Floresta Amazônica

Choose the Language ↓ Escolha o Idioma

EnglishFrenchGermanSpainItalianDutch
RussianPortugueseJapaneseKoreanArabicChinese Simplified
 
 

“Os índios quando querem que uma árvore morra, eles não a cortam. Eles simplesmente se juntam ao redor delas, gritam xingamentos e dizem coisas ruins. Em alguns dias a árvore seca e morre. Não precisam nem de machados. Ela morre sozinha. Mas quando querem que uma árvore se recupere de alguma doença, eles se reunem na base do caule perto da raíz e ficam falando um monte de coisas boas. Assim, eles acreditam que ela revive.” (Ensinamentos indígenas)

 

Vitória-Régia

Antes de entrar na Floresta, passamos por uma pequena vila ribeirinha, onde eles tinham Vitórias-Régia num tanque. Foi o meu primeiro contato com essa planta. Até então, eu nunca tinha visto uma pessoalmente.

A vitória-régia é uma planta aquática típica da região amazônica. Ela possui uma grande folha em forma de círculo, que na superfície da água, e pode chegar até 2,5 metros de diâmetro e suportar até 40 quilos se forem bem distribuídos em sua superfície. 

Sua flor expele á noite uma fragrância adocicada. Ela se mantem aberta até o início da manhã seguinte, quando volta a se fechar novamente. 

Os ingleses que deram o nome de vitória em homenagem à rainha, quando o explorador alemão a serviço da Coroa Britânica Robert Schomburgk levou suas sementes para os jardins do palácio inglês. 

O suco extraído de suas raízes é utilizado pelos índios como tintura negra para os cabelos. É também utilizada como folha sagrada nos rituais da cultura afro brasileira.

Vitória Régia vegetação planta da Floresta Amazônica Blog da Ana Cassiano anacassiano

Olha como a vitória-régia é por baixo!

 

A Floresta

A Amazônia é a maior floresta equatorial do mundo. Ocupa uma área de 7 milhões de km2. A região que abriga a Amazônia é caracterizada pela temperatura elevada, grande umidade atmosférica e enorme quantidade de rios.

           Entrando na floresta amazônica.

 

A floresta tem o chão todo de areia. Dá pra andar descalço que nem índio. Por isso que os ambientalistas alertam: se continuarem com o desmatamento, aquilo tudo lá vai virar deserto! O solo é pobre, nada que planta nasce. Só as árvores nativas mesmo. É um ecosistema muito complexo e frágil.

A floresta é densa e fechada. Há trechos com trilhas demarcadas, mas nem sempre é assim. Tem que entrar com um guia que conheça a região.

Há milhões de anos atrás, a Amazônia já foi fundo de mar e andando pela floresta encontramos várias rochas sedimentares que formam grutas, uma coisa impressionante. Nunca imaginei isso!

              Olha o chão de areia aí!

 

No meio da mata, do nada, a gente encontra caboclos andando com suas crianças. Eles são simpáticos e gostam de tirar fotos com a gente. As crianças gostam de brincar nas árvores, óbvio.

Floresta Amazônica Amazonas Manaus Blog da Ana Cassiano anacassiano.com.br

Vimos muitas seringueiras e outras árvores imponentes, mas a Sumaúma é especial. Ela é considerada uma árvore sagrada, porque é ôca, a gente entra nela olha pra cima e vê o céu. No alto dela tem um buraco q passa a chuva e a luz do sol, uma coisa emocionante. Ela é muuuuito alta. Pela foto não dá pra ter noção do tanto que ela é alta!

                  Sumaúma.

 

                 Seringueiras.

 

As raízes das árvores são rasteiras e parecem cobras. A gente assusta toda hora. 

E a maioria das outras árvores tem raízes enormes, pra fora da terra, parecem braços. A gente até entra debaixo delas. Elas são assim porque o rio sobre com as chuvas e inunda tudo. Elas ficam totalmente submersas. No período das chuvas, só se entra na floresta de canoa fina, sem motor e com remo, tipo os índios mesmo, e só se vê as árvores do meio do tronco pra cima.

Essas marcas no corpo da árvore são os níveis de água que o Rio Negro atinge na época das chuvas!

Marca das chuvas nos caules nível da água nas érvores da floresta amazônica Amazonas Blog da Ana Cassiano anacassiano.com.br

Também tivemos contato com a Floresta Amazônica no nosso passeio à Cachoeira de Presidente Figueiredo. O link está abaixo.

 

Leia também:

Manaus

Teatro Amazonas

Passeio de Barco no Rio Negro

Visita à Aldeia Indígena Tatuyós

Cachoeira de Presidente Figueiredo

Rostos de indígenas projetados nas árvores da Amazônia

Ana Cassiano

Morei na Alemanha por 8 anos. Já visitei vários países de continentes diferentes. Sou Guia de Turismo em São Paulo, Escritora de Viagens e Colaboradora de Sites de Turismo.

MMorei na Alemanha por 8 anos. Já visitei vários países de continentes diferentes. Sou Guia de Turismo em São Paulo, Escritora de Viagens e Colaboradora de Sites de Turismo.orei na Alemanha por 8 anos. Já visitei vários países de continentes diferentes. Sou Guia de Turismo em São Paulo, Escritora de Viagens e Colaboradora de Sites de Turismo.