava passando um tufão pelo Japão, e dentro do trem os avisos eram constantes. Recebemos até avisos de alerta pelo celular (em japonês e em inglês) emitidos pelo governo. Mas o povo tá tão acostumado com isso! Todo mundo com cara de natural, menos nós! rs

 

Kioto Station

Assim que chegamos em Kioto, nos deparamos com a bela e moderna Estação Central. 

Concluída em 1997, chama muita atenção por destoar do padrão antigo de Kioto. A estação é praticamente um ponto turístico. 

Ela é enorme, toda de vidros, futurista e moderna (e muito criticada pelos tradicionais japoneses!). A estação é cheia de lojas e restaurantes. Tem loja de departamento e até um mercado! Nós comemos lá, um lugar completo e bastante agradável.

 

A Cidade

Kioto foi a capital do império por mais de mil anos, até Tóquio se tornar a capital moderna em 1868. Enquanto Tóquio é mais agitada, Kioto é bem mais tranquila. Mas é uma cidade grande. Pensei que fosse uma província menor, mas me surpreendi com o tamanho.

Essas fotos noturnas de Kioto eu bati no final do dia, depois de aproveitar os passeios, voltando para a estação e pegar o trem para Tóquio novamente.

  Rio Kamo.

 

Kioto Tower : É uma torre de observação, tem um restaurante no topo e na sua base funciona um hotel. A Torre fica perto da Estação Central de Trens e por isso, oferece um belo serviço aos turistas: lá tem um ótimo e enorme banheiro público! Quem quiser pode até tomat banho!

 

Em Kioto, use o Trem

A cidade tem cerca de 2.000 templos! E parques, muitos parques. Apesar de ser bem menor que Tóquio, Kioto é grande mesmo assim, e tudo por lá é muito longe. Olhando nos mapas, os lugares parecem próximos, mas não se engane. Melhor pegar o trem local para chegar aos pontos turísticos. 

Pra nós que somos turistas estrangeiros, é um pouco difícil entender placas por causa da língua. Mas como nesses lugares tem bastante turistas japoneses também, a gente "segue o fluxo" rs.

Leia "Dicas de viagem para países de língua difícil" clique AQUI

 

Arashiyama e a Floresta de Bambus

Arashiyama é um bairro localizado à 20 minutos de trem do centro de Kioto. É uma região muito apreciada pelos próprios japoneses e que aos poucos acabou virando um local de visita obrigatória para qualquer turista, principalmente por causa da Floresta de Bambus.

Estando na estação central de Kioto, a gente pega o trem da linha JR Sagano Line e desce na estação Saga-Arashiyama. Da estação até a Floresta de Bambus a gente tem que caminhar por cerca de 15 minutos, passando pelas ruas do bairro.

Em Arashiyama, além da Floresta de Bambus, tem vários pequenos templos pela região e vilas históricas, como exemplo, a encantadora Vila Okochi Sanso.

Logo na entrada do bosque, há um lindo túnel de bambus de 500 metros de comprimento. O parque fica aberto durante 24h e a entrada é grátis.

O bairro é bem residencial e agradável. É uma área famosa por causa dos seus cenários naturais, onde no passado, somente os nobres iam para descansar.

Os visitantes podem fazer o percurso à pé ou de bicicleta. Nessa área a gente vê muitos riquixás, que é aquele carrinho puxado por uma pessoa que carrega os turistas.

 

Templo Fushimi Inari Taisha

O Templo Fushimi Inari é um belo santuário em Kioto famoso pelos seus 10.000 Toris alaranjados que formam um túnel ao longo das trilhas que sobem a montanha. O efeito visual é impressionante. 

O Fushimi Inari é um dos templos mais visitados do Japão. Ele fica em uma montanha cheia de trilhas que levam até o topo, com templos menores pelo caminho que se espalham por 4 quilômetros. Leva aproximadamente 2 horas para chegar no topo. 

Consta que o santuário Fushimi Inari já está estabelecido na região desde o século 8, mas os prédios que vemos no complexo hoje são do século 16 e 17. 

No local, encontramos lojas que vendem biscoitos da sorte, incensos, souvenirs e artesanatos. 

Os templos são lugares enormes, prepare-se para andar muito e subir muitas escadas! Use sapato confortável. A arquitetura japonesa se integra profundamente com a natureza. Por isso, são parques enormes com o templo lá no meio. Até chegar no templo propriamente dito tem que caminhar bastante.

Para ler tudo sobre o Templo Fushimi Inari e saber como chegar, clique AQUI 

 

Gion, o bairro das Gueixas

Em Kioto existe um bairro que se chama Gion. Lá é a região onde vivem as Gueixas. É um lugar bastante turístico, lógico! Quem não quer ver uma Gueixa de perto?

Andando pelas ruas de Gion a gente encontra várias Gueixas pelo caminho. A principal rua do bairro é a rua Hanami-Koji Dori.

Em Gion se concentram as "Chayas" (casas de chá) onde as Gueixas trabalham. São lugares caros e sofisticados. A cerimônia de servir chá pelas Gueixas é uma arte milenar. Inclui danças com músicas típicas e apresentações de costumes tradicionais. 

Assista à uma apresentação de Gueixa, clique AQUI

Mas há muitas atrações para turistas também, com preço bastante acessíveis.

        Saiba a diferença entre Gueixa e Maiko. Clique AQUI para ler

 

Aliás, a gente encontra pelas ruas de Kioto várias japonesas usando Kimono. Elas não são gueixas, mas esse costume pelo que vi lá, é normal. Gente "comum" usando o traje nas ruas.

Eu escrevi um post falando tudo sobre as Gueixas Clique AQUI para ler

 

Leia também:

Aqui tem muita informação legal sobre Kioto

Tóquio e seus Pontos Turísticos

Minha viagem pelo Japão

Fatos, Curiosidades e Informações sobre o Japão

Ana Cassiano

Morei na Alemanha por 8 anos. Já visitei vários países de continentes diferentes. Sou Guia de Turismo em São Paulo, Escritora de Viagens e Colaboradora de Sites de Turismo.

MMorei na Alemanha por 8 anos. Já visitei vários países de continentes diferentes. Sou Guia de Turismo em São Paulo, Escritora de Viagens e Colaboradora de Sites de Turismo.orei na Alemanha por 8 anos. Já visitei vários países de continentes diferentes. Sou Guia de Turismo em São Paulo, Escritora de Viagens e Colaboradora de Sites de Turismo.