↓ Choose the Language ↓ 

English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified

A Casa de Anne Frank - Amsterdam Holanda

Annelies Marie Frank foi uma adolescente alemã de origem judaica, vítima do Holocausto, que morreu aos 15 anos no campo de concentração de Auschwitz em 1945.

Eu tive a oportunidade de conhecer a Casa de Anne Frank assim que terminei de ler o livro/diário dela. Foi uma visitação impressionate pra mim, que sempre fico muito tocada com essas histórias da Segunda Guerra Mundial. E quem não fica não é?

Annelies Marie Frank foi uma adolescente alemã de origem judaica, vítima do Holocausto, que morreu aos 15 anos no campo de concentração de Auschwitz em 1945. 

Anne nasceu em Frankfurt na Alemanha, mas viveu grande parte de sua vida em Amsterdam na Holanda. 

Ela se tornou uma das figuras mais conhecidas do século 20, depois que seu pai publicou o livro "O Diário de Anne Frank" em 1947, dois anos após sua morte.

No seu diário, Anne narra os dias que ficou escondida com a família em um prédio em Amsterdam para não serem capturados pelos nazistas. 

Em 1940, quando os nazistas invadiram os Países Baixos, os judeus começaram a ser perseguidos. A vida da família de Anne ficou difícil e em 1942, seu pai decidiu aceitar a proposta de um amigo que tinha um prédio comercial em Amsterdam. No local haviam cômodos secretos que serviriam de esconderijo para a família até a Guerra terminar. 

 

A Casa de Anne Frank 

O prédio onde a família de Anne Frank ficou escondida existe até hoje em Amsterdam e em 1960, foi transformada em museu. O Achterhuis (Anexo Secreto) como Anne chamava o lugar, é aberto ao público e é uma visitação impressionante. 

       O prédio é esse de portas verdes.

 

Podemos andar pelo lugar que serviu de esconderijo, que é bem pequeno para as 8 pessoas que viveram lá (4 membros da família de Anne Frank e 4 de outra família que chegou depois). O lugar tem três andares, com uma porta de entrada escondida por uma estante de livros para disfarçar. 

O anexo possui dois quartos, um banheiro, uma cozinha e uma sala com escada que leva ao sótão. 

O prédio onde a família de Anne Frank ficou escondida existe até hoje em Amsterdam e em 1960, foi transformada em museu. O Achterhuis (Anexo Secreto) como Anne chamava o lugar, é aberto ao público e é uma visitação impressionante.

A família de Anne Frank viveu escondida alí por 3 anos! Tinham amigos leais que os ajudavam na sobrevivência, fornecendo comida e informando sobre o mundo lá fora. 

Mas infelizmente, próximo do fim da guerra, eles foram descobertos e mandados para campos de concentração. Anne e sua irmã morreram de Tifo, epidemia que se alastrou em Auschwitz no sul da Polônia, para onde foram mandadas. 

 

O Diário de Anne Frank 

Com o fim da guerra, o único sobrevivente foi o pai de Anne, que descobriu o diário da filha e o publicou em 1947. Desde então, é um dos livros mais traduzidos e vendidos do mundo. 

O diário original de Anne fica exposto no museu.

Nesse link, falo de Amsterdam e outras cidades da Holanda, dou sugestões de passeios, festas típicas e como ver de perto os famosos moinhos de vento e os tamancos de madeira. Clique aqui  →  blog-da-ana34.webnode.com/holanda-paises-baixos/

Ana Cassiano

Morei na Alemanha por 8 anos. Já visitei vários países de continentes diferentes. Sou Guia de Turismo em São Paulo, Escritora de Viagens e Colaboradora de Sites de Turismo.