↓ Choose the Language ↓ 

English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified

Keukenhof, o famoso jardim holandês

Keukenhof acaba sendo uma ótima opção de passeio para quem não tem tempo de conhecer a região dos campos de tulipas do interior. O parque fica em Lisse, à 30 minutos de carro de Amsterdam; é perto e tem maneiras fáceis de chegar através de trem ou ônibus.

As pessoas que vão para Amsterdam me pedem dicas sobre moinhos de vento, tamancos de madeira, campos de tulipas e festas típicas holandesas. Mas eu digo que em Amsterdam não há nada disso. Essas coisas a gente encontra em cidadezinhas do interior, e para vivenciar isso, tem que sair de Amsterdam. Gente, existe uma Holanda além de Amsterdam que vocês nem imaginam!

Keukenhof acaba sendo uma ótima opção de passeio para quem não tem tempo de conhecer a região dos campos de tulipas do interior. O parque fica em Lisse, à 30 minutos de carro de Amsterdam; é perto e tem maneiras fáceis de chegar através de trem ou ônibus. 

tem ônibus que sai do aeroporto de Schipol, que leva rapidinho ao Keukenhof (25 minutos). Assim, até em uma escala mais longa já dá pra conhecer o parque. Nesse caso, o ingresso é vendido do lado de fora do aeroporto mesmo, o que já facilita bastante para não pegar fila na bilheteria.

Também tem ônibus que sai do aeroporto de Schipol, que leva rapidinho ao Keukenhof (25 minutos). Assim, até em uma escala mais longa já dá pra conhecer o parque. Nesse caso, o ingresso é vendido do lado de fora do aeroporto mesmo, o que já facilita bastante para não pegar fila na bilheteria. 

         E olha a maravilha da estrada!

 

Programe-se

O Parque Keukenhof funciona apenas por 2 meses no ano. Ele abre no meio de março e fecha no meio de maio. Depois disso, só no ano seguinte! Então, se você pretende visitar o parque, tem que se programar. A melhor época para encontar as flores no ápice da beleza é durante a segunda quinzena de abril.

O Parque Keukenhof funciona apenas por 2 meses no ano. Ele abre no meio de março e fecha no meio de maio. Depois disso, só no ano seguinte! Então, se você pretende visitar o parque, tem que se programar. A melhor época para encontar as flores no ápice da beleza é durante a segunda quinzena de abril.

O valor do ingressos é 16 euros. Dá pra comprar na hora ou pelo site. O parque funciona das 8 às 19:30 hs. O estacionamento custa 6 euros. O parque todo pode ser visitado em 3 horas. 

Pelo fato do parque funcionar apenas 2 meses por ano, ele recebe um volume muuuitooo grande de turistas nesse curto período de tempo. Mas, a boa notícia é que ele é muito bem preparado para essa demanda. Tem ótima infra estrutura, com estacionamento amplo, restaurantes, banheiros, lojas, auditórios, estufas gigantes, pavilhões, enfim, tudo apropriado para seu passeio ser agradável. 

O parque é enorme! Só pra vc ter uma noção, olha o mapa:

         A gente recebe esse mapa logo que chega. 

 

       A entrada do parque.

 

Na entrada do parque tem uma praça bem agradável onde fica um órgão gigante. Ele é super antigo e tradicional. Parece uma caixinha de música (caixona!). Ele toca umas melodias típicas holandesas bem bonitinhas. Ao redor, tem muitos bancos onde as pessoas sentam para ouvir enquanto descansam.

Eu defino o Keukenhof como sendo a Disneylândia das flores! Pra mim ele é “um parque temático”, onde as pessoas podem ver canteiros das famosas tulipas holandesas (e outras flores também), tirar muitas fotos e se envolver com atividades relativas ao tema Primavera. 

O Keukenhof é considerado o maior jardim do mundo. Lá eles cultivam 7 milhões de flores, distribuídas em 32 hectares de canteiros impecavelmente bem cuidados. 

A diferença entre os campos de tulipas do interior da Holanda e o parque Keukenhof, é que nos campos as tulipas são plantadas para fins comerciais. A Holanda é o maior exportador de flores do mundo. Quando as flores atingem o ponto certo da colheita, elas são podadas e comercializadas. 

O Keukenhof é considerado o maior jardim do mundo. Lá eles cultivam 7 milhões de flores, distribuídas em 32 hectares de canteiros impecavelmente bem cuidados.          Os campos são enormes, muitos à perder de vista.

 

Já no Keukenhof não. As flores estão ali para serem contempladas. Elas ficam em canteiros beeemmmm menores que os campos, mas são lindos também. As tulipas ficam lá por muito tempo, e não são podadas. É tipo uma exposição de flores, que enchem de beleza nossos olhos!

Além de tulipas, o parque também cultiva outras flores. É tipo um Jardim Botânico, onde são expostos vários exemplares raros e exóticos. 

         As raras tulipas negras.

 

        Pets são bem-vindos no parque, desde que estejam presos à coleira. Já nos pavilhões e restaurantes a entrada deles não é permitida.

 

Tem até berçário de tulipas gente! Vê se eu aguento! Que fofuraaaa!

 

Os Pavilhões do parque

Dentro do Pavilhão Willem-Alexander, nada de tulipas! É um espaço dedicado às outras flores ornamentais.

Pavilão Beatrix é dedicado às orquídeas de todos os tipos e espécies.

No Oranje-Nassau acontecem exposições de esculturas feitas de flores, é muito bonito. Curiosidade: "Orange-Nassau" é o sobrenome da família real dos Países Baixos, onde fica a Holanda.

