↓ Choose the Language ↓ 

English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified

Zurique Suíça

Zurique é o cartão postal da Suíça. Cercada pelos Alpes, que ficam nevados praticamente o ano todo (uma maravilha!) é uma cidade charmosa e elegante. O Lago de Zurique colabora para deixar a cidade ainda mais bonita, com suas águas cristalinas e geladas, recém derretida das geleiras. 

Da Alemanha até Zurique, a gente passa por estradas maravilhosas, com paisagens de tirar o fôlego.

A Suíça é bucólica, cheia de fazendas com pastos lindos. As cidades maiores são poucas (e nem são tão grandes assim). Fora isso, todo o país é habitado por pessoas que vivem em fazendas ou em pequenos vilarejos. 

Zurique é a maior e mais populosa cidade da Suíça. É a sede de inúmeros bancos, instituições financeiras e escritórios de empresas do mundo todo. Está entre as "10 cidades mais poderosas do mundo”. E na classificação “qualidade de vida”, já foi eleita várias vezes a melhor cidade para se viver, baseado nas pespectivas de educação, saúde e segurança. A renda per capita da população é uma das mais altas da Europa. 

Zurique Zurich capital da Suíça cidade chic e elegante cercada pelos alpes nevados o ano inteiro Blog da Ana Cassiano anacassiano.com.br

A história de Zurique tem sua origem nos romanos, que em 57 d.c fundaram uma estância ao lado do lago. Em 1798 Napoleão Bonaparte invade a Suíça e cria a República Helvética, que durou até 1803. O processo de reconstrução do país durou até 1848, quando a Confederação Suíça foi assinada. Durante a era da industrialização nos séculos 18 e 19, Zurique deixou de ser uma cidade de comerciantes para tornar-se uma importante capital da indústria. 

A Zurique de hoje é o principal centro mundial para operações bancárias, principalmente devido ao famoso "sigilo", e líder mundial na negociação de ouro. 

         Com minha mãe.

 

Bahnhofstrasse

A Bahnhofstrasse (a rua da estação de trem) é a principal rua do centro de Zurique e uma das avenidas comerciais mais caras e exclusivas do mundo. 

Nela estão as lojas das marcas mais famosas de roupas, chocolates, relógios e jóias. 

Construída em 1864, o transporte era feito por carruagens e bondes puxados por cavalos até a chegada dos bondes elétricos, que circulam até hoje! 

É uma rua muito arborizada e cheia de pequenas praças onde as pessoas ficam deitadas nos dias de sol. Carros só circulam em alguns trechos. 

 

Centro da cidade

Rio Limmat corta o centro velho da cidade e vai até o Lago de Zurique. Essa parte resume bem o que é a cidade: casas medievais, edifícios centenários, muitas bandeiras suíças nas janelas, labirintos de ruelas e becos estreitos com ruas feitas de paralelepípedos até hoje! É um charme! 

Incrível como o passado é bem preservado, e convive lado à lado com modernos cafés, lojas de grifes caras, bares, restaurantes e casas noturnas. 

Sem falar nos carrões! Vc verá a maior concentração de Porsches por metro quadrado do planeta, rs. 

Ao longo do rio Limmat, a arquitetura é harmoniosa. Nada de prédios altos! 

O que se destaca na paisagem são as igrejas. 

 

Grossmünster

Grossmünster (Grande Igreja) é a principal igreja de Zurique, dedicada aos santos Felix e Regula, padroeiros da cidade. 

Data de 1090 e fica numa pequena colina às margens do rio Limmat. 

Suas torres gêmeas neo-góticas são do século 18 estão entre os principais cartões-postais de Zurique. É possível subir nelas (são intermináveis degraus!!!) mas pela vista panorâmica lá de cima que se tem da cidade, vale à pena. 

 

Fraumünster

Fraumünster (Igreja da Mulher) foi construída em 1250 é uma igreja protestante de estilo gótico. É famosa por sua torre alta e fina, com telhado azul e ponteagudo e pelo seu belo relógio. 

 

St. Peterskirche

A St. Peterskirche (Igreja de São Pedro) é a igreja mais antiga de Zurique, erguida no século 8. 

Sua torre serviu como ponto de vigia de incêndio desde a Idade Média até 1911. 

Atualmente abriga o maior relógio da Europa, com 8,7 metros de diâmetro, além de cinco sinos datados de 1880, o maior com mais de seis toneladas. 

 

Rio Limmat e Lago Zurique

O rio Limmat é transparente e de água potável. São as águas dele que abastecem Zurique. Ele vai dar no lago, o Zurichsee, um lago lindo e maravilhoso que é cercado pelos Alpes! Uma das vistas mais lindas das montanhas nós temos daqui, do lago de Zurique.

         Olha os Alpes! 

 

O lago fica cheio de gente ao redor, curtindo um descanso ao sol, mesmo em dias frios. 

Há passeios de barcos de turismo, gente velejando e praticando esportes aquáticos. 

O lago é cheio de cisnes. Cisnes enormes, lindos, como nunca vi na vida! 

Ao lado do lago (nessa parte dele, porque o lago é grande) fica a praça do mercado e o prédio da Ópera, que é o grande teatro de Zurique. A praça é linda, movimentada e muitas pessoas ficam ali no final da tarde para curtirem um descanso.

 

Gastronomia

Em matéria de doces, essa terra é uma perdição. Um mais lindo que o outro, e um mais gostoso que o outro também. Tem que experimentar pelo menos um! 

Espalhadas pela cidade ficam as confeitarias com suas vitrines lindas e tentadoras. 

A comida típica da Suíça é bem parecida com a alemã. Há vários tipos de salsichas pra escolher, ou carne de Schnitzel, um bife fino empanado de porco, muito bom. Sempre acompanhados de batatas e um molho suculento. 

E para terminar um dia maravilhoso de passeio em Zurique, sugiro uma visita na fábrica do melhor chocolate do mundo, o Lindt, que é suíço e a fábrica fica aqui em Zurique. Fica apenas a alguns minutos do centro e quando a gente se aproxima, já sentimos o aroma de chocolate no ar. Uma delícia! 

Ao lado da fábrica fica a loja, que tem várias promoções e preços ótimos. Acho que a fábrica não fica aberta para visitação. Só em dias especiais. Mas só a loja já vale a visita.

 

Leia também

Rheinfall, A Cachoeira do Rio Reno na Suíça

Ana Cassiano

Morei na Alemanha por 8 anos. Já visitei vários países de continentes diferentes. Sou Guia de Turismo em São Paulo, Escritora de Viagens e Colaboradora de Sites de Turismo.