O metrô de Tokyo - Ana Cassiano Japão

Choose the Language ↓ Escolha o Idioma

EnglishFrenchGermanSpainItalianDutch
RussianPortugueseJapaneseKoreanArabicChinese Simplified
 
 

Eu escrevi esse post para contar minhas experiências no metrô de Tóquio, mas acredito que muita coisa deve ser parecida nos metrôs do Japão em geral, principalmente nas grandes cidades.

Diariamente, mais de 10 milhões de pessoas passam pelo metrô de Tóquio, cujo sistema é o mais avançado e preciso do planeta. Ele tem treze linhas com um comprimento total de 286,2 km, é o quinto maior do mundo (fica atrás de Shanghai, Seul, Londres e Nova Iorque).

Assista ao video abaixo:

 

Silêncio nos vagões

A cultura japonesa é "não incomodar os outros". O metrô é cheio, mas a gente não ouve um pio dentro dos vagões! Todo mundo quietinho descansando ou mexendo no celular, sem incomodar os outros. 

Os japoneses são extremamente silenciosos e uma das coisas que mais chamou minha atenção no metrô foram os avisos para desligarem os celulares e não conversar alto nem fazer barulho. 

  Esse aviso ainda vai além: "Desligar o celular se estiver perto do assento preferencial". Para evitar a propagação das ondas eletromagnéticas. Uau!

 

  Tradução: "Poxa que barulho! Será que dá para baixar o volume? Dá para falarem mais baixo?"

 

Dentro dos vagões é proibido usar o celular para fazer ligações. Só pode escrever mensagens ou jogar, o que faz com que os japoneses olhem fixamente para suas telas durante toda a viagem.

 

Vagão de mulher 

Há vagões exclusivos para mulheres nos horários de pico.

Infelizmente, o Chikan existe no Japão e faz muitas vítimas. Chikan é um termo japonês que se refere ao assédio sexual ou outro ato obsceno realizado contra uma vítima. Uma das alternativas para fugir desse tipo nos horários de pico é o vagão apenas para mulheres. Além dos pervertidos, existem também os Butsukariya, homens que esbarram com violência de propósito em outras mulheres.

 

Sentido do Fluxo

Os japoneses são iguais robozinhos. Organizados, andam todos na mesma direção e na mesma velocidade.

IMPORTANTE SABER: No Japão, eles dirigem na mão inglesa (volantes no lado direito dos carros) e por isso, usam “a pista da esquerda”. No metrô não é diferente, então faça como os japoneses: 

  • Nos corredores, ande pela esquerda. Deixe o lado direito para quem está vindo no sentido contrário. 

  • Nas escadas a mesma coisa: Suba pela esquerda! Na escada rolante, fique parado na esquerda e deixe a direita livre para quem tem pressa e quer subir mais rápido. 

  • Parece estranho eu dizer essas coisas, mas nosso cérebro ocidental está acostumado com o contrário. Então temos que prestar atenção para não usar o sentido errado e atrapalhar o fluxo.

 

Preço 

No metrô de Tóquio a tarifa varia de acordo com o horário e a distância percorrida. No horário de pico a viagem custa mais caro. O horário de pico no metrô vai das 7h às 9h e das 17h às 19h. 

Quando for comprar o bilhete avulso, é preciso saber em qual estação você vai descer. Cada trecho custa um valor diferente. Isso porque a tarifa aumenta quanto maior a distância percorrida. Para se ter uma ideia de preço, trechos curtos custam uns 100¥ (0,94 dólares) e viagens mais longas em média 400¥ (3,75 dólares). Os trechos que fizemos não custou mais do que 250¥ (2,35 dólares) por pessoa.

Para comprar, pode ser pelas máquinas. Mas por causa da língua nós precisávamos de ajuda. Então íamos na bilheteria com um mapa do metrô nas mãos e mostrávamos a estação para onde queríamos ir. Assim, a pessoa nos fornecia o bilhete correto.

 

O Idioma

É claro que a língua japonesa torna mais difícil nossa jornada pelo metrô no Japão. Em algumas estações, as placas estão escritas em inglês também. Um alívio. Mas em muitos casos isso não acontece. 

  Minha amiga japonesa traduziu essa pra mim: "No horário de pico, dirija-se para o meio da plataforma para não obstruir as escadas"

 

Então, para não passar aperto, eu sugiro estudar o percurso antes, marcando no mapa do metrô (que você deve sempre carregar na mão) e ir acompanhando pelo painel que fica sobre as portas dos vagões.

 

Dicas de viagem para países de língua difícil, para ler clique AQUI

 

Curiosidades

  • Sinais para deficientes visuais: Todas as estações têm um aparelho pregado no teto (tipo uma campainha) que fica na boca das escadas (rolantes ou não) e emitem um sinal sonoro (de advertência) que imita o canto de um pássaro. Cada estação tem um canto de pássaro diferente. Achei super legal, porque além de ser uma medida de segurança p os deficientes visuais não se machucarem, isso também os ajuda a identificar (pelo tipo do canto) em qual estação estão. 

  • Nos corredores do metrô dá pra perceber que todos se vestem bem parecido para o trabalho: Homens de camisa branca e calça social escura. Mulheres de saia escura e parte de cina branca ou bege (Isso nos horários de pico, quando chegam ou saem do trabalho). Óbvio que tem um ou outro que sai da regra, mas em geral é assim.

 

Leia também:

Tóquio e seus Pontos Turísticos

Minha viagem pelo Japão

Fatos, Curiosidades e Informações sobre o Japão

Ana Cassiano

Morei na Alemanha por 8 anos. Já visitei vários países de continentes diferentes. Sou Guia de Turismo em São Paulo, Escritora de Viagens e Colaboradora de Sites de Turismo.

MMorei na Alemanha por 8 anos. Já visitei vários países de continentes diferentes. Sou Guia de Turismo em São Paulo, Escritora de Viagens e Colaboradora de Sites de Turismo.orei na Alemanha por 8 anos. Já visitei vários países de continentes diferentes. Sou Guia de Turismo em São Paulo, Escritora de Viagens e Colaboradora de Sites de Turismo.