A área do Inspirational Gardens mostra projetos pra gente se inspirar e fazer um belos jardins na nossa própria casa. Tem cada idéia linda!!

No parque tem muitas árvores de cerejeiras, e elas também florescem nesse período de abril, então é uma maravilha completa.

        Cerejeiras em flor.

 

Em cada ano, o parque escolhe um tema diferente para se inspirar. Já homenageou Van Gogh e já houveram muitos outros temas também. Cada ano que a gente vai, o parque está um pouco diferente, e isso é muito bom.

Aqui as flores não tinham nascido ainda, olha que legal.

O painel mostra como o desenho vai ficar quando as flores crescerem.

Nesse outro ano, a homenagem foi para a arquitetura das casinhas holandesas. À medida que as flores crescem, vão formando desenhos lindos.

Dentro do parque tem um moinho, que foi construído em 1892. Pode subir nele e ver a vista dos arredores lá de cima. Dá fila pra subir, mas não tem jeito. Se quiser subir, tem que ter paciência. Mas vale à pena.

Ao lado do moinho, tem um passeio de barco que eles oferecem, que navega pelos canais ao redor dos campos de flores que ficam do lado de fora do Keukenhof. É bom enfatizar que a gente não pode sair do barco. Não tem essa de descer pra tirar fotos não! O passeio custa 8 euros e dura 45 minutos.

Muita gente vai ao Keukenhof esperando ver campos e mais campos de tulipas. Isso a gente só vê de longe. Então não vá ao parque com a expectativa de tirar fotos em um campo de tulipas, porque isso não vai acontecer. 

À não ser que você tenha tempo e disposição para curtir o que tem ao redor do parque. Aí sim hein! 

Isso a gente pode fazer por conta própria. De carro ou de bicicleta. Tem aluguel de bikes no estacionamento do parque. E eles dão as opções de rotas também. Então não perca essa chance.

 

    Nesse post falo sobre os Campos de Tulipas da Holanda, onde e quando encontrá-los. Clique aqui    blog-da-ana34.webnode.com/tulipas-na-holanda/

 

A Parada das Flores 

A Parada das Flores acontece todos os anos no mês de abril. É um desfile com 42 quilômetros de rota, que passa por 7 cidades na região do parque Keukenhof, cidades estas que fazem parte do circuito “Bollenstreek” -  região dos bulbos. 

São cerca de 20 “carros alegóricos”, totalmente enfeitados por flores, uma verdadeira obra de arte. 

Eles desfilam ao som de bandinhas típicas que desfilam junto tocando ao vivo. 

A Parada começa de manhã na cidade de Noordwijk, passa na estrada em frente ao Keukenhof à tarde e termina em Haarlem no final do dia. Veja no calendário da região em qual dia de abril vai acontecer o desfile. Cada ano cai num dia diferente.  

Não caia na bobeira de coincidir a visita ao Keukenhof com o dia da Parada das Flores. Primeiro porque fica muito cheio de gente, dá muito trânsito na região e não dá pra fazer tudo no mesmo dia. É muita confusão. Tem que sair pra rua para ver o desfile, depois voltar pro parque.... nossa, esquece. 

      Isso tudo é feito de flor!

 

O mais interessante da Parada das Flores é que os carros não podem ser enfeitados com muitos dias de antecedência porque as flores murcham. Então o pessoal da organização tem apenas 3 dias para finalizar tudo. É um trabalho incrível.

** Essas fotos da Parada das Flores que postei acima, não são minhas. As peguei na internet para ilustrar essa parte do post.

 

Outras atividades da temporada no Keukenhof 

Durante os 2 meses em que fica aberto por ano, o Keukenhof promove vários eventos. É uma temporada bastante agitada, cheia de coisas interessantes para ver e fazer. (Entre no site do parque para consultar datas e a programação). 

Tem um evento que celebra a abertura da primavera. Depois, ao longo da temporada, há uma programação com música, danças típicas e feiras de artesanato de tamancos e queijos. Ainda tem cursos de cultivos de flores, tem o Dia da Rainha (ou do Rei) e a festa de encerramento do parque é em alto estilo, com a apresentação de uma orquestra sinfônica. 

Mas de todos esses eventos, o que mais me chamou a atenção foi o dia da Benção das Flores. Você sabia que todos os anos a Holanda envia milhares flores para Roma, para a decoração da Missa de Páscoa do Papa? No dia da Benção das Flores, o bispo de Roterdam vai ao Keukenhof abençoar as flores que serão levadas para o Vaticano de caminhão. É uma tradição de 30 anos já. As flores são doadas, e não vendidas. Achei isso muito legal.

       ** Foto divulgação.

 

      ** Foto divulgação.

 

CURIOSIDADE

Você sabia que a Holanda não é um país? Saiba qual a diferença entre Holanda, Países Baixos, Netherlans e Holland. Clique aqui  →  blog-da-ana34.webnode.com/holland-x-netherland-qual-a-diferenca/

 

Conheça mais sobre a Holanda, a região mais típica dos Países Baixos

Nesse link, mostro outras cidades e dou sugestões de passeios e festas típicas para você conhecer melhor a Holanda. Clique aqui  →  blog-da-ana34.webnode.com/holanda-paises-baixos/

Ana Cassiano

Morei na Alemanha por 8 anos. Já visitei vários países de continentes diferentes. Sou Guia de Turismo em São Paulo, Escritora de Viagens e Colaboradora de Sites de Turismo.